Pennsylvania Station (Nova Iorque)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pennsylvania Station
Nova Iorque, NY
O Moynihan Train Hall em janeiro de 2021
Proprietário Amtrak
Sistema Amtrak, LIRR, NJ Transit
Futuramente: Metro-North Railroad
Linhas Corredor Nordeste, Empire Corridor
Código Amtrak: NYP
IATA: ZYP
Plataformas 11 plataformas centrais
Vias Linha 21
Movimento NJT: 27.296.100 (2017)[1][2]
Amtrak: 10.397.729 (2017)[3]
LIRR: 69.722.560 (2017)[4]
Zona tarifária LIRR: zona 1
NJ Transit: zona 1
Conexões MTA NYC logo.svg Metrô de Nova Iorque:
NYCS-bull-trans-1.svg NYCS-bull-trans-2.svg NYCS-bull-trans-3.svg na 34th Street–Penn Station (Sétima Avenida)
NYCS-bull-trans-A.svg NYCS-bull-trans-C.svg NYCS-bull-trans-E.svg na 34th Street–Penn Station (Oitava Avenida)
PATH logo.svg PATH: JSQ–33, HOB–33, JSQ–33 (via HOB) (na 33rd Street)
MTA NYC logo.svg Ônibus de Nova Iorque da MTA: M7, M20, M34 SBS, M34A SBS, Q32
Academy Bus:SIM23, SIM24
Columbia Transportation: rota suburbana do Brooklyn, rota suburbana de Manhattan
Flixbus: Eastern Bus
Vamoose Bus
Informações históricas
Inauguração 1910
Reconstrução 1963–1968
Localização
Penn Station está localizado em: Nova Iorque (cidade)
Penn Station
Localização na Cidade de Nova Iorque
40° 45' 01" N 73° 59' 35" O
Localização Margeados pelas 7ª e 9ª Avenidas e pelas 31st e 33rd Streets
(sob o Madison Square Garden e no edifício Farley)
Manhattan, Nova Iorque
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre a estação atual. Para a estação original, veja Pennsylvania Station (1910–1963). Para outros significados, veja Pennsylvania Station (desambiguação).

A Pennsylvania Station, também conhecida como Penn Station de Nova Iorque ou simplesmente Penn Station, é a principal estação ferroviária intercidade da cidade de Nova Iorque e a estação mais movimentada de qualquer tipo no hemisfério ocidental, com mais de 600.000 passageiros por dia em 2019.[5][6] Está localizada no centro de Manhattan, abaixo do Madison Square Garden, num quarteirão margeado pelas Sétima e Oitava Avenidas e pelas 31st e 33rd Streets, e no edifício James A. Farley, com saídas adicionais nas ruas próximas. Está próxima da Herald Square, do Empire State Building, de Koreatown e da Macy's Herald Square. É considerada uma das duas estações centrais da cidade, juntamente com o Grand Central Terminal.[7]

A Penn Station tem 21 linhas férreas provenientes de sete túneis (dois túneis do rio North, quatro túneis do rio East e o túnel da Empire Connection). Se localiza no centro do Corredor Nordeste, uma linha ferroviária de passageiros que conecta a cidade de Nova Iorque a Boston, Filadélfia, Washington, DC e outras cidades. Os trens intercidade são operados pela Amtrak (AMTK), proprietária da estação, enquanto que os serviços suburbanos são operados pela Long Island Rail Road (LIRR) e pela NJ Transit (NJT). Conexões ao metrô de Nova Iorque e a linhas de ônibus estão disponíveis no complexo da estação.

A Penn Station herdou o nome da Pennsylvania Railroad (PRR), sua construtora e proprietária original, e compartilha seu nome com várias outras estações em outras cidades. A estação atual é uma remodelação dos partes subterrâneas da Penn Station original, uma estação mais ornamentada projetada pela McKim, Mead e White e considerada uma obra-prima do estilo Beaux-Arts. Concluída em 1910, a estação permitiu pela primeira vez, acesso direto a cidade pelo sul. Foi demolida em 1963, fortalecendo o movimento preservacionista nos Estados Unidos.[8] As partes subterrâneas da estação foram remodeladas nos 6 anos seguintes, mantendo a maior parte da infraestrutura ferroviária original.

Uma nova entrada na 33rd Street para o saguão da LIRR foi inaugurada em dezembro de 2020,[9] e o Moynihan Train Hall, uma expansão da estação no edifício James A. Farley, foi inaugurado em janeiro de 2021.[10] Planos para a estação incluem uma expansão do saguão da LIRR, a construção de mais plataformas em um novo anexo ao sul para acomodar os trilhos dos propostos túneis do Programa Gateway,[11] e a renovação da estação sob o Madison Square Garden.[12]

História[editar | editar código-fonte]

Planejamento e construção[editar | editar código-fonte]

Escavação na Pennsylvania Station por George Bellows (c. 1907–1908). Museu do Brooklyn

Até o início do século XX, a rede ferroviária da PRR terminava no lado oeste do rio Hudson (antes conhecido como rio North) em Exchange Place, Jersey City, Nova Jérsei. Os passageiros com destino a Manhattan tinham que embarcar em balsas para cruzar o rio e chegar ao seu destino final.[13]

A linha da rival, a New York Central Railroad, percorria Manhattan a partir do norte sob a Park Avenue e terminava no Grand Central Terminal na 42nd Street.[14] Muitas propostas para uma conexão permanente sob o Hudson foram apresentadas no final do século XIX, mas crises financeiras nas décadas de 1870 e 1890 afastaram possíveis investidores. De qualquer forma, nenhuma das propostas apresentadas durante este período foram consideradas viáveis.[15]

Uma proposta inicial de uma ponte foi considerada, mas foi rejeitada.[16][17] A alternativa era construir um túnel sob o rio, entretanto isso inviabilizava o uso de locomotivas a vapor.[18] O desenvolvimento da locomotiva elétrica na virada do século XX tornou possível um túnel. Em 1901, o presidente da PRR, Alexander Cassatt, anunciou o plano da companhia de alcançar a cidade de Nova Iorque através de um túnel sob o Hudson, construindo uma grande estação no lado oeste de Manhattan, ao sul da 34th Street.[19] A estação ficaria no distrito de Tenderloin, um histórico bairro de luz vermelha conhecido por sua corrupção e prostituição.[20]

A construção dos dois túneis de linha férrea única do rio North, escavados pelo oeste,[21] começou em junho de 1903. Um segundo conjunto de quatro túneis de trilho único, os túneis do rio East, foram construídos do leste sob o rio East, ligando a nova estação ao Queens, a Long Island Rail Road, de propriedade da PRR, e ao pátio Sunnyside,[22] onde os trens iriam ser mantidos e montados. A construção foi concluída nos túneis do rio Hudson em 9 de outubro de 1906,[23] e nos túneis do rio East em 18 de março de 1908.[24]

Estação original[editar | editar código-fonte]

Exterior da Penn Station, 1911
Interior da estação original, 1935-1938

Uma pequena parte da Penn Station foi inaugurada em 8 de setembro de 1910, juntamente com a abertura dos túneis do rio East. Assim, os passageiros da LIRR ganharam acesso direto a Manhattan.[25] Em 27 de novembro de 1910, a estação foi totalmente aberta ao público.[26] Com a abertura total da Pennsylvania Station, a PRR se tornou a única companhia a ter acesso a Nova Iorque pelo sul.[27]

Durante meio século de operação (1910–1963), dezenas de trens de passageiros intercidades chegaram e partiram diariamente para Chicago e St. Louis pelas linhas férroviárias da “Pennsy”, ou até além, por meio de outras ferrovias que chegavam até a cidade de Miami e ao oeste. Juntamente com os trens da Long Island Rail Road, a Penn Station recebeu os trens das ferrovias de New Haven e Lehigh Valley. Um efeito colateral do projeto de extensão dos túneis foi abrir a cidade aos subúrbios, e dentro de 10 anos após a inauguração, dois terços dos passageiros diários da estação eram advindos dos subúrbios da cidade.[20] A estação colocou a Pennsylvania Railroad em vantagem em relação a suas concorrentes, oferecendo serviço direto a Manhattan pelo o oeste e o sul. Outras companhias terminavam suas rotas em terminais em Weehawken, Hoboken, Pavonia e Communipaw, exigindo que os passageiros com destino a Nova Iorque pegassem os túneis do Hudson (agora PATH) ou balsas antes de embarcar em seus trens. Em seu auge, em 1945, mais de 100 milhões de passageiros viajaram pela Penn Station.[20]

