Persépolis (banda desenhada)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Persépolis
250px
Capa do livro em sua versão brasileira.
Editora (s) Pantheon Books (EUA)
L'Association (França)
Formato de publicação Série limitada
Gênero(s) Livro de memórias, autobiografia
Personagens principais Marjane Satrapi, Deus, família de Marjane

Persépolis é um romance em francês autobiográfico e em banda desenhada de Marjane Satrapi retratando sua infância até sua vida adulta no início do Irã durante e após a revolução islâmica. O título é uma referência à antiga capital do império persa, Persépolis.

História[editar | editar código-fonte]

Desenhada em preto e branco, a graphic novel encontrou grande popularidade após seu lançamento, e foi traduzido para várias línguas. A edição em Inglês combina os dois primeiros livros em francês e foi traduzido por Ferris, seu marido Blake Satrapi e Mattias Ripa. As edições francesas de Persépolis, Persépolis 3 e 4 foram combinadas em um único volume, Persepolis 2, para o mercado dos Estados Unidos. Nos E.U.A., a série Persépolis foi publicado pela Pantheon Books.

Foi publicado em Portugal pela editora Contraponto em 2012, com tradução de Duarte Sousa Tavares.

Publicação[editar | editar código-fonte]

Edição francesa[editar | editar código-fonte]

Edição inglesa[editar | editar código-fonte]

Adaptação[editar | editar código-fonte]

Em 2007, uma adaptação para o cinema de animação do romance gráfico foi criado, com o co-autor Satrapi dirigindo com quadrinista francês Vincent Paronnaud. O filme utilizado o mesmo estilo do romance gráfico, embora haja várias de cenas dos dias atuais que são mostrados em cores, enquanto o restante dos acontecimentos em flashback são ilustradas em preto e branco, como no romance. O filme estreou em vários países e foi aclamado pela crítica recebendo uma indicação ao Óscar de Melhor Filme Animado.


Ícone de esboço Este artigo sobre banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.