Philippe Coutinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Philippe Coutinho
Philippe Coutinho
Philippe Coutinho em 2015
Informações pessoais
Nome completo Philippe Coutinho Correia
Data de nasc. 12 de junho de 1992 (25 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,71 m
Destro
Apelido The Little Magician (Pequeno Mágico), O Mago
Informações profissionais
Clube atual Liverpool
Número 10
Posição Meia e ponta-esquerda[1]
Site oficial philipecoutinho.com
Clubes de juventude
1999–2008 Vasco da Gama
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2009–2010
2010–2013
2012
2013–
Vasco da Gama
Internazionale
Espanyol (emp.)
Liverpool
00043 0000(5)
00047 0000(5)
00016 0000(5)
00195 000(51)
Seleção nacional3
2009
2011–2012
2010–
Brasil Sub-17
Brasil Sub-20
Brasil
00005 0000(3)
00007 0000(3)
00032 0000(8)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 6 de dezembro de 2017.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 14 de novembro de 2017.

Philippe Coutinho Correia (Rio de Janeiro, 12 de junho de 1992)[2] é um futebolista brasileiro que atua como meia e ponta-esquerda. Atualmente defende o Liverpool.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Philippe chegou às categorias de base do Vasco da Gama ainda na infância. Em 2008, chamou a atenção de olheiros da Internazionale da Itália, que o contratou por 4 milhões de euros, ainda antes dele tornar-se profissional. Por conta das regras da FIFA que não permitem transferências internacionais de atletas menores de dezoito anos, permaneceu no Vasco até 2010.

Foi promovido ao time principal do Vasco da Gama no primeiro semestre de 2009 e atuou em doze partidas na conquista da Série B, ajudando o clube cruzmaltino em seu retorno à Série A.

No ano de 2010, Philippe formou dupla de ataque ao lado do experiente Dodô. Seus primeiros gols como profissional foram na goleada de 6-0 contra o Botafogo, na qual Philippe marcou dois gols, tornando-se titular absoluto da equipe. Em 27 de maio, marcou seu primeiro gol no Brasileirão do mesmo ano, na vitória por 3-2 sobre o Internacional. Em 6 de junho, Coutinho disputou sua última partida pelo Vasco da Gama, contra o Santos.[3]

Em 43 jogos pelo clube, fez 5 gols e deu 9 assistências em jogos de Campeonato Estadual, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil.

Internazionale[editar | editar código-fonte]

Coutinho no treinamento pela Internazionale

.

Foi apresentado oficialmente pela Internazionale em 19 de julho de 2010, sendo integrado ao elenco principal da equipe para a temporada 2010-11.

Sua estreia oficial pela Inter ocorreu em 27 de agosto de 2010, contra o Atlético de Madrid pela UEFA Super Cup. A Inter, que havia vencido a UEFA Champions League na temporada anterior, acabou derrotada pelo Atlético por 2-0. Após isto, passou a atuar regularmente em partidas da Serie A, sob o comando de Rafa Benítez. Após a demissão deste, e a chegada de Leonardo, Philippe passou a ter ainda mais chances na equipe titular, e destacou-se na partida contra o Bayern de Munique, pelas oitavas-de-final da UEFA Champions League 2010-11, onde os Nerazzurri reverteram a derrota por 1-0 no jogo de ida e avançaram às quartas com uma vitória por 3-2, pela regra do gol fora de casa. Em 8 de maio de 2011, marcou seu primeiro gol pela Inter, na vitória por 3-1 sobre a Fiorentina em casa.

Espanyol[editar | editar código-fonte]

Em 30 de Janeiro de 2012, foi anunciado o seu empréstimo ao Espanyol, da Espanha.[4] Estreou em 4 de fevereiro de 2012, em um empate por 3-3 contra o Athletic Bilbao. Em 11 de março de 2012, marcou seu primeiro gol pelo clube catalão aos 9 minutos do primeiro tempo na vitória por 5-1 contra o Rayo Vallecano. Ele marcou o segundo aos 21 minutos do primeiro tempo.[5] Ele marcou mais um gol contra o Racing Santander. E fez mais um gol em um chute colocado de falta contra o Málaga. Pelo clube Espanhol demonstrou grande forma e foi cobiçado pelos grandes da Espanha após ser eleito a revelação do Campeonato.

