Peter Carey (escritor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Peter Carey
Nascimento
Bacchus Marsh,  Austrália
Prémios Prémio Booker (1988, 2001)
Género literário Romance, conto
Movimento literário Pós-modernismo

Peter Philip Carey (7 de maio de 1943) é um escritor e roteirista australiano.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Quando jovem, Carey trabalhou em publicidade enquanto escrevia à noite e aos fins de semana. Durante uma década escreveu um grande número de romances e histórias que nunca viram a luz do dia. Finalmente teve a sua estreia com a colecção de histórias curtas The Fat Man in History (1974). Seguidamente escreveu Bliss (1981) e Illywhacker (1985) enquanto trabalhava na sua empresa de publicidade, só desistindo do negócio depois de vencer o seu primeiro Prémio Booker com o sucesso de vendas Oscar and Lucinda, em 1988. [1]

Obras[editar | editar código-fonte]

Romances[editar | editar código-fonte]

Colecções de contos[editar | editar código-fonte]

  • The Fat Man in History (1974)
    • Crabs
    • Peeling
    • She Wakes
    • Life and Death in the Southside Pavilion
    • Room No. 5 (Escribo)
    • Happy Story
    • A Windmill in the West
    • Withdrawal
    • Report on the Shadow Industry
    • Conversations with Unicorns
    • American Dreams
    • The Fat Man in History
  • War Crimes (1979)
    • The Journey of a Lifetime
    • Do You Love Me?
    • The Uses of Williamson Wood
    • The Last Days of a Famous Mime
    • A Schoolboy Prank
    • The Chance
    • Fragrance of Roses
    • The Puzzling Nature of Blue
    • Ultra-Violet Light
    • Kristu-Du
    • He Found Her in Late Summer
    • Exotic Pleasures
    • War Crimes

Contos separados[editar | editar código-fonte]

  • "Contacts" (Under Twenty-Five: An Anthology, 1966)
  • "Eight Parts of a Whole" (Manic Magazine, 1970)
  • "Interview with Yourself" (Manic Magazine, 1970)
  • "Structure" (Manic Magazine, 1970)
  • "I Know You Can Talk" (Stand Magazine, 1975)
  • "The Mad Puzzle King" (Living Daylights, 1975)
  • "The Rose" (Nation Review, 1976)
  • "The Cosmic Pragmatist" (Nation Review, 1977)
  • "The Pleasure Bird" (Australian Playboy, 1979)
  • "An Abandoned Chapter" (Overland, 1997)

Ficção juvenil[editar | editar código-fonte]

  • The Big Bazoohley: A Story for Children (1995)

Não ficção[editar | editar código-fonte]

Guiões[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. http://www.studio360.org/story/peter-carey-from-outback-outlaws-to-militant-hackers/