Petter Solberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Petter Solberg
Petter Solberg 2006 Rally Australia Dwellingup.jpg
Petter Solberg durante o Rali da Austrália de 2006
Registros no Campeonato Mundial de Rali
Nacionalidade Noruega Norueguesa
Anos de atividade 1998 – presente
Equipes Subaru
Ralis mundiais 132
Campeonatos 1 (2003)
Vitórias 13
Pódios 35
Vitórias em etapas 315
Pontos 388
Primeiro rali no mundial 1998 Rali da Suécia
Primeira vitória 2002 Rali da Grã-Bretanha

Petter "Hollywood" Solberg (Askim, 18 de novembro de 1974) é um piloto norueguês de rali, vencedor do Campeonato Mundial de Rali em 2003.

É casado com a sueca Pernilla Walfridsson, com quem tem um filho, Oliver.

Pernilla é filha do ex-condutor da Volvo e Campeão Europeu de Rallycross em 1980, Per-Inge "Pi" Walfridsson, que também alcançou um notável 4º lugar do Rali da Grã-Bretanha de 1973.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Solberg ganhou o campeonato de carros por controlo remoto aos 13 anos, tendo o seu gosto por desporto automóvel sido aguçado pelos pais, a mãe Tove e o pai Terje, que são fãs e competidores de rallycross. Usou a sua curiosidade e gosto para reconstruir carros de competição na quinta dos pais.

Solberg entrou no seu primeiro bilcross (uma versão norueguesa de rallycross) em 1992, três dias após o seu 18º aniversário e um dia após tirar a carta de condução. Foi campeão norueguês de rallycross em 1995 (vencendo 19 das 21 especiais) e em 1996 (vencendo 15 das 19 especiais). Em 1998, tornou-se Campeão Norueguês de Rali (seu irmão mais velho Henning Solberg ganhou este campeonato cinco vezes seguidas entre 1999 e 2003). Por esta altura, elementos de uma equipa do Campeonato Mundial de Rali, reconhece o valor de Solberg e no final de 1998 Peter concorda ficar ao volante por três anos com a Ford Motor Company.

Petter Solberg, Rally da Finlândia de 2006.

Contudo em 2000, Solberg deixou a Ford prematuramente e assinou com a Prodrive Subaru World Rally Team (SWRT). O seu primeiro pódio teve de esperar até o Rali da Acrópole na Grécia, no ano seguinte um Solberg altruísta, procurou o máximo de pontos possíveis, descendo voluntariamente de 4º para 5º em Sanremo, para ajudar o seu colega de equipa Richard Burns que lutava pelo título mundial.

Em 2002, com o tetra campeão Tommi Mäkinen como seu colega de equipa e com a partida de Richard Burns para a Peugeot, Solberg venceu o seu primeiro rali no País de Gales após uma consistente participação e um acidente pouco comum a Marcus Grönholm. Em 2003, Solberg bateu o jovem Sébastien Loeb no Rali de Gales, lançando-o na segunda vitória neste rali e no seu primeiro título mundial.

Em 2003 foi campeao do mundo ninguém sabe bem como pois sempre foi um piloto mediano , nunca tendo demonstrado valor para obter esse titulo.

Em 2004, Solberg venceu 5 das 16 provas no mundial, incluindo o Rali de Gales, mas acabou por perder o campeonato para Loeb, devido à falta de sorte em três ralis não terminados no meio da época. Em 2005, Solberg venceu três ralis, mas mais uma vez foi infeliz em ralis em que lutava pela vitória, nomeadamente no Rali da Austrália, em que foi obrigado a desistir após embater num canguru.

Em 2006, Solberg continuou ligado à Subaru, conduzindo uma nova versão do Impreza WRC. O seu maior patrocinador foi 24SevenOffice com um orçamento de 5 milhões de kroner, sendo um recorde para os padrões noruegueses. Quando Loeb preparava-se para conseguir cinco vitórias consecutivas num rali ao serviço de uma equipa privada (a Kronos) ao volante de um Citroën Xsara WRC, a sua vitória ficou comprometida após ter fracturado o braço enquanto andava de bicicleta na Suíça, Solberg apenas tinha vencido algumas especiais nos ralis do México, Argentina e Austrália.

Solberg na época 2007, começou de forma prometedora, acabando em 6º lugar o Rali de Monte Carlo. Contudo os ralis seguintes não foram animadores para o norueguês. Perdeu muito tempo bem como o 3º lugar no Rali da Suécia, bem como o lugar mais baixo do pódio para o seu irmão Henning no Rali da Noruega. No México, Argentina e Sardenha, Petter teve de novo problemas técnicos, que lhe causaram duas desistências e uma derrota em Itália.

Felizmente, no rali antes da pausa foi mais vitorioso, o norueguês conseguiu um 3º lugar, após um interessante e dramático Rali da Acrópole – felizmente este pódio aumentou a confiança do piloto para o resto da temporada.

Vitórias no WRC[editar | editar código-fonte]

# Evento Temporada Co-piloto Carro
1 Reino Unido 58th Network Q Rally of Great Britain 2002 Phil Mills Subaru Impreza WRC
2 Chipre 31st Cyprus Rally 2003 Phil Mills Subaru Impreza WRC
3 Austrália 16th Telstra Rally Australia 2003 Phil Mills Subaru Impreza WRC
4 França 47ème Tour de Corse - Rallye de France 2003 Phil Mills Subaru Impreza WRC
5 Reino Unido 59th Wales Rally of Great Britain 2003 Phil Mills Subaru Impreza WRC
6 Nova Zelândia 34th Propecia Rally New Zealand 2004 Phil Mills Subaru Impreza WRC
7 Grécia 51st Acropolis Rally 2004 Phil Mills Subaru Impreza WRC
8 Japão 1st Rally Japan 2004 Phil Mills Subaru Impreza WRC
9 Reino Unido 60th Wales Rally of Great Britain 2004 Phil Mills Subaru Impreza WRC
10 Itália 1º Supermag Rally d'Italia Sardinia 2004 Phil Mills Subaru Impreza WRC
11 Suécia 54th Uddeholm Swedish Rally 2005 Phil Mills Subaru Impreza WRC
12 México 19º Corona Rally México 2005 Phil Mills Subaru Impreza WRC
13 Reino Unido 61st Wales Rally of Great Britain 2005 Phil Mills Subaru Impreza WRC


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons

Ligações externas[editar | editar código-fonte]