Pesquisa de clima organizacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde Novembro de 2008).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Clima Organizacional é o nome dado a um conjunto extenso de atitudes e valores existentes em uma organização, que afetam a maneira como as pessoas se relacionam umas com as outras e com a própria organização. A Pesquisa de Clima Organizacional é uma ferramenta para coleta destes dados, fornecendo informações importantes sobre a percepção dos colaboradores em relação aos diversos fatores que afetam os níveis de motivação e desempenho dos mesmos. Além da identificação destes problemas, a pesquisa, enquanto meio de comunicação, possibilita ainda a utilização do conhecimento tácito dos colaboradores para a resolução dos problemas com os quais os mesmos lidam diariamente. A pesquisa, portanto, possibilita que a organização avalie seu momento atual e planeje ações, em um processo de melhoria contínua.

Em um cenário econômico de crescente competitividade, o sucesso das organizações está cada vez mais relacionado com a qualidade do gerenciamento das suas relações com clientes internos e externos. Através das melhorias nas políticas de gestão de pessoal e outras áreas possibilitadas pela Pesquisa de Clima Organizacional, torna-se viável conciliar os interesses da organização em eficiência, produtividade, lucro,continuidade do negócio, com os propósitos individuais de realização pessoal, possibilidade de desenvolvimento, participação, aceitação e bem-estar pessoal.

Nesse sentido, é imperativa a gestão do clima organizacional. É indispensável conhecer o que os funcionários pensam sobre a empresa e qual a sua atitude em relação aos diferentes aspectos de uma organização. Só assim é possível melhorar a qualidade do ambiente de trabalho, a qualidade de vida das pessoas no trabalho e, conseqüentemente, a qualidade dos serviços prestados pela empresa.

As “Melhores Empresas para se Trabalhar” e as vencedoras do “Prêmio Nacional de Qualidade” têm um ponto em comum: gestão de pessoas como diferencial competitivo. O clima interno das organizações é fator crítico de sucesso. Conhecer a percepção coletiva, no trabalho, viabilizando ações que ampliem os aspectos positivos e solucionem os pontos críticos, resulta em melhoria do ambiente, e conseqüentemente, dos resultados da empresa.

Uma grande mudança de mentalidade das empresas coloca as pessoas em lugar de destaques. Nenhuma empresa atinge o sucesso se não tiver pessoas satisfeitas trabalhando para elas. Cada vez mais as empresas estão preocupadas com o bem-estar das pessoas. O fator humano tem sido o grande diferencial das empresas para vencer a competitividade. É essencial investir em atividades que visem à melhoria da qualidade de vida dos funcionários e atitudes que busquem o aperfeiçoamento do ambiente de trabalho.

Objetivos[editar | editar código-fonte]

Analisar o ambiente de trabalho e as variáveis que o influenciam, positiva ou negativamente, além da satisfação dos colaboradores da organização em relação a diversos fatores, como ambiente de trabalho, comunicação, liderança, motivação, relacionamento interpessoal e outros, possibilitando a resolução dos problemas identificados.

De um lado, os consumidores pressionam as organizações pela melhoria da qualidade dos produtos e serviços. De outro lado, os trabalhadores cada vez mais buscam a melhoria da qualidade de vida no trabalho, impondo às organizações mais dedicação ao diagnóstico da sua dimensão social.

Nesse sentido, torna-se cada vez mais relevante o estudo da qualidade do clima organizacional, por sua influência sobre a produtividade, a competitividade empresarial, e a conseqüente qualidade de vida no trabalho.

A identificação de causas que possam interferir negativamente no comportamento dos empregados, em relação ao seu trabalho ou à organização, permite que ações corretivas possam ser adotadas atuando-se sobre as referidas causas, com base em dados concretos, coletados através das pesquisas de clima organizacional, que passam a ser uma importante ferramenta gerencial para a gestão dos recursos humanos.

