Picador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Imagem de um picador em uma tourada.

O picador (pronúncia espanhola: [pikaˈðor], pl. picadores) é, nas touradas, o encarregado de preparar o touro para a muleta, armado com uma lança de cerca de 2,60 metros de comprimento, a puya.[1] Assume a responsabilidade das touradas a cavalo em touradas a pé. Os picadores se vestem com um tecido de cor dourada como o toureiro, porque na antiga tourada desempenhou um papel de liderança.[2]

Nos séculos XVI e XVII, o picador, ou seu ancestral, o varilarguero, era o principal herói das touradas, e os mais esperados toureiros, sendo os toureiros a pé os seus ajudantes. Foi somente na segunda metade do século XVIII que ele começou a perder sua supremacia, especialmente sob a influência de Joaquín Rodríguez Costillares, para se tornar em meados do século XIX um subalterno do matador.[3]

Os sucessos de Costillares, considerados como um dos pais das touradas modernas, provocaram uma mudança radical na arte dos toureiros: até ele, o personagem principal ainda é o do picador; e depois, o importante são os jogos, e o assassinato é apenas o final do show. Após ele, o picador começa a perder sua aura, os jogos são apenas um "interlúdio", o assassinato se torna a finalização do espetáculo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Bérard, 2003, p. 757
  2. Casanova y Dupuy, 1981, p. 128
  3. Relatório técnico veterinário sobre as touradas: por que é inegável que o touro sofre, José Enrique Zaldívar, flac-anticorrida.org, 15 de outubro de 2010

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tourada
Ícone de esboço Este artigo sobre Cultura é um esboço relacionado ao Projeto Cultura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre esporte/desporto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.