Peter Artedi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Peter Artedi
Nome nativo Peter Artedi
Nascimento 27 de fevereiro de 1705
Örnsköldsvik
Morte 27 setembro 1735
Amsterdã
Cidadania Suécia
Alma mater Universidade de Uppsala
Ocupação botânico, naturalista, zoólogo
Causa da morte afogamento

Peter Artedi (Anundsjö, Suécia, 22 de fevereiro de 1705Amsterdã, Países Baixos, 27 de setembro de 1735) foi um naturalista sueco, conhecido como o "pai da ictiologia".

Artedi nasceu na província de Angermânia. Em 1724, pretendendo tornar - se um clérigo, ele foi estudar teologia na Universidade de Upsália, entretanto voltou sua atenção à Medicina e à História Natural, especialmente aos peixes. Em 1728 seu compatriota Carlos Lineu chegou em Upsália, e uma amizade duradoura formou-se entre os dois. Em 1732 ambos deixaram Upsália, Artedi foi para a Inglaterra e Linnaeus para a Lapônia. Antes de partirem, fizeram um acordo: dariam reciprocamente um ao outro os manuscritos e livros pertencentes a eles caso um deles morresse.

Artedi afogou-se acidentalmente em Amsterdã onde estava comprometido a catalogar as coleções de Albertus Seba, um neerlandês rico que tinha criado o que talvez fosse o museu mais rico no tempo dele. Segundo o acordo, os manuscritos de Artedi foram para as mãos de Linnaeus, então a Biblioteca ictiólogica e a Filosofia ictiólogica dele, junto com a vida do autor, foram publicados em Leiden em 1738.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.