Philip Agee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Philip Burnett Franklin Agee (19 de Julho de 1935, 7 de Janeiro de 2008)[1] foi um agente da Agência Central de Inteligência- (CIA), que durante suas atividades ocupou diversos cargos na América Latina incluindo cargos no Equador, Uruguai e México.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Após se demitir da CIA, Agee ficou conhecido pela publicação , em 1975, do livro "Inside the Company: CIA Diary",[2] no qual descreveu em detalhes e com documentação, o envolvimento da CIA com empresas americanas bem como o papel da agência de inteligência norte-americana em vários assassinatos, golpes de estado e atividades ilegais na America do Sul e América Central. Contudo, enquanto Agee escrevia "Inside the Company: CIA Diary" ele manteve contato com a KGB por meio de Edgar Anatolyevich Cheporov, correspondente em Londres da Novosti News Agency.[3] Agee foi acusado por um desertor do serviço de inteligência cubano de receber 1 milhão de dólares do governo castrista, conforme reportagem do Los Angeles Times em 1992[4]

Philip Agee foi contemporâneo de Dan Mitrione na América do Sul.[5] e revelou a identidade de diversos agentes americanos operando no exterior, entre eles a de Manoel Pio Corrêa, diplomata brasileiro e agente da CIA que, em 1966, idealizou a criação do Centro de Informações do Exterior (CIEX do Itamaraty).[6]

Ele foi duramente perseguido pelo governo Americano e teve seu passaporte cancelado tendo sido expulso da Inglaterra onde procurou proteção durante a após a publicação do livro. Na dedicatória de seu livro, escreveu: "Para Angela Camargo Seixas e seus companheiros na América Latina que lutam por justiça social, dignidade nacional e paz." Agge dedicou-se a denuciar as atividades ilegais da CIA contra regimes democráticos não submissos aos interesses americanos, porém faleceu em 7 de Janeiro de 2008, em Cuba, onde firmou residência após as perseguições que lhe foram imputadas pelo governo americano devido a publicação de seu livro.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

(Em Ingles)

  • Agee, Philip (1975). Inside the Company: CIA Diary. [S.l.]: Penguin. ISBN 0-14-004007-2 
  • Agee, Philip; Louis Wolf (Editor) (1978). Dirty Work: The CIA in Western Europe. [S.l.]: Lyle Stuart. ISBN 0-88029-132-X. ASIN B000I8NARO 
  • Agee, Philip; Louis Wolf (Editor) (1979). Dirty Work 2: The CIA in Africa. [S.l.]: Lyle Stuart. ISBN 0-81840-294-6 
  • Agee, Philip (1987). On the Run. [S.l.]: L. Stuart. ISBN 0-8184-0419-1 
  • Agee, Philip (1982). White Paper Whitewash. [S.l.]: Deep Cover Books. ISBN 0-940380-00-5 

Ver também[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. Will Weissert, "Ex-CIA Agent Philip Agee Dead in Cuba" (em Portugues:Ex Agente da CIA Philip Agee Morre em Cuba), Associated Press (sfgate.com), 9 de Janeiro de 2008.
  2. Agee, Philip (1975). Inside The Company: CIA Diary. [S.l.: s.n.] ISBN 0-14-004007-2  Parâmetro desconhecido |editorr= ignorado (|editora=) sugerido (ajuda)
  3. Andrew, Christopher; Vasili Mitrokhin (2000). The Sword and the Shield: The Mitrokhin Archive and the Secret History of the KGB. Basic Books. ISBN 0-465-00312-5. p. 231
  4. http://web.archive.org/web/20080317151632/http://archives.cnn.com/2000/US/06/25/cuba.tourism/
  5. A.J. Langguth, Hidden Terrors, Pantheon Books, 1978, pag 55-58. ISBN 0394738020.
  6. Agee, Philip (1975). Inside The Company: CIA Diary. [S.l.: s.n.] ISBN 0-14-004007-2  Parâmetro desconhecido |editorr= ignorado (|editora=) sugerido (ajuda)