Marcou 5 gols e teve 1 assistência em 16 jogos pelo Espanyol.

Retorno à Internazionale[editar | editar código-fonte]

Ao fim do seu contrato de empréstimo, em julho do mesmo ano, retornou à equipe de Milão, agora recebendo a camisa 7. Apesar da boa e curta passagem por empréstimo na Espanha, Coutinho não foi bem em seu retorno a Itália, sendo negociado no ano seguinte com o Liverpool.

Em 47 jogos pela Internazionale de Milão, fez 5 gols e deu 4 assistências

Liverpool[editar | editar código-fonte]

Marc Wilson e Coutinho

Em 26 de janeiro de 2013,[6] foi acertada sua venda para o Liverpool, da Inglaterra, por 8,5 milhões de libras, condicionada a aprovação em exame médico e a obtenção de autorização para trabalhar em terras inglesas.[7] O Southampton também havia demonstrado interesse em Coutinho, que havia sido treinado pelo então treinador do Southampton, Mauricio Pochettino, no Espanyol, porém Coutinho optou por se juntar ao Liverpool. Em 30 de janeiro, o Liverpool confirmou a contratação de Coutinho num contrato longo[8] após o sucesso de sua aplicação de trabalho junto ao governo inglês, recebendo a camisa 10.[9][10]

Coutinho estreou no novo clube em 11 de fevereiro, na derrota dos Reds por 2-0 diante do West Bromwich Albion.[11][12] E em sua segunda partida pelo Liverpool marcou seu primeiro gol contra o Swansea City em 17 de fevereiro.[13][14][15] Após o jogo foi elogiado pelo técnico.[16] E teve uma boa atuação no jogo contra o Wigan na vitória por 4-0 no dia 2 de março. Fez seu segundo gol pelo Liverpool na derrota para o Southampton por 3-1 dia 16 de março.[17] Ganhou o prêmio de melhor jogador do Liverpool de março, superando Luis Suárez atual ganhador do prêmio.[18][19] Deu dois passes para gol na vitória sobre o Fulham por 3-1 em 12 de maio de 2013, passes para Sturridge que marcou um hat-trick.[20]

Terminou sua primeira temporada pelo Liverpool com 6 gols e 8 assistências em 32 partidas.

Em 8 de abril de 2017, Coutinho tornou-se o brasileiro com maior número de gols na história da Premier League, depois de ter marcado na vitória do Liverpool, por 2-1, sobre o Stoke City. O brasileiro, camisa 10 dos Reds, superou Juninho Paulista, após marcar seu 30º gol na Liga Inglesa. O ex-jogador teve passagem pelo Middlesbrough, no começo dos anos 2000, e fez 29.[21]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Sub-14 a Sub-16[editar | editar código-fonte]

Pelas categorias de base da Seleção Brasileira Philippe Coutinho ajudou o Brasil a conquistar o Torneio Internacional da Espanha na categoria sub-14. No ano seguinte, o bicampeonato do mesmo torneiro, desta vez pela seleção sub-15. E 2007 foi também o ano da conquista do título mais importante da carreira até então: o Sul-Americano sub-15. Em março 2008, ajudou o Brasil na conquista do Torneio Internacional da Espanha. E, em dezembro, foi campeão do Torneio Nike International Friendlies.[22]

Sub-17 e Sub-20[editar | editar código-fonte]

Atuou no Sub-17, onde fez parte do elenco campeão do Sul-Americano da categoria, em 2009. Philippe marcou três gols no torneio, incluindo um gol na final contra a Argentina. Ainda pelo Sub-17 e neste mesmo ano, disputou o Campeonato Mundial de Futebol Sub-17 de 2009, onde o Brasil terminou eliminado ainda na primeira fase.

Em junho de 2011, o técnico Ney Franco convocou Coutinho para sua lista da Copa do Mundo Sub-20, que foi realizado nos meses de julho e agosto daquele ano, na Colômbia. Philippe recebeu a camisa 10 e marcou seu primeiro gol no segundo jogo do torneio, contra a Áustria.

