Philip B. Meggs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Philip Baxter Meggs (Florence, 30 de maio de 1942 — Richmond, 24 de novembro de 2002)[1] foi designer gráfico norte-americano, professor, historiador e autor de livros sobre design gráfico.

Talvez o historiador de design mais importante desde Nikolaus Pevsner (1902-1983), mas que, ao contrário de Pevsner, publicou uma história do design gráfico que ia além do século XIX e século XX. Para ele o design gráfico sempre acompanhou a humanidade, como ele mesmo escreveu: "Desde a pré-história, as pessoas tem procurado maneiras de representar visualmente idéias e conceitos, aguardar conhecimento graficamente, e dar ordem e clareza à informação". Atualmente A History of Graphic Design é leitura obrigatória na maioria dos cursos de design.

Um dos primeiros educadores a criar um currículo de história do design gráfico que não dependia exclusivamente da estrutura tradicional da história da arte. Meggs acreditava que um designer gráfico deveria tentar adquirir uma compreensão adequada do passado e sua relação com o presente.

Bibliografia selecionada[editar | editar código-fonte]

  • 1983 A History of Graphic Design. (1° edição)
  • 1992 Type and Image : The Language of Graphic Design.
  • 1993 Typographic Design: Form and Communication. por Philip B. Meggs e Rob Carter
  • 2004 Historia del Diseno Grafico. ed. McGraw-Hill.
  • 2005 Meggs' History of Graphic Design. Ed. Wiley, .(4° edição) Revisado por Alston W. Purvis

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Heller, Steven (1 de dezembro de 2002). "Philip B. Meggs, 60, Educator And Historian of Graphic Design" (em inglês). The New York Times. Consult. 30 de dezembro de 2015.