Peripatus acacioi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde agosto de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Peripatus acacioi é um animal pequeno, que tem cerca de 1,5 cm de comprimento. É um raro invertebrado pré-histórico, pertencente à classe dos onicóforas (Onycophora, Peripatidae), tentáculos na cabeça e patas laterais parecendo uma lagarta, que é considerado um fóssil vivo por ser um ser intermediário entre as minhocas (anelídeos) e aranhas e escorpiões (artrópodes), espécie considerada um elo evolutivo entre os anelídeos (animais de corpo segmentado) e artrópodes (animais que apresentam articulações). Seu único exemplar fóssil tem 350 milhões de anos.[1]

O peripatus acacioi habita geralmente cavidades e fendas no solo, em obscuridade total ou penumbra, em temperaturas não muito elevadas (menores que 20 °C). Não muito raramente, é localizado em troncos e folhas de árvores e arbustos, entre musgos, sob troncos caídos e revolvimento superficial dos folhelhos no chão da mata.

O pequeno animal possui a superfície corporal aveludada e de cor marrom-vinho. O comprimento em média é de de 24 mm, enquanto o diâmetro é de 2,5 mm. Na região cefálica encontram-se duas antenas não muito espessas, aneladas e com papilas espinhosas, com um par de ocelos de cerca de 1 mm de diâmetro. A boca tem um par de mandíbulas cortantes e um dente maior envolvido com um pequeno dente acessório representado por dez ou onze fileiras. Apresentam o corpo com 26 a 28 pares de parapódios da mesma forma e dimensões, sendo que no último par denotam-se aberturas genitais que são em número de duas. O ânus situa-se no final do corpo.

A Estação Ecológica do Tripuí, localizada no Município de Ouro Preto, foi criada para preservar o habitat natural do peripatus acacioi, ameaçado de extinção.[2]

Referências

  1. Castro, Gilson; Silva, Clésio (2001). «COMUNICAÇÃO CIENTíFICA - Nova ocorrência de Peripatus (Macroperipatus) acacioi Marcus & Marcus (Onycophora, Peripatidae) no estado de Minas Gerais, Brasil» (PDF). Brasil. Revista Brasileira de Zoologia (em inglês). 18 (3): 1035 - 1037. Consultado em 29 de dezembro de 2016 
  2. «Conselho do Parque do Itacolomi e Estação Ecológica do Tripuí toma posse». Instituto Estadual de Florestas - IEF. Consultado em 29 de dezembro de 2016 


Ícone de esboço Este artigo sobre artrópodes é um esboço relacionado ao Projeto Artrópodes. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.