Pierre Soulages

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pierre Soulages

Pierre Soulages (francês: [sulaʒ]; 24 de dezembro de 1919 - 26 de outubro de 2022) foi um pintor, gravador e escultor francês. Nasceu em Rodez, Aveyron.

Soulages ficou conhecido como "o pintor do preto", devido ao seu interesse por esta cor, "tanto como cor quanto como não-cor. Quando a luz é reflectida no preto, ela transforma-o e transmuta-o. Abre um campo mental próprio." Via a luz como um material de trabalho; as estrias da superfície negra das suas pinturas permitiem que reflectissem a luz, fazendo com que o preto saísse da escuridão para o brilho, tornando-se assim uma cor luminosa.[1]

Soulages produziu 104 vitrais para a arquitetura românica da Igreja da Abadia de Sainte-Foy em Conques de 1987 a 1994.[2] Recebeu prêmios internacionais, e o Louvre em Paris realizou uma retrospectiva das suas obras por ocasião do seu centenário, em 2019.

Em 1979, Pierre Soulages foi nomeado Membro Honorário Estrangeiro da Academia Americana de Artes e Letras.

Soulages foi o primeiro artista vivo convidado a expor no Museu Hermitage de São Petersburgo, na Rússia, e mais tarde na Galeria Tretyakov de Moscovo (2001).

Em 2014, o Presidente francês François Hollande descreveu-o como sendo "o maior artista vivo do mundo".[3]

Em 2015, recebeu a Grã-Cruz da Legião de Honra.

Soulages morreu em 26 de outubro de 2022 em Nîmes, França, aos 102 anos.[4]

As suas obras encontram-se nos principais museus de arte do mundo, e há um museu dedicado à sua vida e obra na sua cidade natal, Rodez.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Pierre Soulages, France's 'Beyond Black' painter, dies at 102». france24.com (em inglês). Consultado em 27 de outubro de 2022 
  2. «Soulages - Pierre Soulages et les vitraux de l'abbatiale de Conques - Ina.fr». Soulages. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  3. Hugh Schofield. «The president and the 'greatest living artist' in the world». BBC News. Consultado em 24 de junho de 2014 
  4. «Le peintre Pierre Soulages est mort». Le Monde. Consultado em 26 de outubro de 2022 
Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.