Picãozinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Recife de Picãozinho em João Pessoa - PB.

Picãozinho é uma formação de recifes, que fica localizado a cerca de 1500 metros da praia de Tambaú no litoral de João Pessoa - PB.

Durante os períodos de baixa-mar uma grande porção do recife fica exposto.

O recife é um dos mais importantes pontos turísticos da cidade, sendo desde a década de 80 explorado turisticamente. Atualmente existem diversas embarcações que fazem o translado entre a praia de Tambaú e Picãozinho. Durante o trajeto, que dura cerca de 15 minutos, os turistas são instruídos a não andar sobre o recife.

Mergulho[editar | editar código-fonte]

Peixes recifais encontrados no recife de Picãozinho.

O recife é bastante procurado por apresentar águas claras e uma diversificada fauna e flora marinha. É possível alugar máscaras de mergulho nas embarcações. Durante o trajeto da praia de Tambaú até o recife de Picãozinho, pode-se avistar a barreira do Cabo Branco e a Estação Cabo Branco uma das mais importantes atrações da cidade, além das praias de Cabo Branco e Tambaú. Atualmente está vetada a oferta de alimento para atrair os peixes, em virtude dos prejuízos ao meio ambiente provocado por tal atividade[1][2][3]. Porém mesmo sem os alimentos é possível vê-los frequentemente.

A água é mais clara durante a estação seca, mas é possível mergulhar durante a maior parte do ano.

Durante os mergulhos é possível observar diversas espécies de peixes recifais, corais, algas, moluscos e outros invertebrados marinhos.

Interesse científico[editar | editar código-fonte]

Diversas pesquisas científicas sobre a fauna e flora marinha são conduzidas no recife de Picãozinho. Devido ao seu fácil acesso e condições de mergulho livre favoráveis, este pequeno recife apresenta boas condições para a realização de pesquisas científicas durante a maior parte do ano.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Nada se sabe acerca da origem de tal denominação um tanto pitoresca, apesar de várias teorias pseudo-etimológicas tidas como crendice popular de cunho sexual.

Referências

  1. Ilarri, M.I., Souza, A.T., Medeiros, P.R., Grempel, R.G. & Sampaio, C.L.S. 2007. Aquário natural ameaçado. Ciência Hoje, vol. 41, nº 243, 70-72.
  2. Ilarri, M.I., Souza, A.T., Medeiros, P.R., Grempel, R.G. & Rosa, I.L. 2008. Effects of tourist visitation and supplementary feeding on fish assemblage composition on a tropical reef in the Southwestern Atlantic. Neotropical Neotropical Ichthyology, 6(4), 651-656
  3. Medeiros, P.R., Grempel, R.G., Souza, A.T., Ilarri, M.I., Sampaio, C.L.S. 2007. Effects of recreational activities on the fish assemblage structure in a northeastern Brazilian reef. Pan-American Journal of Aquatic Science, 2(3), 288-300