Peter Tschentscher

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Peter Tschentscher
Primeiro-Prefeito de Hamburgo
Período desde 28 de março de 2018
Vice-prefeita Katharina Fegebank
Antecessor Katharina Fegebank
Senador para Finanças
Período de 7 de março de 2011
a 28 de março de 2018
Prefeito Olaf Scholz
Antecessor Herlind Gundelach
Sucessor Andreas Dressel
Dados pessoais
Nascimento 20 de janeiro de 1966 (55 anos)
Bremen, Alemanha Ocidental
Nacionalidade alemã
Alma mater Universidade de Hamburgo
Partido Partido Social-Democrata (SPD)

Peter Tschentscher (Bremen, 20 de Janeiro de 1966) é um médico e político alemão, filiado ao Partido Social-Democrata (SPD), e atual primeiro-prefeito da cidade-estado Hamburgo[1][2][3].

Início de vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Peter Tschentscher nasceu em Bremen, na Alemanha Ocidental, e é o segundo dos quatro filhos do comerciante de madeira Wolfgang Tschentscher e da alfaiate Helga Tschentscher. Formou-se em Oldemburgo, na Baixa Saxônia, em 1985, e, posteriormente, estudou medicina e biologia molecular na Universidade de Hamburgo, onde tornou-se Doutor em Medicina em 1995. Entre 1994 e 2008, trabalhou como médico no Hospital Universitário de Hamburgo em Eppendorf[4].

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Prefeito de Hamburgo (2018-presente)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Gabinete de Peter Tschentscher

Após as eleições federais na Alemanha em 2017, o então prefeito de Hamburgo, Olaf Scholz, foi indicado para o Ministro da Economia, no quarto gabinete de Angela Merkel. Isso forçou o partido Social-Democrata a eleger um substituto e, durante a convenção estadual do partido em 10 de marco de 2018, Peter Tschentscher foi escolhido, sendo também aprovado pelo Parlamento de Hamburgo para o cargo em 28 de março[5][6].

Campanha a prefeitura de Hamburgo em 2020[editar | editar código-fonte]

Questionado sobre a vontade de ser candidato à Prefeitura de Hamburgo nas eleições estaduais de 2020, Peter Tschentscher diz que "sim" e, para isso, irá propor seu nome, em novembro, na convenção estadual do partido[7].


Referências

  1. Arndt, Markus; Aswad, Nadja (17 de julho de 2019). «Grün-Rot kann nicht unser Ziel sein» (em alemão). Bild. Consultado em 9 de agosto de 2019 
  2. Kipp, Almut. «Tschentscher wirbt für Magistralen-Bebauung» (em alemão). Welt. Consultado em 9 de agosto de 2019 
  3. Boldt, Florian (15 de julho de 2019). «Ranking veröffentlich: Die Hamburger lieben Peter Tschentscher» (em alemão). Hamburger Morgenpost. Consultado em 9 de agosto de 2019 
  4. «Peter Tschentscher - Munzinger Biographien» (em alemão). Consultado em 9 de agosto de 2019 
  5. «Tschentscher zum neuen Bürgermeister gewählt». dpa (em alemão). Frankfurter Allgemeine. 28 de março de 2019. Consultado em 9 de agosto de 2019 
  6. Lauterbach, Jörn (17 de março de 2019). «Die stille Macht» (em alemão). Welt. Consultado em 9 de agosto de 2019 
  7. Veit, Sven-Michael (25 de julho de 2019). «Peter Tschentscher über politische Ziele: „Gesundheit ist keine Ware"» (em alemão). TAZ. Consultado em 9 de agosto de 2019 
Precedido por
Katharina Fegebank
Primeiro-Prefeito de Hamburgo
2008 - atualmente
Sucedido por
Incumbente
Precedido por
Herlind Gundelach
Senador para Finanças
2011 - 2018
Sucedido por
Andreas Dressel