No final dos anos 1950, os volumes de passageiros intercidades diminuíram drasticamente com o advento da Era dos aviões e do Sistema Interestadual de Rodovias. O exterior da estação havia se tornado um tanto sujo e devido à sua enorme escala, a manutenção se tornou muito custosa.[5][28] Uma reforma cobriu algumas das grandes colunas com plástico e bloqueou o espaçoso saguão central com uma nova bilheteria. A Pennsylvania Railroad optou por vender os direitos do ar acima da estação, abrindo espaço para a demolição da infraestrutura em superfície, a ser substituída por um complexo de escritórios e uma nova arena esportiva, enquanto que os trilhos da estação permaneceriam intocados. Os planos para o novo Penn Plaza e o Madison Square Garden foram anunciados em 1962. Em troca dos direitos aéreos da Penn Station, a PRR receberia uma estação subterrânea menor, sem custo para a companhia, e uma participação de 25 por cento na nova arena esportiva. Arquitetos modernos tentaram salvar o edifício da estação, mas sem sucesso;[8] a demolição começou em outubro de 1963.[29] Uma plataforma gigante de aço foi colocada sobre os trilhos e plataformas para permitir que a operação continuasse durante a remodelação; as fotos do dia mostravam passageiros esperando pelos trens, enquanto que a demolição prosseguia ao seu redor.[5] Isso só foi possível porque a maior parte da infraestrutura ferroviária (incluindo o salão de espera, os saguões e as plataformas) era subterrânea.[15]

A demolição da Penn Station original foi polêmica e criou indignação a nível internacional.[30][31] Sobre a estação original, o historiador da arquitetura Vincent Scully escreveu: "Uma entrava na cidade como um deus; a outra agora se arrasta como um rato".[32] A controvérsia sobre a demolição de um marco histórico tão reconhecido, e sua deplorável substituição,[33] é frequentemente citada como um momento decisivo para o movimento de preservação arquitetônica nos Estados Unidos.[8] Novas leis foram aprovadas para restringir tal tipo de demolição. Em uma década, o Grand Central Terminal foi protegido pela lei de preservação de marcos históricos da cidade, o que foi mantido pelos tribunais em 1978, mesmo após uma tentativa de contestação pela proprietária da estação, a Penn Central.[34]

Sob o Madison Square Garden[editar | editar código-fonte]

Saguão principal

Desde 1968, a Penn Station tem sido uma estação subterrânea, localizada abaixo do Madison Square Garden,[35] da 33rd Street e do Two Penn Plaza. A estação tem três níveis: saguões nos dois níveis superiores e plataformas ferroviárias no mais baixo.[36][37] Os dois níveis de saguões, embora renovados e ampliados durante a construção da arena, datam da estação de 1910, assim como os trilhos e as plataformas.[38]

Nas décadas seguintes, renovações tentaram tornar os saguões mais espaçosos. O saguão West End sob a Oitava Avenida foi inaugurado em 1986.[39] Em 1987, uma conexão ferroviária com o pátio ferroviário West Side foi aberta,[40] e em 1991, a abertura da Empire Connection permitiu que a Amtrak concentrasse todos os seus serviços com destino a Nova Iorque na Penn Station, em vez de manter uma segunda estação para os trens do Empire Corridor, que termina no Grand Central Terminal.[41][42][43] Em 1994, a estação foi reformada para adicionar uma entrada da LIRR na 34th Street e o corredor central, juntamente com obras de arte e áreas de espera melhoradas.[44] Em 2002, o saguão da NJ Transit foi criado em um espaço anteriormente ocupado por lojas e escritórios da Amtrak, e uma nova entrada para este saguão foi adicionada na 31st Street em 2009.[45]

Após os ataques de 11 de setembro de 2001, a segurança foi aumentada e o fluxo de passageiros reduzido. Em 2002, 100 milhões de dólares em obras, adicionaram recursos de segurança, como iluminação, câmeras e barricadas.[46] A pista de taxiamento sob o Madison Square Garden, que ia da 31st Street à 33rd Street no meio do quarteirão, foi permanentemente fechada com barreiras Nova Jérsei de concreto.[47] As escadas rolantes que davam acesso direto ao saguão do Madison Square Garden foram fechadas e posteriormente removidas. A passagem subterrânea de pedestres à estação 34th Street – Herald Square está fechada desde 1986,[48] após décadas de preocupações com a segurança e agressões sexuais.[49]

Apesar das modestas reformas, a atual Penn Station continuou a ser criticada como "vilipendiada", "disfuncional" apelidada de "catacumba" apertada sem charme, especialmente quando comparada ao Grand Central Terminal, bem mais amplo e ornamentado.[30] O New York Times, em um editorial de novembro de 2007 apoiando a ampliação do terminal, disse que "os passageiros da Amtrak ... agora são espremidos por salas subterrâneas desprovidas de luz ou personalidade",[50] e o repórter de transportes do Times, Michael M. Grynbaum, chamou a estação de "o enteado feio dos dois grandes terminais ferroviários da cidade."[28] Após seu ponto mais baixo na década de 1960, o número de passageiros explodiu nas décadas seguintes, uma situação que não era esperada pelos projetistas da estação. Na década de 2010, a estação operava com uma capacidade três vezes maior do que planejada; 450.000 passageiros intercidades dos subúrbios e 330.000 passageiros de metrô usaram a estação diariamente em 2019.[5]

Expansão[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Moynihan Train Hall

No início da década de 1990, o senador americano Daniel Patrick Moynihan propôs a construção de uma nova estação no edifício James A. Farley, o antigo edifício dos correios do outro lado da Penn Station. Moynihan havia engraxado sapatos na estação original durante a Grande Depressão.[52][53][54] Vários planos de expansão foram apresentados ao longo dos anos 1990 e 2000, mas nenhum foi aplicado até que o financiamento do Ato de Recuperação Americana e Reinvestimento de 2009 permitiu a expansão do saguão West End da LIRR sob o edifício Farley em 2016.[55] Com isso, o governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou em 2016 planos para a renovação da Penn Station e o redesenvolvimento do edifício Farley como um edifício de uso misto, incluindo a criação de uma nova estação, que ele chamou de Complexo Empire Station.[56]

A nova expansão, o Moynihan Train Hall, foi inaugurada em janeiro de 2021, nomeada em homenagem ao senador que a propôs.[57] A renovação de 1,6 bilhão de dólares e 23.700 m2 manteve o edifício Farley, um marco histórico, acrescentou um átrio central com um telhado de vidro, sendo concluído dentro do prazo o orçamento após três anos de obras. A nova expansão fornece um novo acesso exclusivo para passageiros da Amtrak e, embora também sirva trens da LIRR, a maioria dos passageiros da ferrovia devem continuar a usar o saguão da Long Island Rail Road já existente na estação principal, com todas as operações da NJ Transit permanecendo na estrutura antiga.[58][10] Uma nova entrada na 33rd Street para o saguão da LIRR também foi aberta.[9] A estação foi destacada na seleção mundial do Prix Versailles 2021 na categoria estações de passageiros.[59][60]

Serviços[editar | editar código-fonte]

Diagrama dos serviços ferroviários intercidades e suburbanos ao redor da cidade de Nova Iorque, destacando a Penn Station e o Grand Central Terminal
Trem da LIRR parte da estação

