Pia Maria Raniera de Orléans e Bragança

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pia Maria
Princesa Imperial do Brasil
Princesa de Orleães e Bragança
Condessa de Nicolay
Princesa Imperial do Brasil
Período 8 de Agosto de 1931 - 6 de Junho de 1938
Antecessor(a) Dom Luís Gastão
Sucessor(a) Dom Luiz
 
Cônjuge René Jean Marie Nicholas de Nicolay, conde de Nicolay
Descendência Louis-Jean de Nicolaÿ
Roberto Maria de Nicolaÿ
Casa Orleães e Bragança
Nome completo
Pia Maria Raniera Isabela Antonieta Vitória Teresa Amélia Gerarda Raimunda Ana Miguela Rafaela Gabriela Gonzaga de Orléans e Bragança e Bourbon
Nascimento 4 de março de 1913
  Boulogne-Billancourt, França
Morte 24 de outubro de 2000 (87 anos)
  Sarthe, França
Pai Luís de Orléans e Bragança
Mãe Maria Pia de Bourbon
Religião Catolicismo

Pia Maria de Orléans e Bragança e Bourbon (Boulogne-Billancourt, 4 de março de 1913 – Castelo Le Lude, 24 de outubro de 2000), Princesa Imperial do Brasil e Princesa de Orléans e Bragança.

Filha de Luís de Orléans e Bragança, príncipe imperial do Brasil, e de Maria Pia de Bourbon, princesa de Bourbon-Duas Sicílias. Era irmã de Pedro Henrique de Orléans e Bragança, príncipe do Grão-Pará, e de Luís Gastão Antônio Maria Filipe de Orléans e Bragança.

Princesa imperial do Brasil[editar | editar código-fonte]

Com a morte prematura do pai, Luís de Orléans e Bragança, em 1920, e, no ano seguinte, a morte da avó, a princesa Isabel do Brasil, em 1921, o irmão mais velho de Pia Maria, Pedro Henrique, foi alçado, seguidamente, aos títulos de príncipe do Grão-Pará, em 1909, príncipe imperial do Brasil, em 1920, e chefe da casa imperial do Brasil, em 1921. À altura deste último título, Pedro Henrique ainda não tinha filhos, o que fez de Luís Gastão Antônio Maria Filipe de Orléans e Bragança, irmão de Pedro Henrique e Pia Maria, príncipe imperial. Luís Gastão Antônio, todavia, morreu precocemente dez anos depois, aos vinte anos, em 1931, fazendo de Pia Maria, pelo breve período de sete anos, a princesa imperial do Brasil, figurando-se segunda na linha de sucessão ao trono brasileiro.

Tal situação mudou-se em 1938, quando nasce o primogênito de Pedro Henrique, Luís Gastão de Orléans e Bragança. Pia Maria volta, então, à condição de princesa do Brasil, terceira na linha sucessória, situação que conservaria mesmo mediante casamento desigual, com o conde de Nicolay, por ter sido essa uma união morganática. A situação "provisória" de princesa imperial a que Pia Maria foi submetida, é similar àquela de sua tia-bisavó, Januária Maria de Bragança, que foi a princesa imperial do Brasil de 1836 a 1845, quando nasceu o primogênito do imperador Pedro II, Afonso Pedro.

Ela faleceu no Castelo de Le Lude, em 24 de outubro de 2000.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Os príncipes imperiais do Brasil e de Orleans e Bragança, D. Luís Felipe e D. Maria Pia de Bourbon

Casou-se em Paris, em 12 de agosto de 1948, com René Jean Marie Nicholas de Nicolay, conde de Nicolay (Castelo de Le Lude, França, 17 de janeiro de 1910 – Paris, França, 24 de novembro de 1954), filho de Aymard Marie Jean de Nicolay, marquês de Goussainville, e de sua esposa, a marquesa Yvonne Léonie Marie Anne Georgine. Eles tiveram dois filhos:

  1. Louis-Jean de Nicolaÿ, marquês de Goussainville (nascido Louis-Jean de Nicolay, Le Mans, França, 18 de setembro de 1949). Casou-se no Luxemburgo, em 23 de agosto de 1980, com Barbara Marie Anne d'Ursel de Bousies, filha do conde Michel Alfred Isabelle Marie d'Ursel de Bousies. Eles tiveram dois filhos e duas filhas. É senador pela Sarthe, departamento da França.
  2. Roberto Maria Pio Benoit de Nicolaÿ (nascido Robert Marie Pie Benoit de Nicolay, Neuilly-sur-Seine, França, 17 de fevereiro de 1952). Exerceu várias funções no governo da França, tendo chegado a ministro de Estado. Casou-se em Paris, em 5 de fevereiro de 1983, com Nathalie Laetitia Jeanne Yvonne Marie, princesa de Murat, filha do príncipe Napoléon Joachim Louis Maurice Murat. Eles tiveram dois filhos e três filhas.

Pia Maria conservou para si o título de princesa do Brasil, mesmo tendo contraído união desigual, por seu casamento ter sido morganático. Ressalta-se, contudo, que a prescedência brasileira, bem como a francesa – pelo principado de Orleães-Bragança –, não seriam, de qualquer forma, transmitidos a seus descendentes, por se tratar de princesa casada com estrangeiro.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Casa de Orléans e Bragança
Nascimento: 4 de março de 1913; Morte: 24 de outubro de 2000
Precedido por
Luís Gastão Antônio
COA Imperial Prince of Brazil.svg
Princesa Imperial do Brasil
19311938
Sucedido por
Luís Gastão de Orléans