Pesquisa quantitativa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Pesquisa quantitativa é a pesquisa científica onde os resultados podem ser quantificados, diferindo da pesquisa qualitativa. A pesquisa quantitativa recorre a linguagem matemática para descrever as causas de um fenômeno, relações entre variáveis, entre outras aplicações. É fortemente influenciada pelo positivismo. Centrada na objetividade, foca na análise de dados brutos, adotando instrumentos padronizados e neutros na recolha dos dados, sendo geralmente constituída por amostras grandes e representativas da população, e por isso os resultados são encarados como um retrato real de toda a população alvo da pesquisa.[1]

A primeira pesquisa quantitativa sobre jornalismo, no contexto brasileiro, foi feita pelo professor Pedro Parafita de Bessa, da Faculdade de Filosofia da Universidade de Minas Gerais.[2]

Referências

  1. FONSECA, J. J. S. Apostila de metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002, p. 20
  2. FERREIRA, Ricardo Alexino. Jornalismo Especializado - Jornalismo Científico: Análise Crítica, Estudo de Cass e a Construção de Novos Paradigmas e de um Novo Currículo Disciplinar. in INTERCOM - Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação XXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - Salvador/BA - 1 a 5 Set 2002
Ícone de esboço Este artigo sobre Ciência (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.