A estação é atendida por 1.300 trens chegando e partindo todos os dias, o dobro dos números dos anos 1970.[6] Mais de 600.000 passageiros suburbanos, da NJ Transit e Long Island Rail Road,[61] e passageiros intercidade da Amtrak usam a estação por dia de semana em média,[62][63] ou 1.000 a cada noventa segundos.[28][64]:498, 891 É a estação ferroviária de passageiros mais movimentada dos Estados Unidos[65] e da América do Norte.[64]:890–891 A Penn Station é mais movimentada do que os três maiores aeroportos da região metropolitana de Nova Iorque,[66] Newark, LaGuardia e JFK, juntos.[63]

Amtrak[editar | editar código-fonte]

A companhia é uma das três operadoras da estação, sendo a proprietária.[67] Os seguintes serviços usam a Penn Station:[68][61][69] Acela, Ethan Allen Express, Adirondack, Keystone Service, Lake Shore Limited, Maple Leaf, Northeast Regional, Cardinal, Pennsylvanian, Carolinian, Palmetto, Crescent, Silver Meteor, Silver Star, Vermonter e o Empire Service. A Pennsylvania Station de Nova Iorque é a estação mais movimentada da Amtrak,[70] com 10.811.323 embarques e desembarques em 2019.[61]:2

Trens suburbanos[editar | editar código-fonte]

Diariamente, cerca de 500 trens da Long Island Rail Road partem ou chegam à Penn Station, um dos principais terminais do sistema.[71] Os seguintes serviços usam a estação: Babylon,[72] Belmont Park (sazonal),[73] Far Rockaway,[74] Hempstead,[75] Long Beach,[76] Montauk,[77] Oyster Bay,[78] Port Jefferson,[79] Port Washington,[80] Ronkonkoma[81] e West Hempstead.[82]

A Penn Station é a estação mais movimentada da NJ Transit, com 88.890 embarques em 2018.[83] Os seguintes serviços usam a estação: Gladstone, Montclair-Boonton, Morristown, Northeast Corridor, North Jersey Coast e Raritan Valley lines.[69]

Metro-North Railroad[editar | editar código-fonte]

A Metropolitan Transportation Authority planeja trazer os trens subsurbanos da Metro-North Railroad para a Penn Station como parte do projeto Penn Station Access.[84] O projeto East Side Access, com inauguração prevista para 2022, vai liberar trilhos e plataformas na estação, redirecionando alguns trens da LIRR para o Grand Central Terminal.[85] O espaço liberado e as conexões ferroviárias incluídas no projeto East Side Access permitirão que os trens da Metro-North, na linha New Haven cheguem à Penn Station através da ponte de Hell Gate da Amtrak.[86] Quatro novas estações da ferrovia no Bronx estão planejadas como parte deste projeto, em Co-op City, Morris Park, Parkchester e Hunts Point.[87][88] A MTA também propõe uma segunda conexão da linha Hudson da Metro-North à Penn Station usando a linha West Side da Amtrak em Manhattan.[87] O projeto possibilitaria viagens diretas de Connecticut, condado de Westchester, Lower Hudson Valley e Bronx até West Midtown;[89] também facilitando o transporte de Manhattan e do Bronx para o condado de Westchester, Hudson Valley e Connecticut; além de fornecer serviços ferroviários para áreas do Bronx sem serviço metroviário direto.[87][90]

Disposição da estação[editar | editar código-fonte]

Saguão West End
Entrada da 33rd Street

A Penn Station não tem um projeto ou planta única, sendo dividida em saguões separados da Amtrak, LIRR e NJ Transit, com cada local mantendo estilo diferente definido por seu respectivo operador.[36] Os saguões da Amtrak e da NJ Transit estão localizados em pavimento abaixo do nível da rua, enquanto o saguão da Long Island Rail Road está a dois níveis abaixo do nível da rua.[37]

O saguão principal, que foi usado principalmente pela Amtrak até a abertura do Moynihan Train Hall, fica na extremidade oeste da estação, diretamente abaixo do Madison Square Garden.[37][10] Foi criado a partir das salas de espera e do átrio principal da estação original, embora alguns vestígios ainda existam.[91]

O saguão da LIRR fica abaixo da West 33rd Street entre as Sétima e Oitava Avenidas, a mesma localização desde a inauguração da estação original em 1910.[9] Renovações significativas foram feitas nas áreas da LIRR ao longo de um período de três anos que terminou em 1994.[92] O saguão West End, a oeste da Oitava Avenida, foi inaugurado em 1986,[39] e foi expandido para atender 5 das 21 linhas existentes em 2017.[55]

O saguão da NJ Transit próximo à Sétima Avenida foi inaugurado em 2002, usando espaço antes ocupado por espaços comerciais e escritórios da Amtrak.[93] Uma nova entrada para esse saguão na esquina da 31st Street com a Sétima Avenida foi inaugurada em setembro de 2009.[94] Anteriormente, a NJ Transit usava espaço no saguão da Amtrak.[95]

A Pennsylvania Station é tão complexa que, em dezembro de 2017, a Amtrak e a Zyter lançaram um aplicativo móvel chamado FindYourWay para ajudar os passageiros a navegar pela estação.[96]

Linhas ferroviárias e infraestrutura ferroviária[editar | editar código-fonte]

Mapa das linhas da Penn Station
Túneis do rio North para Secaucus
Empire Connection para Yonkers
LD1
LD3
1A
3A
5A
2X
4X
6X
LD2
LD4
1E
3E
5E
2A
2
1X
3X
5X
2E
4E
1C
4C
6C
8C
10C
2C
5C
7C
9C
Plataforma dos correios
1D
4D
6D
7E
3D
5D
Intertravamento A
F
M
I
G
U
Intertravamento KN
Moynihan Train Hall
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
(Número das plataformas)
1
3
5
7
9
11
13
15
17
20
(Número das linhas)
2
4
6
8
10
12
14
16
18
19
21
(Número das linhas)
Intertravamento C
Intertravamento JO
1
2
3
4
Túneis do rio East
Legend
Linhas para serviços de passageiros
Linhas para pátio de manobras ferroviário
Nota: as torres de AMV A, KN, C e JO foram desativadas.
Fonte:[98]

Em operação normal, a Amtrak e a NJ Transit compartilham os trilhos do leito ferroviário identificados como 5–12, enquanto que a LIRR tem o uso exclusivo dos trilhos 17–21 no lado norte da estação. Todas as três companhias compartilham os trilhos 13–16.[99][100] Os trilhos 1–4 terminam em para-choques de via na extremidade leste da plataforma e não têm acesso aos túneis do rio East, sendo usados exclusivamente pela NJ Transit, uma vez que não há acesso ao pátio Sunnyside da Amtrak no Queens. Do leste, as linhas 1–2 dos túneis do rio East (os mais ao sul) só podem acessar os trilhos 5–17 e são usados pela maioria dos trens da Amtrak e da NJ Transit, enquanto que as linhas 3 e 4 dos túneis do rio East (os mais ao norte) só podem acessar os trilhos 14–21 e são usados principalmente pela LIRR. Do oeste, os túneis do rio North podem acessar os trilhos 1–19, enquanto a Empire Connection só pode acessar os trilhos 1–9 e o pátio West Side da LIRR só tem acesso aos trilhos 10–21.[98]

Todos os trilhos da estação são alimentados por linhas aéreas de 12 kV. Os trilhos do leito ferroviário identificados como 5–21 também têm um terceiro trilho de 750 V DC.[101][100] Devido à falta de ventilação adequada nos túneis e na estação, apenas locomotivas elétricas e eletro-diesel podem entrar na Penn Station.[101] Trens no trilho 18 abrem suas portas apenas no lado norte (plataforma 10).[100]

Crise e melhorias de infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Desde o início da década de 2010, a Amtrak planejava reparar o leito ferroviário e a infraestrutura em deterioração ao redor da Penn Station, mas, devido à priorização de outros projetos, pouco foi feito.[102] No início de 2017, isso culminou em várias quedas de energia, descarrilamentos e atrasos em razão de erros de manutenção. Houve interrupções frequentes de serviço causadas pela deterioração dos trilhos e da infraestrutura, bem como nos túneis do rio East e rio North que conectam respectivamente a estação a Long Island e a Nova Jérsei.[103]

