Pequena Copa do Mundo de 1967

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Foi a segunda edição do Troféu Triangular de Caracas, tambem conhecido como Taça Círculo de Periodicos Esportivos[1][2] foi um torneio internacional que reuniu, durante décadas, as maiores equipes do mundo, antecedendo competições como a chamada Taça Intercontinental e a Copa do Mundo de Clubes da FIFA.

Valendo salientar,isso era apenas um torneio de verão,sem validade nenhuma perante aos órgãos que detinham o controle do futebol.

Desse torneio participaram os maiores clubes do século XX, sobretudo os campeões europeus e sulamericanos, como Real Madrid, Barcelona, Peñarol, Benfica, Sporting, Porto, Botafogo, ], Cruzeiro, Grêmio, Vasco e Independiente.

À época, a FIFA não organizava torneios intercontinentais, tratando quase exclusivamente de Seleções. Dessa forma, o Torneio Internacional de Caracas (ou Pequena Copa do Mundo), assim como a Taça Intercontinental, não contam com reconhecimento oficial e tampouco pontuação no ranking histórico da FIFA. Sagrou se campeão da edição de 1967, 1968,1970 o clube Botafogo de Futebol e Regatas, tornando se assim o maior campeão da competição.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Time Título
Espanha Barcelona Campeão da Taça das Cidades com Feiras de 1966
Uruguai Peñarol Campeão da Taça Libertadores da América de 1966
Brasil Botafogo Campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1966

Jogos[editar | editar código-fonte]

O Torneio foi disputado em modo triangular (todos contra todos), sagrando-se o Botafogo campeão invicto, Barcelona vice-campeão e Peñarol terceiro e último colocado.


BARCELONA 1 x 0 PEÑAROL

Data: 26 / 01 / 1967

Local: Estádio Olímpico, Caracas

Árbitro: Ivan Barrios

Gol: Seminario, aos 34’ do 1° tempo

Barcelona: Sadurní, Benítez e Olivella; Eladio, Borrás e Muller; Rife, Endériz, Zaldúa, Fusté e Seminario (Pereda)

Peñarol: Taibo, Lezcano e Díaz; Méndez, Gonçalves e González; Abbadie (Bertochi), Cortés, Silva (Cabrera), Spencer e Joya

Obs: Muller e Spencer foram expulsos


PEÑAROL 0 x 0 BOTAFOGO

Data: 28 / 01 / 1967

Local: Estádio Olímpico (Caracas)

Árbitro: Angel Ortega

Peñarol: Taibo, Méndez, Lezcano, Díaz e González; Gonçalves e Cortez (Bertucci); Abbadie, Silva (Cabrera), Spencer e Joya (Barreto). Técnico: ?

Botafogo: Manga, Joel, Zé Carlos, Leônidas e Chiquinho Pastor; Afonsinho (Nei Conceição) e Gérson; Edinho (Sicupira), Roberto, Aírton Beleza (Rogério) e Paulo Cézar. Técnico: Admildo Chirol

Obs: Paulo Cézar teve um gol anulado aos 16’ do 1° tempo


BOTAFOGO 3 x 2 BARCELONA

Data: 31 / 01 / 1967

Local: Estádio Olímpico (Caracas)

Público: 25.000

Árbitro: Rodolfo Isaia

Gols: Aírton Beleza, aos 14’ (1° tempo); Gérson, aos 35’ e Paulo Cézar, aos 40’, Silva (2), aos 41’ e 44’ (este de pênalti)

Botafogo: Manga, Joel, Zé Carlos, Leônidas e Chiquinho Pastor; Afonsinho e Gérson; Edinho (Rogério), Roberto, Aírton Beleza (Sicupira) e Paulo Cézar. Técnico: Admildo Chirol

Barcelona: Reina, Benítez, Eladio, Müller e Olivella; Borrás e Fusté; Rife, Zaldúa (Pereda), Silva e Seminario (Zavalla). Técnico: Roque Olsen

Classificação Final[editar | editar código-fonte]

Classificação Final
Times Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Botafogo 3 2 1 1 0 3 2 +1
2 Espanha Barcelona 2 2 1 0 1 3 3 0
3 Uruguai Peñarol 1 2 0 1 1 0 1 -1

Referências

  1. Wikidot.com. «Títulos Mundiais Oficiosos de Futebol - Torneio Mundialito de Clubes». Consultado em 2 de novembro de 2011 
  2. Nilo Dias. «Nilo Dias Reporter». Consultado em 2 de novembro de 2011 
Troféu Triangular de Caracas de 1967
Flag of Brazil.svg
Botafogo
Campeão
Ícone de esboço Este artigo sobre futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.