Pier Francesco Mola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pier Francesco Mola
Nascimento 9 de fevereiro de 1612
Coldrerio
Morte 13 de maio de 1666 (54 anos)
Roma
Cidadania Suíça
Progenitores
  • Giovanni Battista Mola
Ocupação pintor, gravador
Obras destacadas Erminia and Valfrino Tending the Wounded Tancred After the Battle with Argante, Oriental Warrior, Descanso na Fuga para o Egito (Mola)
Movimento estético barroco

Pier Francesco Mola (16121666) foi um pintor italiano do Alto Barroco, que trabalhou principalmente em Roma.

Nasceu em Coldrerio (agora Ticino, Suíça).[1] Aos quatro anos se mudou para Roma com seu pai, Giovanni Battista, um pintor.[1] Excetuando os anos 1633–40 e 1641–47, quando morou em Veneza e Bolonha, respectivamente, Mola viveu o resto de sua vida em Roma.[1]

Seu primeiro aprendizado foi com o pintor maneirista Cavalier D'Arpino, e após, Francesco Albani.[1] Sua obra prima é um afresco na galeria do Papa Alexandre VII, na Galeria do Palácio do Quirinal. Foi eleito direitor da Academia de São Lucas, a associação de artistas profissionais de Roma, em 1662. Um de seus alunos foi Antonio Gherardi.

Com seu estilo mais naturalista e interesse na exploração de elementos de paisagem, Mola se rebelou contra o classissimo altamente teórico dos pintores romanos do século XVII, tais como Andrea Sacchi.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Ecstasy in the Wilderness: Pier Francesco Mola's "The Vision of Saint Bruno" , Dawson W. Carr, The J. Paul Getty Museum Journal, Vol. 19 (1991), 99.