Uma série de interrupções de serviço no início de 2017 começaram em 23 de março, quando um trem Acela descarrilou, causando atrasos.[104] Em 3 de abril, um trem da NJ Transit descarrilou em um trilho com problemas já conhecidos, onde os reparos haviam sido adiados.[103] Isso causou quatro dias de serviços reduzidos ao longo do Corredor Nordeste para a Amtrak e a NJ Transit, porque o incidente danificou o AMV que conecta os trilhos das linhas 1–8 aos túneis do rio North.[105] Este fechamento causou um efeito cascata, atrasando os trens da Amtrak e da Long Island Rail Road nas linhas férreas não afetadas.[104][106]

Em 14 de abril, um trem da New Jersey Transit ficou preso nos túneis do rio North, fazendo com que a estação ficasse lotada de passageiros esperando. Depois que um policial da Amtrak usou um taser em um homem que estava agindo agressivamente, rumores de tiros provocaram uma debandada que feriu 16 pessoas.[107][108] Após o incidente, o senador Chuck Schumer pediu que a Amtrak reorganiza-se sua força policial.[109]

Como resultado desses incidentes, a Long Island Rail Road propôs assumir a Penn Station para melhorar a manutenção,[110] e Nova Jérsei sugeriu reter os pagamentos do estado à Amtrak.[104] A companhia discutiu acelerar obras de manutenção,[61]:5 mesmo que isso signifique mais interrupções, para estabilizar a infraestrutura mais rapidamente e diminuir a chance de futuros incidentes que poderiam causar interrupções ainda mais longas.[104] Em 28 de abril, a Amtrak anunciou que faria obras de manutenção das linhas férreas durante o verão,[109] ao longo de um período de um mês e meio.[111] Cinco linhas foram fechadas para reparos como parte das obras de reparação, reduzindo drasticamente a capacidade, uma situação que os meios de comunicação apelidaram de "verão infernal".[112][113] Muitos passageiros da NJ Transit afetados foram orientados a usar o PATH.[114] Alguns trens da Amtrak do Empire Corridor foram direcionados para a Grand Central em vez da Penn Station.[115] A operação normal foi retomada em 5 de setembro de 2017.[116][117]

A Amtrak fez mais melhorias no leito ferroviário da Penn Station no verão de 2018. Como resultado, alguns trens do Empire Corridor foram redirecionados novamente para o Grand Central Terminal.[118] Os serviços Lake Shore Limited e Cardinal para Chicago foram interrompidos ou redirecionados por causa dessas obras.[119]

 Corte transversal do metrô entre as 33rd a 34th Streets
11ª Av. 10ª e Avs. são
ignoradas
8ª Av. Madison Square
Garden
7ª Av. Fachadas de lojas 6ª Av. e
Broadway
e Madison Avs.
são ignoradas
Park Av.
mezanino A / C / E saguão 1 / 2 / 3 Antigo túnel Gimbels mez PATH 6 / <6>
mezanino mezanino saguão mezanino N / Q / R / W
7 / <7> Penn Station B/D/F/<F>/M

Planos de reconstrução[editar | editar código-fonte]

Saguão lotado da LIRR

O aumento dos números de passageiros no século XXI tem levado a atual infraestrutura da Pennsylvania Station ao seu limite, levando a várias propostas para renovar ou reconstruir a estação.[67]

Em 2013, a Associação de Planejamento Regional e a Sociedade Municipal de Arte formaram a Aliança para uma Nova Penn Station. Citando a superlotação e a capacidade limitada da estação atual sob o Madison Square Garden, a organização começou a defender limitar a licença de operação da arena para apenas mais dez anos.[120] Em 24 de julho de 2013, o Conselho da Cidade de Nova Iorque votou para dar ao Garden uma licença de operação de dez anos, ao final do período os proprietários terão que se mudar ou tentar novamente conseguir a autorização.[121]

Em maio de 2013, quatro escritórios de arquitetura – SHoP Architects, SOM, H3 Hardy Collaboration Architecture e Diller Scofidio + Renfro – enviaram propostas para uma nova Penn Station. As propostas incluíam mover o Madison Square Garden para o edifício Morgan dos correios alguns quarteirões a sudoeste e uma extensão do High Line para a estação,[122] mover o estádio para a área ao sul do edifício James A. Farley[122] e mover a arena para um novo píer a oeste do Centro de Convenções Jacob K. Javits, tudo com a intenção de reconstruir a Penn Station como um empreendimento de uso misto. O Madison Square Garden negou que seria realocado e chamou os planos de "fantasiosos".[122]

Em janeiro de 2016, o governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, anunciou que iria solicitar propostas para a reconstrução da estação, que seria uma parceria público-privada denominada Complexo Empire Station. investidores receberiam direitos comerciais sobre a estação em troca do pagamento dos custos da construção.[123][124]

Complexo Empire Station[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2020, o governador Cuomo apresentou uma proposta de extensão ao sul da Penn Station, parte de sua visão para o Complexo Empire Station. O anexo incluiria oito linhas de trilhos adicionais com quatro plataformas e envolveria a demolição de todo o quarteirão margeado pelas 30th e 31st Streets entre as Sétima e Oitava Avenidas, diretamente ao sul da estação existente. O custo e o cronograma das obras não foram revelados. O projeto rompe com o Programa Gateway, permitindo que a construção doa extensão prossiga independentemente do projeto dos dois novos túneis do rio North para Nova Jérsei.[125][126][127][128]

Projeto final da entrada da 33rd Street e da praça de pedestres em construção

Em outro aspecto do plano Empire Station, o saguão da LIRR terá quase o dobro de sua largura atual, de 9,1 para 17,4 m, e o teto terá uma altura mínima de 5,5 m.[129] A primeira parte dessa expansão, uma nova entrada direta pela 33rd Street para o saguão, foi inaugurada em 31 de dezembro de 2020.[9] A 33rd Street entre a Sétima e a Oitava Avenidas será permanentemente fechada ao tráfego de veículos e convertida em uma praça para pedestres.[130]

Em abril de 2021, funcionários da MTA propuseram duas opções para reconstruir a Penn Station sob o Madison Square Garden, após um ano de consultas com a NJ Transit, Amtrak, arquitetos da FXCollaborative e engenheiros da WSP USA. Uma alternativa seria manter o saguão de passageiros de dois níveis existente, mas remover uma parte do saguão superior para criar mais espaço aberto e um terraço. A outra alternativa prevê a criação de um saguão mais alto de nível único com um átrio de vidro de vários andares na antiga pista de taxiamento, conectando duas novas entradas nas 31st e 33rd Streets. Ambos os planos melhorariam a circulação de passageiros adicionando mais elevadores, escadas rolantes e escadas do saguão inferior às plataformas, e envolveriam demolir o Hulu Theatre para liberar espaço para uma nova entrada da Oitava Avenida.[131][132][12]

Em novembro de 2021, após a renúncia de Cuomo, a governadora Kathy Hochul anunciou planos para acelerar o processo de reconstrução e que incluem uma ligeira redução do tamanho do empreendimento ao redor da Penn Station. O plano da governadora envolve transformar a estação em um nível único de saguão, mas adia a extensão ao sul.[133][134]

Programa Gateway[editar | editar código-fonte]

O Programa Gateway é uma proposta de expansão e renovação do Corredor Nordeste entre Newark, Nova Jerséi e Nova Iorque para aliviar o gargalo sob o rio Hudson e permitir a renovação dos túneis do rio North existentes. Se construídos, dois novos túneis adicionariam 25 trens de capacidade nos horários de pico e se conectariam a um novo terminal anexo à Penn Station ao sul.[135] Algumas melhorias previamente planejadas já em andamento também foram incorporadas ao projeto.[135][136]

O Programa Gateway foi lançado em 2011, um ano após o cancelamento do projeto Access to the Region's Core (ARC), e foi originalmente projetado para custar 14,5 bilhões de dólares e levar 14 anos para ser construído.[136] A construção de uma estrutura para preservar o espaço para o projeto no lado oeste de Manhattan começou em setembro de 2013, usando 185 milhões de dólares em financiamento de recuperação e resiliência concedido após o furacão Sandy em 2012.[137] Em 2015, a Amtrak disse que os danos causados pelo furacão Sandy aos túneis do rio North já existentes tornaram sua substituição urgente.[138][139] Naquele ano, a Amtrak declarou que já estava trabalhando no planejamento, estimando o custo total do projeto em 20 bilhões e estimou que a construção duraria de quatro a cinco anos.[140]

