Peugeot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Peugeot
Empresa de capital fechado
Atividade Indústria automobilística
Fundação 26 de setembro de 1810 (212 anos) como fabricante de automóveis
Fundador(es) Armand Peugeot
Sede Legal e de nível superior administrativo: Ave de la Grande Armée, Paris, Ilha de França,  França
Operacional: Sochaux, Departamento de Doubs, Borgonha-Franco-Condado,  França
Área(s) servida(s) Em todo o mundo (exceto Canadá, Coreia do Norte e Estados Unidos)
Pessoas-chave Carlos Tavares (CEO)
Jean-Pierre Ploue (chefe de design)
Empregados 198210 (2010) (PSA Peugeot Citroën total)
Produtos Carros
Carros de luxo
Carros esportivos
Veículos comerciais
Empresa-mãe Stellantis
Divisões Peugeot Motorcycles
Peugeot Cycles
Peugeot Sport
Stellantis
Website oficial www.peugeot.com

Peugeot ( /inglês RU: ˈpɜːʒəʊ/, /inglês EUA: p(j)ˈʒ/, francês: [pøʒo]) é uma fabricante de automóveis francesa fundada em 1810 por Armand Peugeot, pertencente à Stellantis. É a marca de automóveis mais antiga do mundo. [1] [2]

Peugeot ganhou muitos prêmios internacionais, como: 5 vezes Carro do Ano na Europa, 9 vezes Carro do Ano na Espanha, 5 vezes Carro do Ano na Itália e 2 vezes Carro do Ano na Irlanda.

Peugeot ganhou cinco vezes o Campeonato Mundial de Rali, 2 vezes o Campeonato Mundial de Resistência (1992, 1993) e 2 Intercontinental Le Mans Cup (2010, 2011).

O maior sucesso da Peugeot no mundo foi o Peugeot 206, estando entre os carros mais vendidos da história. No Brasil chegou várias vezes a aparecer entre os 10 mais vendidos no ranking da Anfavea, foi o primeiro modelo a ser fabricado no Brasil, quando inaugurou sua fábrica em Porto Real (RJ) em abril de 2000.

História[editar | editar código-fonte]

A família Peugeot, que desde 1810 tinham um moinho hidráulico familiar, vem envolvida em vários tipos de negócios desde o século XVIII. Em 1842 entraram no ramo alimentício produzindo moinhos de café, depois disso começaram a produzir armações para vestidos, guarda-chuvas, fundição de aço, ferramentas e utensílios domésticos, em 1882 começaram a fabricar bicicletas e motos. Em 1889 produziu o seu primeiro automóvel que tinha 3 rodas, apenas 4 unidades foram produzidas e no ano seguinte, um quadriciclo à gasolina. A Peugeot também esteve presente na primeira corrida automobilística do mundo entre Paris e Ruão, 22 de julho de 1894.[3] Em 1895 na corrida entre Paris e Bordeaux os carros competiram pela primeira vez com rodas emborrachadas feitas em parceria com a Michelin. Em 25 de novembro de 1891 o primeiro carro importado chegou ao Brasil, foi adquirido pelo jovem inventor do avião, Alberto Santos Dumont, que mais tarde seria conhecido como o "Pai da Aviação" no Brasil. O carro era um reluzente Peugeot com motor Daimler a gasolina, de 3,5 cavalos-vapor e dois cilindros em V, conhecido pelos franceses como voiturette por ser muito parecida com uma charrete. Seu proprietário o comprara por 6 200 francos, em Valentigney, cidade perto de Paris, e o trouxe diretamente para Santos. Mais tarde, o veículo foi levado a São Paulo, permanecendo na residência de Santos Dumont. Esse Peugeot foi o primeiro carro a chegar no Brasil, asseguram os historiadores. No entanto, a chegada oficial acontece em 1992. A marca também é proprietária do clube francês Football Club Sochaux-Montbéliard da cidade de Sochaux, construída para abrigar uma fábrica da marca e os funcionários, porém o clube joga em Montbéliard, apesar de ter sido fundado em Sochaux. Foi o primeiro clube profissional a ser fundado na França em 1928 e que permaneceu até 2012 como o clube que jogou mais temporadas na elite profissional francesa.

Símbolo[editar | editar código-fonte]

Por volta de 1850, a marca teve a necessidade de distinguir as diferentes ferramentas que fabricava, e por isso registou três logotipos distintos: uma mão (para os produtos de 3ª categoria), uma lua crescente (2ª categoria) e um leão (1ª categoria), apenas o leão sobreviveu com o passar do tempo. A marca do leão foi registrada em 1858 pelos irmãos Peugeot (Jules e Emile) e feita pelo artesão Julien Blazer, para representar força, resistência e dinamismo.

Desde então, o logotipo associado à Peugeot foi evoluindo sempre a partir da imagem de um leão. Até 2002, foram sete as modificações feitas ao emblema, cada uma delas feita a pensar num maior impacto visual, solidez e flexibilidade de aplicação. Em janeiro de 2010, por ocasião do 200º aniversário da marca, a Peugeot anunciou a sua nova identidade visual. Criado pela equipe de designers da marca, o felino francês ganhou contornos mais minimalistas mas ao mesmo tempo dinâmicos, além de apresentar um aspecto metalizado e modernista. O leão libertou-se igualmente do fundo azul para, segundo a marca, “exprimir melhor a sua força”. O primeiro veículo a ostentar o novo logotipo da marca foi o Peugeot RCZ, lançado no mercado europeu no primeiro semestre de 2010. Foi, sem dúvida, a celebração de um bicentenário projetado para o futuro.

