Petrus Pavlicek

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

[carece de fontes?]

Busto de Petrus Pavlicek na igreja Franciscana em Viena.

Petrus Pavlicek (* Otto Pavlicek em 6 de janeiro de 1902, em Innsbruck; † em 14 de dezembro de 1982, em Viena) foi um padre Franciscano (OFM) e fundador da Cruzada de Reparação do Santo Rosário pela Paz no Mundo.

Vida[editar | editar código-fonte]

Segundo filho do oficial imperial e real Augustin Pavlicek e de Gabriele Alscher, foi batizado com o nome Otto. Sua mãe faleceu quando ele tinha dois anos de idade.[1] Então, seu pai com os filhos, mudou-se para Viena e, em 1915, para Olomouc; onde, em 1920, Pavlicek passou no exame de admissão de um instituto superior de educação e, em seguida, por desejo de seu pai, parou com os estudos e trabalhou na fábrica de móveis Thonet.[2]

Ele abandonou a igreja em 1921, fez o serviço militar de 1922 a 1924 e posteriormente trabalhou, em Praga, na companhia Brown, Boveri & Cia. Como o trabalho nessa empresa não fosse de seu agrado, estudou de 1927 a 1930 na academia de belas artes de Wroclaw, morou depois, como artista, em Paris e Londres, onde ele, em 10 de dezembro de 1932, casou-se no civil com a artista Kathleen Nell Brockhouse. O casamento durou apenas alguns meses. Pavlicek mudou-se para Cambridge, viveu durante 1933 em Brno e depois em Praga.

Após recuperar-se de uma grave doença, reingressou na Igreja Católica em 15 de dezembro de 1935 e decidiu tornar-se padre. Em 1936, ele visitou a Teresa Neumann, que o apoiou em seu plano. Ele não foi aceito pelos Franciscanos nem em Innsbruck, nem em Viena, pois já tinha 35 anos de idade. Mais tarde, ingressou em Praga e recebeu o nome religioso de Pedro (Petrus em alemão). Em 29 de agosto de 1938, fez os votos religiosos temporários[3] e, três anos depois, os perpétuos. Em 14 de dezembro de 1941, foi ordenado padre.

Em 13 de maio de 1942, foi preso pela Gestapo por presumida fuga ao serviço militar e foi levado à corte marcial. O processo terminou declarando a sua inocência. Em 7 de outubro, marchou para a frente ocidental, como paramédico, e acabou sendo capturado pelos americanos em 15 de agosto de 1944. Foi levado a Cherbourg-Octeville, onde atuou como capelão do campo de prisioneiros de guerra e soube, pela primeira vez, por um livreto, das Aparições de Fátima.

Em 16 de julho de 1945, foi libertado do cativeiro e, por ser "alemão", não pode retornar a Praga, foi então para Viena, onde foi nomeado missionário.[4] Em 2 de fevereiro de 1946, fez uma peregrinação a Mariazell em agradecimento por ter retornado são e salvo da segunda grande guerra. Lá, ouviu uma voz interior, que dizia: “Faça como peço e haverá paz”. Essas palavras lembraram-no da mensagem de Fátima e ele fundou, em fevereiro de 1947, a Cruzada de Reparação do Santo Rosário pela Paz no Mundo (RSK).[5]

Desde setembro de 1948, a cada mês na Igreja Franciscana, em Viena, são realizadas cerimônias pela paz.

Desde 1949, publica um periódico, que hoje se chama “Betendes Gottesvolk” ( Povo Orante de Deus, em tradução livre). De 1950 a 1955, organizou, em setembro, a procissão anual do Nome de Maria, na Ringstrasse em Viena. Ele considerou a assinatura do Tratado do Estado da Áustria, em maio de 1955, como uma conquista do movimento de reza do rosário. O padre Petrus liderou a Cruzada de Reparação do Santo Rosário pela Paz no Mundo até a sua morte.

O padre Petrus foi sepultado na Igreja Franciscana. Seu processo de canonização iniciou-se em 13 de outubro de 2000.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

• Das Sühne-Opfer Jesu und Mariä für die Sünder der Welt. Rosenkranz-Sühnekreuzzug um den Frieden der Welt, Vienna 1961

• Artigos frequentes na revista Betendes Gottesvolk

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Firtel, Hilde (1990?). Vorbeter für Millionen P. Petrus Pavlicek OFM. Viena: Missionsdruckerei St.Gabriel, A-2340 Mödling. p. 10  Verifique data em: |data= (ajuda)
  2. Firtel, Hilde (1990?). Vorbeter für Millionen P. Petrus Pavlicek OFM. Viena: Missionsdruckerei St.Gabriel, A-2340 Mödling. p. 19  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. Firtel, Hilde (1990?). Vorbeter für Millionen P. Petrus Pavlicek OFM. Viena: Missionsdruckerei St.Gabriel, A-2340 Mödling. p. 32  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. http://www.vision2000.at/?nr=2001/1&id=559
  5. http://www.rsk-ma.at/ueberuns/gruender

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

• Steininger, Rolf (2012). AUSTRIA, GERMANY, AND THE COLD WAR: From the Anschluss to the State Treaty, 1938-1955. Berghahn Books Inc. ISBN 978-0-85745-598-7.

Weblinks[editar | editar código-fonte]

http://www.vision2000.at/?nr=2001/1&id=559

http://www.tfp.org/the-rosary-defeats-gods-enemies/

http://america-needs-fatima.blogspot.co.at/2015/10/victory-through-rosary-our-ladys-action.html