Uma declaração de impacto ambiental foi publicada em julho de 2017,[141][142] mas a administração Trump atrasou o processo. O desbloqueio do projeto foi uma prioridade da administração Biden, que assumiu o cargo em 2021,[143] e o projeto foi aprovado em maio do mesmo ano.[144] O financiamento federal está previsto em sua legislação para recuperação econômica.[144]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «"NJ Transit Facts at Glance"» (PDF) (em inglês). New Jersey Transit. Consultado em 2 de outubro de 2016. Cópia arquivada (PDF) em 18 de novembro de 2012 
  2. Klefer, Eric (21 de fevereiro de 2018). «"How Many Riders Use NJ Transit's Hoboken Train Station?"». Hoboken Patch (em inglês). Patch Media. Consultado em 18 de julho de 2018. Cópia arquivada em 4 de fevereiro de 2021 
  3. «"Amtrak Fact Sheet, FY2017, State of New York"» (PDF) (em inglês). Amtrak. Novembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 4 de fevereiro de 2021 
  4. «"2017 Ridership Book"» (PDF) (em inglês). MTA Long Island Rail Road. Consultado em 19 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 16 de agosto de 2021 
  5. a b c d Kimmelman, Michael (24 de abril de 2019). «"When the Old Penn Station Was Demolished, New York Lost Its Faith"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 24 de março de 2019. Cópia arquivada em 30 de abril de 2019 
  6. a b Leonard, Devin (10 de janeiro de 2018). «"The Most Awful Transit Center in America Could Get Unimaginably Worse"». Bloomberg Business Week (em inglês). Bloomberg L.P. Consultado em 14 de novembro de 2018. Cópia arquivada em 15 de fevereiro de 2018 
  7. «"NYC by Train"». NYC Official Guide (em inglês). NYC & Company, Inc. 10 de junho de 2008. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2021 
  8. a b c Gray, Christopher (20 de maio de 2001). «"Streetscapes/'The Destruction of Penn Station'; A 1960's Protest That Tried to Save a Piece of the Past"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 6 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 29 de junho de 2021 
  9. a b c d Vantuono, William C. (31 de dezembro de 2020). «"LIRR East End Gateway Opens"». Railway Age (em inglês). Simmons-Boardman Publishing Inc. Consultado em 23 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 18 de janeiro de 2021 
  10. a b c Goldbaum, Christina (30 de dezembro de 2020). «"New Train Hall Opens at Penn Station, Echoing Building's Former Glory"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 30 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 3 de julho de 2021 
  11. Vielkind, Jimmy (7 de janeiro de 2020). «"Cuomo Says State Will Acquire Manhattan Block to Expand Penn Station"». Wall Street Journal (em inglês). ISSN 0099-9660. Consultado em 7 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 24 de fevereiro de 2021 
  12. a b Gannon, Devin (22 de abril de 2021). «"See what a renovated Penn Station could look like"». 6sqft (em inglês). Consultado em 10 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 11 de junho de 2021 
  13. Cudahy, Brian J. (2002). Rails Under the Mighty Hudson (em inglês) 2ª ed. Nova Iorque: Fordham University Press. p. 44. ISBN 978-0-82890-257-1. OCLC 911046235 
  14. Roberts, Sam (19 de janeiro de 2013). «"100 Years of Grandeur"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 8 de novembro de 2015. Cópia arquivada em 9 de maio de 2021 
  15. a b «"New York – Penn Station, NY (NYP)"». the Great American Stations (em inglês). Amtrak. 2016. Cópia arquivada em 1 de julho de 2017 
  16. Donovan, Frank P. Jr. (1949). Railroads of America (em inglês). [S.l.]: Kalmbach Publishing. ASIN B000BWIZSQ 
  17. Keys, C. M. «"Cassatt and His Vision: Half a Billion Dollars Spent in Ten Years to Improve a Single Railroad – The End of a Forty-Year Effort to Cross the Hudson"». Doubleday, Page & Company. The World's Work: A History of Our Time (em inglês). XX: 13187–13204. Consultado em 10 de julho de 2009 
  18. Klein, Aaron E (janeiro de 1988). History of the New York Central (em inglês). Greenwhich, Connecticut: Bison Books. p. 128. ISBN 0-517-46085-8. Cópia arquivada em 7 de junho de 2011 
  19. «"Pennsylvania's Tunnel Under North River; Property Already Acquired for the Great New York Terminal"». The New York Times (em inglês). 12 de dezembro de 1901. ISSN 0362-4331. Consultado em 22 de maio de 2018. Cópia arquivada em 29 de junho de 2021 
  20. a b c McLowery, Randall (18 de fevereiro de 2014). «"The Rise and Fall of Penn Station"». American Experience (em inglês). PBS. Consultado em 10 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 5 de maio de 2021 
  21. Mills, William Wirt (1908). Pennsylvania Railroad tunnels and terminals in New York City (em inglês). Nova Iorque: Moses King. 26 páginas 
  22. Gilbert, Gilbert H.; Wightman, Lucius I; Saunders, Willian L (1912). «"The East River Tunnels of the Pennsylvania Railroad"». The Subways and Tunnels of New York: Methods and Costs, with an Appendix on Tunneling Machinery and Methods and Tables of Engineering Data (em inglês). Nova Iorque: John Wiley & Sons. p. 111 
  23. «"The Pennsylvania Opens Its Second River Tube; A Real Experience Tramping Through the Bores"». The New York Times (em inglês). 10 de outubro de 1906. ISSN 0362-4331. Consultado em 23 de maio de 2018. Cópia arquivada em 24 de maio de 2018 
  24. «"Fourth River Tube Through; Last of Pennsylvania-Long Island Tunnels Connected – Sandhogs Celebrate"». The New York Times (em inglês). 19 de março de 1908. ISSN 0362-4331. Consultado em 23 de maio de 2018. Cópia arquivada em 29 de junho de 2021 
  25. «"Day Long Throng Inspects New Tube; 35,000 Persons Were Carried on the First Day of Pennsylvania's Tunnel Service"». The New York Times (em inglês). 9 de setembro de 1910. ISSN 0362-4331. Consultado em 22 de maio de 2018. Cópia arquivada em 7 de julho de 2018 
  26. «"Pennsylvania Opens Its Great Station; First Regular Train Sent Through the Hudson River Tunnel at Midnight"». The New York Times (em inglês). 27 de novembro de 1910. ISSN 0362-4331. Consultado em 23 de maio de 2018. Cópia arquivada em 25 de abril de 2021 
  27. «"Pennsylvania Railroad Company | American railway"». Encyclopædia Britannica (em inglês). Encyclopædia Britannica, Inc. 1 de março de 1976. Consultado em 19 de maio de 2019. Cópia arquivada em 1 de julho de 2021 
  28. a b c Grynbaum, Michael M. (18 de outubro de 2010). «"The Joys and Woes of Penn Station at 100"». City Room (em inglês). The New York Times. Consultado em 3 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 29 de junho de 2021 
  29. Tolchin, Martin (29 de outubro de 1963). «"Demolition Starts At Penn Station; Architects Picket; Penn Station Demolition Begun; 6 Architects Call Act a 'Shame' "». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 22 de maio de 2018. Cópia arquivada em 8 de março de 2021 
  30. a b Rasmussen, Frederick N. (21 de abril de 2007). «"From the Gilded Age, a monument to transit"». The Baltimore Sun (em inglês). Cópia arquivada em 1 de fevereiro de 2014 
  31. «"Farewell to Penn Station"». TimesMachine (em inglês). The New York Times. 30 de outubro de 1963. Consultado em 13 de julho de 2010. Cópia arquivada em 28 de junho de 2021 
  32. Muschamp, Herbert (20 de junho de 1993). «"Architecture View; In This Dream Station Future and Past Collide"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 6 de julho de 2018. Cópia arquivada em 10 de novembro de 2012 
  33. Kamin, Blair (23 de janeiro de 2005). «"New Randolph station works within its limits"». The Chicago Tribune (em inglês). Cópia arquivada em 7 de julho de 2018 
  34. Weinstein, Jon (29 de janeiro de 2013). «"Grand Central Terminal At 100: Legal Battle Nearly Led To Station's Demolition"». NY1 (em inglês). Cópia arquivada em 17 de junho de 2013 
  35. «"Penn Station"». Hidden Architecture (em inglês). Consultado em 20 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 14 de novembro de 2020 
  36. a b «"Station Directory – Penn Station, NY"» (PDF) (em inglês). NJ Transit. Consultado em 26 de maio de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 7 de fevereiro de 2015 