Objetivos Específicos da Pesquisa
  • Avaliar o grau de satisfação dos colaboradores em relação à organização;
  • Criar canal de comunicação direta entre os colaboradores e a direção da organização, onde possam manifestar suas opiniões com garantia do anonimato;
  • Permitir melhoria do clima organizacional onde for constatado o maior grau de insatisfação no ambiente de trabalho;
  • Identificar, avaliar e monitorar o impacto das intervenções contempladas na Pesquisa de Clima Organizacional no decorrer do tempo.
  • Criar meio, junto aos colaboradores, para o aperfeiçoamento da comunicação;
Produtos Esperados

Através da avaliação e correção dos problemas identificados, espera-se que a Pesquisa produza os seguintes resultados, de acordo com as possibilidades de realização, conforme os prazos abaixo:

  • Melhoria contínua da qualidade no ambiente de trabalho, proporcionando desenvolvimento pessoal e profissional aos colaboradores e ganhos para a organização;
  • Oferecer condições de segurança adequadas para o trabalho;
  • Melhorar a comunicação na organização;
  • Proporcionar um bom relacionamento entre os diferentes níveis hierárquicos;
  • Criar um ambiente saudável de trabalho através da manutenção do bom relacionamento interpessoal;
  • Aprimoração das políticas de Responsabilidade Social adotadas pela organização, gerando resultados satisfatórios aos seus grupos de interesses (Clientes Internos e Externos, Colaboradores, Fornecedores, e a Sociedade);
  • Possibilitar uma adequada gestão do conhecimento;
  • Melhorar o comprometimento e conhecimento dos colaboradores em relação aos objetivos da organização;
  • Desenvolver e capacitar as lideranças;
  • Possibilitar o desenvolvimento profissional dos colaboradores;
  • Identificar os pontos fortes e fracos da organização na visão dos colaboradores, permitindo assim a melhoria do nível de satisfação destes.
  • Melhoria das condições de infra-estrutura para o trabalho;
  • Oferecer condições para o desenvolvimento e a inovação;
  • Oferecer condições satisfatórias de trabalho, de acordo com os interesses dos colaboradores;

Metodologia de pesquisa de clima organizacional[editar | editar código-fonte]

Hoje ao invés de cada empresa definir a sua metodologia de pesquisa de clima organizacional e ter toda a complexidade de aplicação, tabulação de dados e análise dos resultados, estão surgindo empresas de tecnologia em Recursos Humanos focadas em ajudar as empresas a desenvolver sua cultura organizacional. Com metodologias próprias e comprovadas, essas empresas automatizam todo o processo de aplicação da pesquisa de clima com frequência semanal, mensal ou trimestral. Além da empresa não ter que se preocupar em gastar tempo fazendo a pesquisa, os funcionários se sentem muito mais confortáveis porque tem um intermediador no processo que garante o feedback anônimo.

Alguma dessas plataformas permitem às empresas ter acesso em tempo real aos resultados, responder aso feedbacks anônimos além de compartilharem os resultados do mercado para cada uma das perguntas. Com dados mapeados constantemente sobre a satisfação dos funcionários, essas plataformas ajudam as empresas a melhorarem a cultura das empresas. Já há exemplos de empresas fora do Brasil como a australiana Culture Amp que atende clientes como Slack, AirBnb, Pinterest, Box e Etsy.

Aqui no Brasil, a Vaipe vem ajudando empresas de tecnologia e serviços com a plataforma de pesquisa de clima e engajamento de funcionários. Ela aplica a metodologia atmosfera desenvolvida em parceria com o mentor Ravi Gama, fundador da 2Find e especialista em recrutamento de talentos para as empresas mais top de tecnologia. São 52 perguntas de clima sim ou não que são respondidas ao longo do ano, uma por semana. Se quiserem, os funcionários podem justificar sua escolha em um campo aberto para comentários. O feedback é anônimo e importante para as empresas entenderem quais ações estão funcionando e o que precisa melhorar. Além das perguntas semanais, mensalmente é feita a pergunta de termomêtro do engajamento dos funcionários - eNPS (employee Net Promoter Score®).Por meio da pergunta "de 0 a 10, qual a probabilidade de você indicar um amigo ou familiar qualificado para trabalhar na sua empresa?", as empresas conseguem entender quantos funcionários estão satisfeitos, neutros e detratores.

Ferramentas para pesquisa de clima organizacional[editar | editar código-fonte]

Para pesquisas cara-a-cara:

Para pesquisas online:

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • LUZ, Ricardo. Gestão do Clima Organizacional. 2003.
  • Luz, Ricardo Silveira. Clima organizacional. Rio de Janeiro. 1995.
  • OLIVEIRA, Marco A. Pesquisas de clima interno nas empresas: o caso dos desconfiômetros avariados. São Paulo. 1995.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Administração é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Portal A Wikipédia possui o:
Portal de Economia e negócios