Phantasy Star generation:1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Phantasy Star generation:1
Desenvolvedora(s) SEGA
Publicadora(s) SEGA
Distribuidora(s) SEGA
Plataforma(s) PlayStation 2
Lançamento
Gênero(s) RPG
Modos de jogo Single Player

Phantasy Star generation:1 (ファンタシースター generation:1 Fantashī Sutā generation:1?) é um jogo de |RPG lançado em 2003 para o PlayStation 2 e é um remake do jogo Phantasy Star, lançado originalmente para o Sega Master System em 1987. É o volume 1 da série Sega Ages 2500.

Originalmente previsto para ser lançado nos Estados Unidos e na Europa pela Conspiracy Games, foi posteriormente anunciado como parte de uma trilogia intitulada "Phantasy Star Trilogy"[1], uma compilação de remakes de Phantasy Star, Phantasy Star II e Phantasy Star IV. O futuro da compilação é incerto, já que a Sega recuperou os direitos de publicação para os Estados Unidos e para a Europa. A Sega atualmente não tem planos de publicar este ou qualquer outro remake de Phantasy Star fora do Japão[2][3], e com a Sega do Japão tendo aparentemente abandonado seus planos para um remake de um Phantasy Star IV em favor de uma compilação apresentando a iteração dos quatro jogos Phantasy Star da série original, parece que este jogo permanecerá restrito ao mercado japonês.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Phantasy Star generation:1 tem novos gráficos, músicas remixadas da trilha sonora do jogo original e trouxe novos diálogos, com conversas entre personagens, enriquecendo o enredo.

Algo novo neste jogo foram atributos como a opção Consulta (相談 Sōdan?), que permite aos membros do grupo conversarem entre si e ajudar o jogador a determinar qual a sua próxima ação a ser tomada; o item Atlas (アトラス Atorasu?), que é um mapa de labirintos que tem a duração de 100 passos, é uma diferença relevante em relação ao jogo original, já que o mesmo não possuia mapas e obrigava aos jogadores desenharem em um papel seus próprios mapas caso quisessem localizar-se. Próximo ao fim do jogo, após derrotar Lassic, o jogador pode comprar um item chamado Soundtrack (サウンドトラック Saundotorakku?), permitindo ao jogador ouvir a trilha sonora do jogo. Finalmente, após completar o jogo, é permitido ao jogador criar um "arquivo do sistema" para salvar o jogo, desbloqueando assim um bônus em Phantasy Star generation:2.

História[editar | editar código-fonte]

Assim como em Phantasy Star, Phantasy Star generation:1 tem como enredo as aventuras de Alis Landeel buscando vingar a morte de seu irmão Nero, que foi morto por Robotcops do Rei Lassic. Para ajudar em sua aventura, Alisa tem como companheiros: Tylon, Myau e Lutz.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Durante os estágios iniciais de seu desenvolvimento, o jogo trazia personagens e monstros super deformed, mas isso depois foi alterado para um estilo mais consistente com a série original.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «IGN: SEGA Ages Compilations in U.S.» (em inglês). IGN.com. Consultado em 9 de setembro de 2009 
  2. «IGN: Phantasy Star Trilogy» (em inglês). IGN.com. Consultado em 9 de setembro de 2009. É possível ver no site que o lançamento do jogo foi cancelado: 'Release Date: Canceled'. 
  3. «Sega Ages: Phantasy Star Trilogy for PlayStation 2 - Technical Information, Game Information, Technical Support - Gamespot» (em inglês). Gamespot. Consultado em 9 de setembro de 2009. É possível ver no site que o lançamento do jogo foi cancelado: 'Release Date: Canceled'. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.