  37. a b c Krueger, Alyson (5 de junho de 2021). «"A Complete Guide to NYC's Penn Station"». TripSavvy (em inglês). Consultado em 10 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 10 de agosto de 2021 
  38. Labine, Clem (10 de novembro de 2016). «"To Transform Penn Station, Madison Square Garden Must Move!"». Traditional Building (em inglês). Consultado em 20 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 25 de janeiro de 2021 
  39. a b Washington, Ruby (12 de dezembro de 1986). «"New Concourse Opens at Pennsylvania Station"». The New York Times (em inglês). Consultado em 18 de julho de 2009. Cópia arquivada em 28 de agosto de 2013 
  40. Doherty, Matthew (7 de novembro de 2004). «"Far West Side Story"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 6 de março de 2010. Cópia arquivada em 22 de abril de 2020 
  41. «"Travel Advisory; Grand Central Trains Rerouted To Penn Station"». The New York Times (em inglês). 7 de abril de 1991. ISSN 0362-4331. Consultado em 7 de fevereiro de 2010. Cópia arquivada em 19 de julho de 2021 
  42. Johnson, Kirk (7 de julho de 1988). «"Amtrak Trains To Stop Using Grand Central"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 10 de novembro de 2015. Cópia arquivada em 14 de janeiro de 2021 
  43. Barron, James; Times, Special To the New York (8 de abril de 1991). «"Riding the Past From Grand Central"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 11 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2020 
  44. Ain, Stewart (9 de outubro de 1994). «"High Marks for New Penn Station"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 15 de fevereiro de 2021. Cópia arquivada em 20 de agosto de 2021 
  45. «"New street entrance to NJ Transit concourse opens at NY Penn Station"». NJ Transit (em inglês). 31 de agosto de 2009. Consultado em 13 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 13 de agosto de 2021 
  46. Lueck, Thomas J. (17 de junho de 2003). «"Threats and Responses: Security; Schumer Praises Work for Safer Penn Station, but Wants More"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 14 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 25 de janeiro de 2021 
  47. «"Penn Station Reconstruction"». Metropolitan Transportation Authority (em inglês). 18 de maio de 2021. Consultado em 20 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 13 de agosto de 2021 
  48. «"City Planning Commission July 14, 2010 / Calendar No. 31 C 100049 ZSM"» (PDF) (em inglês). City Planning Comission. 14 de julho de 2010. Consultado em 3 de março de 2019. Cópia arquivada (PDF) em 20 de agosto de 2021 
  49. Cuozzo, Steve (28 de novembro de 2010). «"Remembering the Gimbels tunnel"». New York Post (em inglês). Consultado em 14 de dezembro de 2018. Cópia arquivada em 27 de fevereiro de 2021 
  50. «"A Station Worthy of New York"». The New York Times (em inglês). 2 de novembro de 2007. ISSN 0362-4331. Consultado em 26 de novembro de 2007. Cópia arquivada em 29 de junho de 2021 
  51. «"Moynihan Train Hall"». Skidmore, Owings and Merril (em inglês). Consultado em 20 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 20 de abril de 2021 
  52. Hsu, Cindy (30 de dezembro de 2020). «"Gov. Andrew Cuomo Cuts Ribbon On Moynihan Train Hall, Says Its Opening Is A Hopeful Sign For 2021"». CBS New York (em inglês). Consultado em 1 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 20 de abril de 2021 
  53. «"Moynihan Train Hall On Track For 2020"». am NY (em inglês). 29 de setembro de 2016. Consultado em 1 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 18 de abril de 2021 
  54. Kusisto, Laura; Brown, Eliot (3 de março de 2014). «"New York State Pushes for Penn Station Plan"». Wall Street Journal (em inglês). ISSN 0099-9660. Consultado em 20 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 18 de abril de 2021 
  55. a b Warerkar, Tanay (15 de junho de 2017). «"Penn Station's West End Concourse finally opens to the public"». Curbed NY (em inglês). Consultado em 31 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 20 de abril de 2021 
  56. Bagli, Charles V.; Fitzsimmons, Emma G. (6 de janeiro de 2016). «"Cuomo Lays Out Renovation Plan for Penn Station and Farley Post Office"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 30 de maio de 2016. Cópia arquivada em 22 de abril de 2021 
  57. Coburn, Jesse (28 de dezembro de 2020). «"NYC's Moynihan Train Hall opens Friday to LIRR commuters"». Newsday (em inglês). Consultado em 28 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 20 de abril de 2021 
  58. Guse, Clayton (20 de junho de 2017). «"Penn Station is officially getting a massive expansion"». Time Out New York (em inglês). Consultado em 27 de maio de 2018. Cópia arquivada em 19 de abril de 2021 
  59. «"The World Selections for Airports, Campuses, Passenger Stations and Sportsmark the opening of the Prix Versailles 2021"» (PDF). Prix Versailles (em inglês). Paris: World Prix Versailles Organization. 16 de julho de 2021. p. 4. Consultado em 16 de julho de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 26 de julho de 2021 
  60. Dejtiar, Fabian (27 de julho de 2021). «"Prix Versailles 2021: World Selections for Airports, Campuses, Passenger Stations and Sports announced"». ArchDaily (em inglês). Consultado em 1 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 31 de julho de 2021 
  61. a b c d «"Amtrak Fact Sheet Fiscal Year 2019 State of New York"» (PDF) (em inglês). Amtrak. Maio de 2020. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 10 de maio de 2021 
  62. Randolph, Eleanor (28 de abril de 2013). «"Transplanting Madison Square Garden"». Taking Note (em inglês). The New York Times. Consultado em 8 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 25 de janeiro de 2021 
  63. a b Frassinelli, Mike (24 de novembro de 2013). «"How to squeeze 1,200 trains a day into America's busiest transit hub"». The Star-Ledger (em inglês). NJ.com. Consultado em 8 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 28 de dezembro de 2019. ...a transit hub that handles 650,000 people a day — twice as busy as America’s most-used airport in Atlanta and busier than Newark, LaGuardia and JFK airports combined. 
  64. a b Jackson, Kenneth T. (1995). The Encyclopedia of New York City. (em inglês). New Haven: Yale University Press. 1.350 páginas. ISBN 0300055366 
  65. «"About Moynihan Station"». Moynihan Station Development Corporation (em inglês). Empire State Development Corporation. Consultado em 7 de março de 2011. Cópia arquivada em 4 de junho de 2021 
  66. «"New York Airport Accessibility"». WheelchairTravel.org (em inglês). Consultado em 27 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 7 de julho de 2020. The New York City metro area is served by three major airports: John F. Kennedy International Airport (JFK), LaGuardia Airport (LGA) and Newark-Liberty International Airport (EWR). 
  67. a b Wilson, Coleen (25 de fevereiro de 2021). «"NJ Transit to benefit from Penn Station expansion. Here are the details"». northjersey.com (em inglês). North Jersey Media Group. Consultado em 10 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 25 de fevereiro de 2021 
  68. «"Northeast Train Routes"». Amtrak (em inglês). National Railroad Passenger Corporation. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 23 de março de 2021 
  69. a b «"Long Island Railroad (LIRR) City Terminal Zone List of Stations"». Outdoor Media Buyers (em inglês). IMG Portfolio. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 25 de fevereiro de 2021 
  70. «"Major Stations Development"» (PDF). Ready To Build (em inglês). Amtrak. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 30 de agosto de 2021 
  71. «"Long Island Rail Road - General Information"». MTA (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 19 de maio de 2021 
  72. «"Babylon Branch Timetable"» (PDF) (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 29 de abril de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 11 de abril de 2021 
  73. «"Take the LIRR to Belmont Park Spring Meet"». MTA (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 2017. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 15 de fevereiro de 2020 