Seleção principal[editar | editar código-fonte]

Na seleção principal, sua primeira convocação veio em agosto de 2010. Philippe Coutinho foi convocado pelo técnico Mano Menezes para um período de treinamentos na Europa, sem jogos oficiais. Sua estreia oficial veio em outubro do mesmo ano, num amistoso contra o Irã.[23]

Philippe foi convocado pelo técnico Dunga para amistosos contra Colômbia e Equador.[24] Integrou o elenco que disputou a Copa América Centenário em 2016.[25] onde Coutinho marcou um Hat-Trick e o Brasil acabou eliminado na primeira fase.

Após a saída de Dunga, Tite assumiu a seleção e Philippe Coutinho foi convocado para as eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, desde então tem feito parte do time titular.[26][27]

Estilo de jogo[editar | editar código-fonte]

Considerado como um típico camisa 10 brasileiro, Coutinho pode jogar como meia-atacante, segundo atacante ou pelas pontas - posição que favorece seus companheiros com suas assistências.[28]

Devido a sua agilidade, dribles e passes, foi comparado ao Messi e Ronaldinho por Mauricio Pochettino,[29] o qual constatou que o brasileiro ''possui mágica em seus pés''.[30] Seus companheiros de equipe, Lallana e Henderson o consideram promissor e capaz de alcançar o nível de grandes jogadores mundiais.[31][32]

Embora o pé direito seja seu preferido, Coutinho é ábil com ambos os pés[33] e é reconhecido por suas cobranças de falta e arremates de fora da área.[34]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Casou-se em uma cerimônia religiosa com Ainê no verão de 2012 no Brasil.[35] Ele possui tatuagens em várias partes de seu corpo representando sua família, dois irmãos e esposa. Seu ídolo no futebol é Ronaldinho.[36]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos e jogos e gols do futebolista pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base. Abaixo da tabela, clique em expandir para ver a lista detalhada dos jogos de acordo com a categoria selecionada.

Sub-17

Ano
Jogos Gols
2009 8 3
Total 8 3

Sub-20

Ano
Jogos Gols Assist.
2011 7 3 1
Total 7 3 1

Seleção principal

Ano
Jogos Gols Assist.
2010 1 0 0
2014 4 0 2
2015 7 1 0
2016 11 5 2
2017 9 2 0
Total 32 8 4

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama
Internazionale
Seleção Brasileira

