Woody Woodpecker (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Pica-Pau (filme))
Woody Woodpecker
Pica-Pau (PRT)
Pica-Pau: O Filme (BRA)
Pôster promocional brasileiro
 Estados Unidos
2017 •  94 min 
Direção Alex Zamm
Produção Mike Elliot
Coprodução Greg Holstein
Alex Zamm
Produção executiva George Engel
Lisa Gooding
Gary Barber
Roger Birnbaum
Roteiro William Robertson
Alex Zamm
Baseado em Pica-Pau
de Walter Lantz
Elenco Eric Bauza
Timothy Omundson
Thaila Ayala
Graham Verchere
Scott McNeil
Adrian Glynn McMorran
Gênero comédia
Música Chris Hajian
Cinematografia Barry Donlevy
Edição Heath Ryan
Companhia(s) produtora(s) Universal 1440 Entertainment
Walter Lantz Productions
Universal Animation Studios

Spyglass Films

Distribuição Universal Pictures
Lançamento Brasil 5 de outubro de 2017
Estados Unidos 6 de fevereiro de 2018
Idioma inglês
Orçamento U$10 milhões
Receita U$ 21.184.660[1]

Woody Woodpecker (Brasil: Pica-Pau: O Filme /Portugal: Pica-Pau) é um filme de comédia e aventura norte-americano, baseado nas série de filmes de animação e no personagem de mesmo nome, criado por Walter Lantz & Ben Hardaway. O filme combina o uso de live-action e animação digital. O filme foi dirigido por Alex Zamm e escrito por Dave Krinsky e John Altschuler.[2] O filme é estrelado por Timothy Omundson, Graham Verchere, Jordana Largy e Thaila Ayala, e apresenta Eric Bauza como a voz de Pica-Pau. O enredo do filme segue Pica-Pau que retalia contra um advogado imobiliário depois de ter sua árvore cortada para impedir que uma casa de investimento seja construída em substituição de sua casa.

O filme foi lançado apenas nos cinemas do Brasil no dia 5 de outubro de 2017 e estreia no mês de fevereiro de 2018 em alguns países da América Latina. Na maior parte do mundo, o filme sairá diretamente em vídeo, começando pelos Estados Unidos no dia 6 de fevereiro de 2018.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Lance Walters (Timothy Omundson), um advogado imobiliário de uma grande empresa, acaba dando uma declaração contra qualquer defesa do meio ambiente. Com isso ele acaba sendo demitido, e tem como ideia construir uma casa num ambiente natural próximo à fronteira com o Canadá num terreno deixado por seu pai. Assim, Lance parte com sua noiva Vanessa (Thaila Ayala) para o terreno paradisíaco. O que ele não esperava é que Tommy, filho adolescente de Lance com sua ex-esposa Linda, também estará presente nessa viagem, assim como a pior surpresa: a presença do Pica-Pau (Eric Bauza), pássaro que mora justamente na floresta onde o empreendimento será construído. Enquanto Lance tenta, de todas as maneiras, construir sua casa à beira do rio, o protagonista, por sua vez, demonstra todo seu arsenal para infernizar a vida de Lance e Vanessa.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Eric Bauza como a voz do Pica-Pau, um pássaro da espécie dryocopus pileatus, hiperativo, raro e travesso.
  • Timothy Omundson como Lance Walters, um advogado de Seattle que é o ex-marido de Linda, o pai de Tommy e o namorado de Vanessa.[N 1]
  • Graham Verchere como Tommy Walters, o filho adolescente de Lance e o melhor amigo de Pica-Pau
  • Jordana Largy como Samantha "Guarda Sam" Barlett, a guarda florestal de Pine Grove.
  • Thaila Ayala como Vanessa, a fútil namorada de Lance.
  • Scott McNeil como Nate Grimes, um taxidermista e caçador furtivo que quer capturar, espalhar e leiloar o Pica-Pau.
  • Adrian Glynn McMorran como Ottis Grimes, o parceiro atrapalhado e irmão de Nate
  • Chelsea Miller como Jill Ferguson, uma baixista adolescente que se torna amiga de Tommy.
  • Jakob Davies como Lyle, um baterista que é amigo de Jill e se torna amigo de Tommy.
  • Sean Tyson como George, um construtor que dirige a construção da nova casa de Lance.
  • Patrick Lubczyk como Chris, um valentão que é o parceiro de John e ameaça Tommy.
  • Ty Consiglio como John, um valentão que também ameaça Tommy em uma parte do filme.
  • Emily Holmes como Linda Walters, ex-mulher de Lance e mãe de Tommy.
  • Karin Konoval como Barbara Krum, a recepcionista de Lance.

Produção[editar | editar código-fonte]

Em novembro de 2011,[4] a Universal Pictures informou que iria produzir um filme sobre o personagem Pica-Pau. Segundo a companhia, o filme seria produzido pela Illumination Entertainment.[5] Segundo a revista Variety o filme seria inteiramente de animação digital, usando os mesmos estilos realísticos de outros filmes feito pela mesma produtora.[4] A revista também anunciou que o roteiro seria escrito por John Altschuler e Dave Krinsky (King of the Hill).[6] mas em julho de 2013, a Illumination cancelou o projeto.[7] Em outubro de 2013, Bill Kopp anunciou que a Universal o contratou para dirigir um longa-metragem de animação com três histórias entrelaçadas.[8] Em 13 de julho de 2016, o Cartoon Brew informou que a Universal 1440 Entertainment estava filmando um filme híbrido de animação e live-action.. As filmagens começaram em junho de 2016 e terminaram mais tarde em julho daquele ano. As filmagens foram feitas em Squamish, Colúmbia Britânica, Canadá.[9]