  74. «"Far Rockaway Branch Timetable"» (PDF) (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 29 de abril de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 15 de abril de 2021 
  75. «"Hempstead Branch Timetable"» (PDF) (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 29 de abril de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 13 de abril de 2021 
  76. «"Long Beach Branch Timetable"» (PDF) (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 29 de abril de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 17 de abril de 2021 
  77. «"Montauk Branch Timetable"» (PDF) (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 29 de abril de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 16 de abril de 2021 
  78. «"Oyster Bay Branch Timetable"» (PDF) (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 29 de abril de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 15 de abril de 2021 
  79. «"Port Jefferson Branch Timetable"» (PDF) (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 29 de abril de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 15 de abril de 2021 
  80. «"Port Washington Branch Timetable"» (PDF) (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 29 de abril de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 21 de julho de 2021 
  81. «"Ronkonkoma Branch Timetable"» (PDF) (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 29 de abril de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 11 de abril de 2021 
  82. «"West Hempstead Branch Timetable"» (PDF) (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 29 de abril de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  83. Mazareanu, E. (17 de agosto de 2020). «"NJ Transit's busiest passenger stations in FY 2018, based on average number of weekday boardings"». Statista (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 31 de outubro de 2020 
  84. «"MTA advances project to bring Metro-North service to Penn Station, add four new stations in the Bronx"». Mass Transit Magazine (em inglês). Endeavor Business Media, LLC. 20 de maio de 2021. Consultado em 20 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 20 de maio de 2021 
  85. Kabak, Benjamin (7 de junho de 2021). «"Inside East Side Access, 18 months before the new terminal opens"». 2nd. Ave Sagas (em inglês). Consultado em 20 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2021 
  86. Luczak, Marybeth (17 de maio de 2021). «"Metro-North PSNY Access Planning Resumes (Updated)"». Railway Age (em inglês). Simmons-Boardman Publishing Inc. Consultado em 20 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 20 de maio de 2021 
  87. a b c «"Metro-North Penn Station Access"» (PDF). mta.info (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. Consultado em 20 de julho de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 26 de abril de 2014 
  88. Cruz, David (15 de maio de 2021). «"After Yearlong Pause, NY Approved To Start Long-Awaited Metro-North Expansion Project In The Bronx"». Gothamist (em inglês). New York Public Radio. Consultado em 21 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 9 de junho de 2021 
  89. Cummings, Bill (25 de maio de 2016). «"Metro-North gets go-ahead on Penn Station plan"». CtPost (em inglês). Hearst. Consultado em 20 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 9 de março de 2021 
  90. «"Penn Station Access Project EA"». Permitting Dashboard (em inglês). USA.gov. Consultado em 21 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 21 de agosto de 2021 
  91. «"Amtrak — Stations — New York, NY — Penn Station (NYP)"». Amtrak (em inglês). Consultado em 22 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 14 de julho de 2014 
  92. Castillo, Afonso A. (1 de julho de 2012). «"LIRR plans major Penn Station makeover"». Newsday (em inglês). Consultado em 11 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 19 de abril de 2021 
  93. «"Commissioner Fox Unveils New 7th Avenue Concourse at Penn Station N.Y."» (em inglês). Nova Iorque: NJ Transit. 18 de setembro de 2002. Consultado em 16 de janeiro de 2010. Cópia arquivada em 9 de outubro de 2007 
  94. Fahim, Kareem (10 de novembro de 2006). «"New Penn Station Entrance Is Planned by N.J. Transit"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 18 de julho de 2009. Cópia arquivada em 22 de dezembro de 2017 
  95. «"New street entrance to NJ Transit concourse opens at NY Penn Station"». NJ Transit (em inglês). 31 de agosto de 2009. Consultado em 13 de agosto de 2021. Cópia arquivada em 13 de agosto de 2021 
  96. McGeehan, Patrick (13 de dezembro de 2017). «"Lost in Penn Station? Amtrak Has an App to Guide You"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 16 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 13 de agosto de 2021 
  97. a b c d e f g h i «"Penn Station"». MTA.info (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. Cópia arquivada em 4 de setembro de 2019 
  98. a b «"Penn Station Track System"» (em inglês). Amtrak. Maio de 2017. Consultado em 26 de maio de 2018. Cópia arquivada em 15 de julho de 2017 
  99. Nowakowski, Patrick (24 de abril de 2017). Metro-North/LIRR Committee Meeting. mtainfo (em inglês). Em cena em 15:45. Consultado em 24 de abril de 2017. Cópia arquivada em 19 de julho de 2021 – via YouTube 
  100. a b c «"Long Island Rail Road Timetable No. 4"» (PDF) (em inglês). MTA Long Island Rail Road. 14 de maio de 2012. pp. 1–81. Consultado em 29 de abril de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 15 de fevereiro de 2021 – via TrainsAreFun 
  101. a b «"Amtrak Northeast Corridor Employee Timetable No. 6"» (PDF) (em inglês). Amtrak. 22 de fevereiro de 2016. p. 72. Consultado em 29 de abril de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de novembro de 2018 
  102. LaForgia, Michael (9 de outubro de 2017). «"Before Derailments at Penn Station, Competing Priorities Led to Disrepair"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 9 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 1 de janeiro de 2021 
  103. a b Fitzsimmons, Emma G.; Corasaniti, Nick (6 de abril de 2017). «"Amtrak Knew of Flaw That Caused Penn Station Derailment"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 28 de abril de 2017. Cópia arquivada em 10 de maio de 2021 
  104. a b c d Fitzsimmons, Emma G.; McGeehan, Patrick (25 de abril de 2017). «"Amtrak Said to Weigh Extended Track Closings for Penn Station Repairs"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 28 de abril de 2017. Cópia arquivada em 1 de março de 2018 
  105. Rubinstein, Dana (5 de maio de 2014). «"Clock ticking on Hudson crossings, Amtrak warns"». Capital (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2014. Cópia arquivada em 10 de maio de 2014 
  106. Porter, David (4 de abril de 2017). «"Rail officials say derailment disruptions could last days"». AP News (em inglês). The Associated Press. Consultado em 28 de abril de 2017. Cópia arquivada em 3 de dezembro de 2020 
  107. «"Penn Station stampede: 16 injured in chaos amid false reports of gun shots"». Fox News US (em inglês). FOX News Network, LLC. 15 de abril de 2017. Consultado em 29 de abril de 2017. Cópia arquivada em 15 de abril de 2017 
  108. «"Schumer: Boost communication after Penn Station stampede"». PIX 11 (em inglês). Scripps Media, Inc. 23 de abril de 2017. Consultado em 28 de abril de 2017. Cópia arquivada em 22 de outubro de 2020 
  109. a b Fitzsimmons, Emma G.; McGeehan, Patrick (27 de abril de 2017). «"Amtrak Plans to Close Several Penn Station Tracks for Major Repairs"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 29 de abril de 2017. Cópia arquivada em 1 de março de 2021 
  110. «"LIRR mulls suing Amtrak over Penn Station derailments"». News 12 Long Island (em inglês). News12 Interactive, Inc. 24 de abril de 2017. Consultado em 28 de abril de 2017. Cópia arquivada em 29 de abril de 2017 
  111. McGeehan, Patrick (2 de maio de 2017). «"Amtrak's Plan for Penn Station Repairs Calls for 44 Days of Closed Tracks"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 2 de maio de 2017. Cópia arquivada em 23 de agosto de 2021 
