Peter Zumthor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Dezembro de 2008). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde maio de 2015). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Peter Zumthor
Nascimento 26 de abril de 1943 (76 anos)
Basileia
Nacionalidade Suíço
Cidadania Suíça
Alma mater Instituto Pratt
Ocupação arquiteto, professor universitário, restaurador, designer
Prêmios Prêmio de Arquitetura Erich Schelling (1996), Praemium Imperiale (2008), Prêmio Pritzker de Arquitetura (2009), Medalha de Ouro do RIBA (2013)
Empregador Universidade Harvard, Universidade Técnica de Munique
Página oficial
http://eng.archinform.net/arch/426.htm

Peter Zumthor (Basileia, 26 de abril de 1943) é um arquiteto suíço, agraciado com o Prémio Pritzker de 2009. Seu trabalho é descrito como descompromissado e minimalista.[1]

Filho de um marceneiro, Zumthor aprendeu carpintaria em idade precoce. Estudou no Pratt Institute em Nova Iorque na década de 1960. Trabalhou em muitos projectos de conservação, dando-lhes uma maior compreensão da construção e das qualidades de diferentes materiais de construção tradicional.[2]

Em 1989 recebeu a Medalha de Ouro Heinrich Tessenow, da fundação Heinrich Tessenow Gesellschaft e V. (Alfred Toepfer Stiftung F.V.S.). Em 1998 recebeu o Prémio de Arquitetura Carlsberg pelos seus trabalhos no Kunsthaus Bregenz em Bregenz, na Áustria e Turismo em Vals, Suíça. Zumthor leccionou no Instituto de Arquitetura do Sul da Califórnia em Los Angeles, na Universidade Técnica de Munique, na Academia de Arquitetura Mendrisio, na Università della Svizzera Italiana, e no Harvard Graduate School of Design.

Zumthor trabalha atualmente no seu estúdio, que fundou em 1979, na cidade de Haldenstein, Suíça.

Obras selecionadas[editar | editar código-fonte]

Prémios principais[editar | editar código-fonte]

Prémio de arquitetura Carlsberg, Copenhaga, 1998; Prémio Mies van der Rohe para arquitetura europeia (por Kunsthaus Bregenz), 1999; Medalha de arquitetura da Fundação Thomas Jefferson, Universidade de Virginia, 2006; Spirit of Nature Wood Architecture Award, Wood in Culture Association, Finlândia, 2006; Prémio Meret Oppenheim, Federal Office of Culture, Suíça, 2006; Prémio Imperiale, Japan Art Association, 2008; Prémio de Arquitetura Alemã DAM (pelo Museu Kolumba), Colónia, 2008; Prémio Pritzker de Arquitetura, The Hyatt Foundation, 2009; Prémio Daylight, Fundação Velux, 2010.

Referências

  1. Newel, Conrad (13 de setembro de 2013). «Dear Architecture Journalists: Stop Worshipping Peter Zumthor!». Architizer.com. Consultado em 27 de abril de 2016 
  2. Pogrebin, Robin, (April 12, 2009), "Pritzker Prize Goes to Peter Zumthor", New York Times.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Jean Nouvel
Prémio Pritzker
2009
Sucedido por
Kazuyo Sejima e Ryūe Nishizawa