Em dezembro de 2016, foi vinculado pelas redes sociais da Universal Pictures Brasil o primeiro teaser de Pica-Pau com dublagem em português,[10] um trailer da versão original em inglês estreou posteriormente nos Estados Unidos em 13 de dezembro de 2017.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O Brasil foi o primeiro país a receber o filme (sob o título de Pica-Pau: O Filme), nos cinemas, estreando em 5 de outubro de 2017. Na semana de estreia do filme, pessoas fantasiadas como o personagem estiveram no Brasil e visitou várias cidades como Brasília, Manaus, Olinda, Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo. O destaque da visita foi quando algumas cenas do episódio "Niagara Fools" foram reproduzidas nas Cataratas do Iguaçu.[11]

Home Media[editar | editar código-fonte]

Foi lançado nos Estados Unidos e no Canadá em DVD, na Netflix e Digital HD em 6 de fevereiro de 2018, e em Blu-ray em 4 de setembro de 2018.[12] O filme foi lançado diretamente em vídeo nos Estados Unidos e em todo o mundo naquele dia.[13] No Reino Unido, o filme foi distribuído pela distribuidora britânica de vídeos Dazzler Media, sob licença da Universal.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

No site do agregador de resenhas Rotten Tomatoes, o filme tem uma taxa de aprovação de 13% com base em 8 resenhas.[14] A Common Sense Media avaliou o filme com 1 de 5 estrelas, afirmando: "Vilões incrivelmente cruéis, uma história nada original, performances desajeitadas e confiança em peidos e arrotos são as luzes baixas deste esforço estranho para trazer de volta um pássaro de desenho animado envolvente."[15] Jodi Smith do site de entretenimento Pajiba deu uma crítica negativa ao filme, afirmando" Se eu fosse um supervilão e quisesse prejudicar todas as crianças do mundo, eu financiaria e lançaria um filme como Woody Woodpecker."[16] Por outro lado, Fernando Alvarez do jornal argentino Clarín referiu-se ao filme como" ... entretenimento eficaz para um público jovem ... "em uma crítica positiva.[17]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

No fim de semana de estréia, o filme atraiu 319 mil espectadores, o maior público do período, mesmo que o faturamento de R$ 4,6 milhões tenha sido apenas o segundo nas bilheterias brasileiras, atrás de Blade Runner 2049.[18] No segundo fim de semana, liderou a bilheteria.[19]

Websérie[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Woody Woodpecker (2018)

Uma websérie animada em Flash foi lançada no YouTube em 2018, com o diretor Alex Zamm atuando como o diretor da série na primeira temporada.[20]

Referências

  1. «'Woody Woodpecker (2017)' The Numbers» (em inglês). The Numbers. Consultado em 23 de dezembro de 2017 
  2. «Filme do 'Pica-Pau' entra em cartaz no Brasil com Thaila Ayala no elenco | Portal Atualizei». PortalAtualizei 
  3. 'Pica-Pau': filme americano com Thaila Ayala dublada em português chega aos cinemas... Só do Brasil
  4. a b «Woody Woodpecker | Longa-metragem de Pica-Pau será inteiramente em computação gráfica». Omelete 
  5. «O Pica Pau (Woody Woodpecker) vai chegar ao cinema em animação da Universal - C7nema» 
  6. «Woody Woodpecker Movie in Development at Universal, Illumination (Exclusive) | Hollywood Reporter». www.hollywoodreporter.com. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  7. Debruge, Peter; Debruge, Peter (17 de julho de 2013). «Illumination Chief Chris Meledandri Lines Up Originals for Universal». Variety (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2020 
  8. Beck, Jerry; Beck, Jerry (13 de outubro de 2013). «Bill Kopp Signed for Universal's "Woody Woodpecker"». IndieWire (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2020 
  9. Amidi, Amid (14 de julho de 2016). «Universal is Making A Live-Action/CG Woody Woodpecker Feature—For Brazilians». Cartoon Brew (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2020 
  10. AdoroCinema. «Primeiro vídeo de Pica-Pau mostra a brasileira Thaila Ayala». AdoroCinema 
  11. «Pica-Pau visita Cataratas do Iguaçu e relembra cena do desenho». GZH. 27 de setembro de 2017. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  12. «Woody Woodpecker». www.uphe.com (em inglês). 7 de dezembro de 2017. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  13. Milligan, Mercedes (5 de dezembro de 2016). «Universal Teases Hybrid Woody Woodpecker Film in Sao Paulo». Animation Magazine (em inglês). Consultado em 14 de novembro de 2020 
  14. Woody Woodpecker (2017) (em inglês), consultado em 14 de novembro de 2020 
  15. «Woody Woodpecker - Movie Review». www.commonsensemedia.org (em inglês). 8 de fevereiro de 2018. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  16. Smith, Jodi (14 de dezembro de 2017). «If You Love Your Children, Don't Show Them The 'Woody Woodpecker' Movie». Pajiba. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  17. «Crítica de 'El Pájaro Loco': Apenas ecos de una risa contagiosa». www.clarin.com (em espanhol). 31 de janeiro de 2018. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  18. 'Blade Runner 2049' lidera bilheteria, mas 'Pica-Pau' atrai mais público no Brasil
  19. 'Pica-Pau' assume 1º lugar em bilheteria no Brasil
  20. «Pica-Pau ganha novos episódios com aventuras até no Brasil | Não é Spoiler | Tribuna do Paraná». Não é Spoiler. 14 de dezembro de 2018. Consultado em 14 de novembro de 2020 

Ligacoes externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Erro de citação: Existem etiquetas <ref> para um grupo chamado "N", mas não foi encontrada nenhuma etiqueta <references group="N"/> correspondente