  112. McGeehan, Patrick (1 de setembro de 2017). «"Summer Was Not So Hellish for Commuters at Penn Station"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 5 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 10 de abril de 2021 
  113. Saul, Emily (9 de julho de 2017). «" 'Summer of Hell' at Penn Station kicks off this week"». New York Post (em inglês). NYP Holdings, Inc. Consultado em 5 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 24 de dezembro de 2020 
  114. McGeehan, Patrick (3 de agosto de 2017). «"This Summer, PATH Is on the Big Stage"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 11 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 12 de novembro de 2020 
  115. Coyne, Matt (12 de junho de 2017). «"6 Amtrak trains to use Grand Central Terminal this summer"». lohud (em inglês). Consultado em 17 de abril de 2018. Cópia arquivada em 13 de junho de 2017 
  116. Wolfe, Jonathan (5 de setembro de 2017). «New York Today: 'Summer of Hell' Comes to an End». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 5 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 12 de novembro de 2020 
  117. Johnson, Anthony (5 de setembro de 2017). «"Full service resumes at Penn Station after 8 weeks of repair work"». ABC7 NY (em inglês). ABC Inc., WABC-TV New York. Consultado em 5 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 5 de setembro de 2017 
  118. «"Amtrak Announces Summer Infrastructure Renewal Work"». Amtrak Media (em inglês). National Railroad Passenger Corporation. 10 de abril de 2018. Consultado em 9 de junho de 2018. Cópia arquivada em 22 de janeiro de 2021 
  119. Nir, Sarah Maslin (8 de junho de 2018). «"New York-Chicago Direct Train Shuts Down for First Time in Over a Century"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 9 de junho de 2018. Cópia arquivada em 9 de novembro de 2020 
  120. Rubinstein, Dana (10 de outubro de 2018). «"Urbanists again aim to remake Penn Station and insist this time it will be different"». Politico New Jersey (em inglês). Politico LLC. Consultado em 19 de janeiro de 2019. Cópia arquivada em 20 de janeiro de 2019 
  121. Randolph, Eleanor (junho de 2013). «"Bit by Bit, Evicting Madison Square Garden"». Taking Notes (em inglês). The New York Times. Consultado em 8 de julho de 2013. Cópia arquivada em 12 de novembro de 2020 
  122. a b c Alberts, Hana R. (29 de maio de 2013). «"Four Plans For A New Penn Station Without MSG, Revealed!"». Curbed NY (em inglês). Vox Media, LLC. Consultado em 26 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 6 de janeiro de 2020 
  123. Higgs, Larry (6 de janeiro de 2016). «"Gov. Cuomo unveils grand plan to rebuild N.Y. Penn Station"». The Star-Ledger (em inglês). NJ.com. Consultado em 6 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 22 de abril de 2021 
  124. «"6th Proposal of Governor Cuomo's 2016 Agenda: Transform Penn Station and Farley Post Office Building Into a World-Class Transportation Hub"». Governor Andrew M. Cuomo (em inglês). Albany, NY. 6 de janeiro de 2016. Consultado em 7 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 16 de agosto de 2021 
  125. Stiff, Andrew (6 de janeiro de 2020). «"Cuomo: 8 New Tracks to Be Added to NY Penn Station"». NBC New York (em inglês). NBCUniversal Media, LLC. Consultado em 7 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 5 de abril de 2021 
  126. Higgs, Larry (6 de janeiro de 2020). «"Penn Station expansion will make getting to NYC easier, Cuomo says"». NJ.com (em inglês). Advance Local Media LLC. Consultado em 7 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 29 de junho de 2021 
  127. Vielkind, Jimmy (7 de janeiro de 2020). «"Cuomo Says State Will Acquire Manhattan Block to Expand Penn Station"». Wall Street Journal (em inglês). ISSN 0099-9660. Consultado em 7 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 20 de agosto de 2021 
  128. Hallum, Mark (6 de janeiro de 2020). «"Empire Station complex plan includes big rail expansion for Penn Station: Cuomo"». amNY (em inglês). Schneps Media. Consultado em 26 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 10 de agosto de 2020 
  129. «"Governor Cuomo Announces New Main Entrance to Penn Station and Expansion of LIRR Concourse"». MTA (em inglês). Metropolitan Transportation Authority. 6 de setembro de 2018. Consultado em 7 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 28 de junho de 2021 
  130. Barone, Vincent (6 de setembro de 2018). «"Midtown block could permanently close for Penn project"». amNY (em inglês). Schneps Media. Consultado em 7 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 27 de junho de 2021 
  131. Guse, Clayton (21 de abril de 2021). «"MTA leaders unveil shiny new vision for NYC's cramped, crowded Penn Station"». Daily News (em inglês). Consultado em 22 de abril de 2021. Cópia arquivada em 4 de julho de 2021 
  132. «"Here's What a Transformed NYC's Penn Station Will Look Like"». NBC New York. NBCUniversal Media, LLC. 21 de abril de 2021. Consultado em 22 de abril de 2021 
  133. Haag, Matthew; McGeehan, Patrick (3 de novembro de 2021). «With Cuomo Gone, Hochul Revises Plan for Penn Station». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 4 de novembro de 2021. Cópia arquivada em 3 de novembro de 2021 
  134. Higgs, Larry (4 de novembro de 2021). «"N.Y.'s gov unveils new plan to redo Penn Station"». NJ.com (em inglês). Advance Local. Consultado em 4 de novembro de 2021. Cópia arquivada em 4 de novembro de 2021 
  135. a b «"Gateway Project"» (PDF) (em inglês). Amtrak. Fevereiro de 2011. Consultado em 7 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada (PDF) em 17 de maio de 2013 
  136. a b McGeehan, Patrick (8 de fevereiro de 2011). «"With One Plan for a Hudson Tunnel Dead, Senators Offer Another Option"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 9 de fevereiro de 2011. Cópia arquivada em 5 de julho de 2021 
  137. Martinez, Jose (6 de novembro de 2013). «"West Side Construction Project May Bring New Rail Tunnel Pathways To Hudson River"». NY1 (em inglês). NY1 News and Time Warner Cable Inc. Consultado em 26 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 6 de novembro de 2013 
  138. Rouse, Karen (6 de dezembro de 2012). «"Amtrak asks Congress for emergency funding for flood protection"». NorthJersey.com (em inglês). Cópia arquivada em 13 de dezembro de 2013 
  139. Goldmark, Alex (13 de dezembro de 2012). «"Amtrak asks for subsidies in wake of Hurricane Sandy"». Marketplace (em inglês). Minnesota Public Radio. Consultado em 15 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 24 de agosto de 2021 
  140. Higgs, Larry (4 de maio de 2015). «"Take a ride inside the aging Hudson River train tunnels that would cost billions to replace (VIDEO)"». The Star-Ledger (em inglês). NJ.com. Cópia arquivada em 18 de junho de 2020 
  141. Bazeley, Alex (6 de julho de 2017). «"The Hudson Tunnel Project is expected to cost $12.9 billion"». amNY (em inglês). Schneps Media. Consultado em 7 de maio de 2018. Cópia arquivada em 27 de outubro de 2020 
  142. Porter, David (6 de julho de 2017). «"Price for New York-New Jersey rail tunnel rises to $12.9B"». ABC News (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2017. Cópia arquivada em 7 de julho de 2017 
  143. Ngo, Emily (16 de novembro de 2020). «"Schumer: Trump Holding Gateway 'Hostage,' but Biden Will Advance It"». NY1 (em inglês). Charter Communications. Consultado em 30 de dezembro de 2020. Cópia arquivada em 15 de janeiro de 2021 
  144. a b McGeehan, Patrick (28 de maio de 2021). «"At Long Last, a New Rail Tunnel Under the Hudson River Can Be Built"». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 28 de maio de 2021. Cópia arquivada em 22 de agosto de 2021 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Diehl, Lorraine B. (1985). The Late, Great Pennsylvania Station (em inglês). Lexington, Massachusetts: Stephen Greene Press. 168 páginas. ISBN 0-8289-0603-3 
  • Johnston, Bob (janeiro de 2010). «"Penn Station: How do they do it?"» 1 ed. Kalmbach Media. Trains (em inglês). 70: 22–29 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Pennsylvania Station