Philip Zimbardo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Philip Zimbardo
'
Nascimento 23 de março de 1933
Nova Iorque
Cidadania Estados Unidos
Cônjuge Christina Maslach
Alma mater
Ocupação sociopsicológico, professor universitário, escritor de não ficção, psicólogo,
Prêmios
  • Prêmio Carl Sagan de Entendimento Público da Ciência (2002)
  • Prêmio IgNobel (2003)
  • Prêmio Kurt Lewin (2015)
  • Medalha Wilbur Cross (2004)
  • The VIZE 97 Prize (2005)
Empregador Universidade de Nova Iorque, Universidade Stanford
Obras destacadas Experimento de aprisionamento de Stanford
Página oficial
http://www.zimbardo.com/

Philip George Zimbardo (Nova Iorque, 23 de março de 1933) é um psicólogo e professor emérito da Universidade de Stanford. Em 2003, recebeu o Prêmio IgNobel de psicologia pela sua tese em que descrevia os políticos como Uniquely Simple Personalities. Em 2005, recebeu o Havel Foundation Prize pela sua vida de pesquisas sobre a condição humana.

Atualmente, encontra-se trabalhando na cronologia da Experimento do aprisionamento de Standford e sua relação com os abusos na prisão de Abu Ghraib e outras formas de vilanias. Em 2007, lançou o livro O Efeito Lúcifer: Entendendo como pessoas boas se tornam diabólicas (The Luficer Effect: Understanding How Good People Turn Evil).

Foi presidente da Western Psychological Association em duas ocasiões, presidente da American Psychological Association, e escolhido Chair do Council of Scientific Society Presidents (CSSP).