Com o lançamento de uma gama inaugurada pelo novo Peugeot 308 na Europa e com o nascimento da STELLANTIS, em 25 de fevereiro de 2021 foi anunciado seu novo logotipo, que é, segundo a própria marca: "um emblema que transmite identidade, atemporal, universal e multicultural. Um sinal distintivo, um símbolo de pertencimento, de reconhecimento. Sinônimo de prestígio, segurança, longevidade e linhagem. Com ele e seu novo universo gráfico, a PEUGEOT conjuga elementos históricos com a modernidade."[4]

Apesar de todas as modificações ao emblema, o significado do leão manteve-se inalterado ao longo do tempo, continuando assim a desempenhar na perfeição o seu papel como símbolo da “qualidade superior da marca” e também como forma de homenagear a cidade francesa de Lyon (França).[5]

Fusão com a Citroën[editar | editar código-fonte]

A Citroën estava em apuros, pois desenvolveu modelos muito ambiciosos para seus recursos financeiros. Em 1974 a Peugeot comprou 30% da Citroën e em 1975 concretizou a compra do controle acionário.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Peugeot 308 (2013), Carro do Ano na Europa 2014, em Espanha e na Italia
Peugeot 208 (2012), Carro do Ano 2013 em Espanha e na Italia
Peugeot 2008 (2013), Carro do Ano 2014 na Italia. Peugeot 2008, produzido na fábrica da PSA em Porto Real, Brasil.[6]

Carro do Ano na Europa[editar | editar código-fonte]

Seis modelos tem também uma segunda ou terceira classificação.

Carro do Ano em Espanha[editar | editar código-fonte]

Carro do Ano na Italia 'Auto Europa'[editar | editar código-fonte]

Carro do Ano na Irlanda[editar | editar código-fonte]

Peugeot no desporto motorizado[editar | editar código-fonte]

Marcus Grönholm e Peugeot 307, correspondente à categoria principal, A8
Peugeot 908 HDi FAP : Peugeot ganhou 2 vezes o Campeonato Mundial de Resistência (1992, 1993) e 2 Intercontinental Le Mans Cup (2010, 2011).

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

500 Milhas de Indianápolis[editar | editar código-fonte]

  • 1913 - Jules Goux - Vitória
  • 1916 - Dario Resta - Vitória

World Rally Championship WRC[editar | editar código-fonte]

  • 1985 - Peugeot 205 Turbo 16 - Ganha campeonato (Pilotos e Carros)
  • 1986 - Peugeot 205 Turbo 16 - Ganha campeonato (Pilotos e Carros)
  • 2000 - Peugeot 206 WRC - Ganha o campeonato (Pilotos e Carros)
  • 2001 - Peugeot 206 WRC - Ganha o campeonato (Somente Carros)
  • 2002 - Peugeot 206 WRC - Ganha o campeonato (Pilotos e Carros)

Paris Dakar[editar | editar código-fonte]

  • 1987 - Peugeot 205 Turbo 16 - Vitória
  • 1988 - Peugeot 405 Turbo 16 - Vitória
  • 1989 - Peugeot 405 Turbo 16 - Vitória
  • 1990 - Peugeot 405 Turbo 16 - Vitória
  • 2016 - Peugeot 2008 DKR 16 - Vitória

World Sports Car Championship[editar | editar código-fonte]

  • 1991 - Peugeot 905 V10
  • 1992 - Peugeot 905 V10 - Ganha o Campeonato
  • 1993 - Peugeot 905 V10 - Ganha o Campeonato

Pikes Peak Internation Hill Climb[editar | editar código-fonte]

  • 1988 - Peugeot 405 T16 - Vitória, bate o record mundial (Ari Vatanen)
  • 1989 - Peugeot 405 T16 - Vitória
  • 2013 - Peugeot 208 T16 - Vitória, bate o record mundial com o tempo de 8m13.878s (Sébastien Loeb)

Modelos[editar | editar código-fonte]

O modelo Peugeot 206 CC.
Peugeot 508 SW
Peugeot 5008 II

1889-1944[editar | editar código-fonte]

Tipos 1 a 9[editar | editar código-fonte]

Tipos 10 a 19[editar | editar código-fonte]

Tipos 20 a 29[editar | editar código-fonte]

Tipos 30 a 39[editar | editar código-fonte]

Tipos 42 a 49/50[editar | editar código-fonte]

Tipos 54 a 58[editar | editar código-fonte]

Tipos 61 a 69[editar | editar código-fonte]

Lion-Peugeot[editar | editar código-fonte]

Tipos 71 a 78[editar | editar código-fonte]

Tipos 80 a 88[editar | editar código-fonte]

Tipos 90 a 99[editar | editar código-fonte]

Tipos 101 a 108[editar | editar código-fonte]

Tipos 112 a 118[editar | editar código-fonte]

Tipos 120 à 129[editar | editar código-fonte]

Tipos 133 à 139[editar | editar código-fonte]

Tipos 141 a 147/50[editar | editar código-fonte]

Tipos 153 a 159[editar | editar código-fonte]

Tipos 161 a 163[editar | editar código-fonte]

Tipos 172 a 177[editar | editar código-fonte]

Tipos 181 a 190[editar | editar código-fonte]

201 (1929) a 601 (1935)[editar | editar código-fonte]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Anos 1990[editar | editar código-fonte]

Anos 2000[editar | editar código-fonte]

Anos 2010[editar | editar código-fonte]

  • Hoggar (2010-2014)
  • 408 (2011-Presente)
  • 3008 (2011-Presente)
  • RCZ (2011-Presente)
  • 308 (2012-Presente)
  • 508 (2012-2014)
  • 208 (2013-Presente)
  • 2008 (2015-Presente)
  • Expert (2017-Presente)

[9]

Carros conceito[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Peugeot