Peter Broadbent

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broadbent
Broadbent
Informações pessoais
Nome completo Peter Frank Broadbent
Data de nasc. 15 de maio de 1933
Local de nasc. Elvington,  Reino Unido
Nacionalidade Inglês
Falecido em 1 de outubro de 2013 (80 anos)
Local da morte Himley,  Reino Unido
Informações profissionais
Posição Meio-campista
Clubes de juventude
1949–1950 Inglaterra Dover Athletic
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1950–1951
1951–1965
1965–1966
1966–1969
1969–1970
1970–1971
Inglaterra Brentford
Inglaterra Wolverhampton Wanderers
Inglaterra Shrewsbury Town
Inglaterra Aston Villa
Inglaterra Stockport County
Inglaterra Bromsgrove Rovers
16 (2)
452 (127)
69 (7)
64 (2)
31 (1)
19 (17)
Seleção nacional
1954
1956
1958–1960
Flag of England.svg Inglaterra Sub-23
Flag of England.svg Inglaterra B
Flag of England.svg Inglaterra
1 (0)
1 (0)
7 (2)

Peter Frank Broadbent (Elvington, 15 de maio de 1933Himley, 1 de outubro de 2013) foi um futebolista inglês.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Durante a maior parte de sua carreira, jogou no Wolverhampton Wanderers, que o comprou do Brentford por apenas 10 mil libras. Pelos "Lobos", disputou 452 partidas e marcou 127 gols entre 1951 e 1965.

Passou ainda por Shrewsbury Town, Aston Villa, Stockport County e Bromsgrove Rovers, clube onde pendurou as chuteiras em 1971, aos 39 anos, mas com boa média de gols (foram 17 em 19 jogos).

Fora dos gramados, Broadbent decidiu não seguir carreira no futebol como técnico ou dirigente, optando pelo ramo comercial, como vendedor de artigos para bebês.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Broadbent foi convocado para defender a Seleção Inglesa de Futebol na Copa de 1958. Foi a única competição de seleções que disputou em sua carreira - não foi convocado para as Copas de 1962 e 1966, embora vivesse boa fase no Wolverhampton e em sua curta passagem no Shrewsbury Town.[2]


Reconhecimento e morte[editar | editar código-fonte]

Em sua autobiografia, George Best escreveu que admirava o Wolverhampton, principalmente Broadbent, que era o atleta mais admirado pelo norte-irlandês. Já Alex Ferguson, ex-treinador do Manchester United, declarou que em sua juventude, o jogador preferido dele era o meio-campista.

No ano de 2007, foi descoberto que Broadbent, aos 73 anos, sofria de mal de Alzheimer, e vivia em um lar de idosos em Wolverhampton até seu falecimento, aos 79.

Referências