Pierre Monteux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pierre Monteux em 1933

Pierre Monteux (4 de abril de 1875 - 1 de julho de 1964) foi um maestro nascido em Paris, França que era naturalizado estadunidense.

Vida e Carreira[editar | editar código-fonte]

Monteux estudou violino desde cedo, entrando no Concervatório de Paris aos nove anos de idade. Ele se tornou um ótimo violinista, bom o suficiente para ganhar o Prêmio do Conservatório em 1896 com Jacques Thinbaud. Em seu tempo livre ele também jogou no Folies Bergères. Mais tarde ele começou a estudar viola com Théophile Laforge e tocou no Geloso Quartet, um quarteto de cordas de Johannes Brahms, numa performance privada pelo compositor e na orquestra Opéra-Comique, tocando na secção das violas, na estreia da ópera Pelléas et Mélisande, de Claude Debussy em 1902.

Em 1910 Monteux teve um posto de condutor de orquestra no Cassino Dieppe. Em 1911 tornou-se condutor da companhia de ballet de Sergei Diaghilev, uma companhia russa vanguardista. Nesta companhia, ele conduziu as estreias de Petrushka, em 1911, e O Rito da Primavera em 1913, ambas de Ígor Stravinsky; Jeux de Claude Debussy em 1913 e Daphnis et Chloé de Maurice Ravel em 1912. Estas interpretações mudaram o curso de sua carreira, sendo conhecido no resto de sua vida por ser um grande maestro para obras da música francesa e russa.

Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, Monteux foi chamado para o serviço militar. Deixou o serviço militar em 1916 e acabou viajando para os Estados Unidos. Lá ele tomou conta do repertório francês no Metropolitan Opera em Nova Iorque de 1917 até 1919. Ele também conduziu a estreia americana da ópera O Galo Dourado de Rimsky-Korsakov no Metropolitan Opera.

Ele se mudou para Boston para comandar a Orquestra Sinfônica de Boston, no período de 1919 até 1924. Ele tinha uma grande influência sobre o estilo musical da orquestra de Boston. Ele introduziu uma série de novas obras de compositores franceses em Boston. Monteux realizou em 1924 a estreia americana de O Rito da Primavera, de Stravinsky.

Em 1924 Monteux começou sua parceria com a Orquestra Concertgebouw de Amsterdã, servindo como o primeiro maestro, juntamente com Willem Mengelberg. Em 1929 ele fundou a Orquestra Sinfônica de Paris, que ele conduziu ate 1935. No ano da fundação, ele conduziu a estreia da Sinfonia n.º 3 de Sergei Prokofiev.

Monteux então retornou para os Estados Unidos e trabalhou com a Orquestra Sinfônica de São Francisco entre 1935 até 1952. Em 1941 ele começou a gravar com a orquestra para a RCA Victor. Em 1943 ele fundou uma escola de condução de orquestra, chamada Pierre Monteux Escola para Maestros e Músicos Orquestrais, em Hancock. Lá ele ensinou futuros maestros, tais como Lorin Maazel, Neville Marriner, André Previn, Werner Torkanowsky e David Zinman. Em 1946 ele se tornou um cidadão estadunidense. Ele retornou em 1960 para São Francisco para conduzir a orquestra para gravar Richard Wagner e Richard Strauss. De 1961 até 1964 Monteux foi o principal maestro da Orquestra Sinfônica de Londres.

Pierre Monteux faleceu em Hancock em 1964.

Repertório[editar | editar código-fonte]

Monteux gravou com a Orquestra Sinfônica de Boston, Orquestra Sinfônica de Chicago, Filarmônica de Viena, Orquestra Concertgebouw, Orquestra Sinfônica de São Francisco e a Orquestra Sinfônica de Londres.

Estreias notáveis[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Pierre Monteux