Peter Burke

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Peter Burke
Peter Burke, 2009
Nascimento 16 de agosto de 1937 (82 anos)
Stanmore
Nacionalidade Britânico
Cidadania Reino Unido
Cônjuge Maria Lúcia Garcia Pallares-Burke
Alma mater St Antony's College
Ocupação professor universitário, historiador social, historiador, acadêmico, escritor
Prêmios Medalha Erasmus (1998)
Empregador Universidade de Sussex, Universidade de Cambridge
Campo(s) história

Peter Burke (Stanmore, 16 de agosto de 1937) é um historiador inglês.

Doutorado na Universidade de Oxford (1957 a 1962), foi professor de História das Ideias na School of European Studies da Universidade de Essex, por dezesseis anos professor na Universidade de Sussex (1962) e professor da Universidade de Princeton (1967); atualmente é professor emérito da Universidade de Cambridge (1979).

Foi professor-visitante do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA – USP) de Setembro de 1994 a setembro de 1995, período em que desenvolveu o projeto de pesquisa chamado Duas Crises de Consciência Histórica.

Vive em Cambridge juntamente com a sua esposa, a historiadora brasileira Maria Lúcia Garcia Pallares-Burke, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo.

Foi o historiador equatoriano Juan Maiguashca (professor de História Econômica de América Latina da Universidade de Toronto), discípulo de Chaunú, quem introduziu Peter Burke no mundo dos "Annales" (Escola dos Annales).

É também um dos maiores especialistas mundiais na obra de Gilberto Freyre. Escreveu, com a esposa Maria Lucia Pallares-Burke, o livro "Repensando os Trópicos". É autor de inúmeros artigos críticos, inclusive na imprensa, sobre o sociólogo pernambucano. Costuma indicar a relevância de Giberto Freyre para o estudo da cultura material - casa, mobílias, roupas, alimentos, etc.

Peter Burke sobre a Wikipedia[editar | editar código-fonte]

Burke considera que as enciclopédias eram tidas como "verdades infalíveis". Assim as pessoas poderiam ser levadas a acreditarem no conteúdo sem criticidades só por estar escrito. Mas com a Wikipedia ela própria avisa possíveis viés falíveis nos textos.

Obra[editar | editar código-fonte]

Burke é considerado um especialista na Idade Moderna europeia e também em assuntos da atualidade, enfatizando a relevância de aspectos socioculturais nas suas análises. É autor de mais de trinta livros, muitos deles publicados no Brasil. As suas obras mais importantes são:

  • Cultura Popular na Idade Moderna: Europa, 1500-1800 (1978)
  • O Renascimento Italiano: Cultura e Sociedade na Itália (1987)
  • A Revolução Historiográfica Francesa (1990)
  • A Escola dos Annales: (1929 - 1989) A Revolução Francesa da Historiografia (1990)
  • História e Teoria Social (1991)
  • Formas de fazer História (1991)
  • A Escrita da História (1991)
  • Amsterdã e Veneza: um estudo das elites dos séculos XVII (1991)
  • A Arte da Conversação (1993)
  • A fabricação do rei: a construção da imagem pública de Luís XIV (1994)
  • Falar e Calar (1996)
  • Varieties of cultural history (1997)
  • Uma história social do conhecimento: de Gutenberg a Diderot (2000)
  • New perspectives on historical writing (2001) (editor e contribuidor)
  • Testemunha Ocular (2004)
  • O que é história cultural (2005)
  • Uma história social do conhecimento II: da Enciclopédia a Wikipédia (2012)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Peter Burke

Entrevista concedida ao GLOBO e ao Globo Universidade, em 16/05/2009

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.