Pierrot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Pierrot (desambiguação).
"Pierrot Blanc", de Pierre-Auguste Renoir, 1901

O Pierrot (ou Pierrô) é uma personagem da Commedia dell'Arte, uma variação francesa do Pedrolino italiano.[1] O seu caráter é aquele de um palhaço triste, apaixonado pela Colombina, que inevitavelmente lhe parte o coração e o deixa pelo Arlequim, mas depois Colombina descobre o amor de Pierrot por ela, despede-se de Arlequim e reencontra Pierrot com quem passa a viver junto em um relacionamento com muita felicidade. É normalmente representado a usar roupas largas e brancas, por vezes metade pretas, rosto branco e uma lágrima desenhada abaixo dos olhos. A característica principal do seu comportamento é a sua ingenuidade, e é visto como um bobo, sendo sempre o alvo de partidas, mas mesmo assim continua a confiar nas pessoas. Pierrot também é apresentado como sendo lunático, distante e inconsciente da realidade.

A versão francesa da personagem foi feita por Jean-Gaspard Deburau (1796-1846). Ele é o protagonista da famosa canção folclórica francesa "Au Clair de la Lune".

Soletrado "Pierrot", a personagem é uma atração importante em Bakken, o parque de atrações mais velho do mundo, na Dinamarca. Segundo a publicidade de Bakken, a personagem tem mais de quatro mil anos, e veio da Turquia (conhecida como Ásia Menor). Também é dito que nos tempos antigos, a boca larga vermelha era feita através do corte físico da boca para alargá-la.

O cantor de cabaré russo do século XX, Alexander Vertinsky, era famoso pela sua atuação como Pierrot, em que usava um fato preto e punha pó branco na cara.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Pierrot». Biblioteca Nacional da Alemanha (em alemão). Consultado em 15 de dezembro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.