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Philippe Coutinho avisa que se sente à vontade na função de Neymar». ESPN.com.br. 8 de outubro de 2016. Consultado em 29 de outubro de 2017 
  2. «Philippe Coutinho». Liverpool FC. Consultado em 2 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 29 de novembro de 2017 
  3. Nicola, Cecere (23 de julho de 2008). «Coutinho, 4 milioni per il Pato di Moratti». La Gazzeta dello Sport. Consultado em 2 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 2 de agosto de 2017 
  4. «Coutinho ja és jugador de l'Espanyol». Espanyol. Consultado em 30 de janeiro de 2012 [ligação inativa] 
  5. «5-1: Master piece». Espanyol. Consultado em 4 de fevereiro de 2012 [ligação inativa] 
  6. Smith, Ben (26 de janeiro de 2013). «Liverpool agree a deal for Inter Milan's Philippe Coutinho». BBC. Consultado em 2 de dezembro de 2017 
  7. Pearce, James (29 de janeiro de 2013). «Philippe Coutinho set for medical as he closes in on move for Liverpool FC». Liverpool Echo. Consultado em 3 de dezembro de 2017 
  8. «Reds confirm Coutinho deal». Liverpool FC. 30 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 3 de fevereiro de 2013 
  9. «New boy handed vacant No.10 shirt». Liverpool FC. 30 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 24 de maio de 2013 
  10. «Liverpool confirma Philippe Coutinho e dá camisa 10 ao brasileiro». Terra. 30 de janeiro de 2013. Consultado em 2 de dezembro de 2017 
  11. «Na estreia de Coutinho, Liverpool é derrotado em casa pelo West Bromwich». Consultado em 12 de Fevereiro de 2013 
  12. «Liverpool perde em casa na estreia de Philippe Coutinho». Consultado em 9 de Fevereiro de 2013 
  13. «Liverpool 5 vs 0 Swansea City - PREMIER LEAGUE». Consultado em 17 de Fevereiro de 2013 
  14. «Titular, Coutinho marca primeiro gol pelo Liverpool em baile no Swansea». Consultado em 18 de Fevereiro de 2013] 
  15. «Após ver Coutinho marcar, treinador diz: 'Tenho grandes expectativas nele'». Consultado em 19 de Fevereiro de 2013 
  16. «Técnico do Liverpool se derrete em elogios a Philippe Coutinho». Consultado em 20 de Fevereiro de 2013 
  17. «Inglês: Arsenal vence Swansea; Liverpool perde para o Southampton». Consultado em 16 de Março de 2013 
  18. «Philippe Coutinho supera Luis Suárez e é eleito o melhor de março no Liverpool» 🔗. Consultado em 10 de Abril de 2013 
  19. «Técnico do Liverpool pede renovação de Gerrard: "Continua em forma"». Consultado em 26 de Janeiro de 2013 
  20. «Coutinho e Sturridge brilham na vitória do Liverpool sobre o Fulham». Consultado em 12 de Maio de 2013 
  21. «Philippe Coutinho se torna o maior artilheiro brasileiro da história da Premier League». Goal.com. 8 de abril de 2017. Consultado em 9 de abril de 2017 
  22. «Biografia «  Philipe Coutinho – Site Oficial». www.philipecoutinho.com. Consultado em 29 de setembro de 2016 
  23. «IRAN VS BRAZIL 0 - 3 Match Info». Consultado em 7 de Outubro de 2010 
  24. «Dunga convoca dupla do Cruzeiro e mantém 10 jogadores da Copa-2014». GloboEsporte.com. Consultado em 18 de agosto de 2014 
  25. «Dunga convoca Seleção para a Copa América com 7 jogadores olímpicos». Globoesporte. 5 de maio de 2016 
  26. «Tite testa Seleção Brasileira com quatro mudanças no time titular». ZH 2014 
  27. «Coutinho se enche de confiança, mas evita comodismo na Seleção - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 4 de abril de 2017 
  28. «The Kid». Echeion (em italiano) 
  29. «Careca sponsorizza Milito e... Coutinho: "Ricorda Zico"» 
  30. «Philippe Coutinho similar to Lionel Messi, says Mauricio Pochettino». BBC Sport (em inglês). 15 de março de 2013 
  31. «Coutinho the 'little magician' can take Liverpool a long way, says Lallana». ESPNFC.com 
  32. «Liverpool's Coutinho can reach Messi, Suarez, Ronaldo level - Henderson». ESPNFC.com 
  33. «Europe's rising stars». The Independent (em inglês). 22 de outubro de 2010 
  34. S, Jamie; Metro.co.uk, erson for (1 de março de 2015). «Watch Liverpool's Coutinho score another FIFA 15 'Finesse Shot' goal». Metro. Consultado em 17 de junho de 2017 
  35. CNN, Melissa Reddy, for. «Philippe Coutinho: The secret life of 'O Mágico'». CNN. Consultado em 17 de junho de 2017 
  36. «Tottenham Hotspur v Liverpool: Brazilian midfielder Philippe Coutinho inspired by hero Ronaldinho». Telegraph.co.uk (em inglês) 
  37. «Benitez names squad for Italian Super Cup» (em inglês). Sítio oficial F.C. Internazionale Milano. 20 de agosto de 2010 
  38. Philippe Coutinho comemora escolha para seleção carioca: 'Representa muito'
  39. Shaw, Chris (19 de Maio de 2015). «Phil wins four prizes at Players' Awards». Liverpool F.C. Consultado em 2 de Agosto de 2015 
  40. «Coutinho domina 'noite de gala' do Liverpool e leva quatro prêmios individuais». Fox Sports. 12 de Maio de 2016. Consultado em 22 de Maio de 2016 
  41. «Mariano, Coutinho e Marlos integram a seleção da Europa League». Fox Sports. 20 de Maio de 2016. Consultado em 22 de Maio de 2016 
  42. «The 100 best footballers in the world 2016 – interactive» (em inglês). The Guardian 
  43. «Philippe Coutinho» (em espanhol). Marca 
  44. Baillif, Dominique (31 de dezembro de 2016). «Philippe Coutinho ganha o Samba de Ouro 2016». Sambafoot. Consultado em 1 de janeiro de 2017 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Philippe Coutinho