Piezómetro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Novembro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Um piezômetro (português brasileiro) ou piezómetro (português europeu) é um equipamento para medir pressões estáticas ou a compressibilidade dos líquidos[1]. Usam-se em furos que servem para monitoração de níveis da água nos aquíferos. No caso de ensaios de caudal, permitem identificar a forma, extensão e anisotropia do cone de rebaixamento que se forma em redor da captação ou furo em extracção, sendo essenciais para uma correta avaliação do coeficiente de armazenamento.

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

O dispositivo mais simples para medir pressões é o tubo piezométrico ou, simplesmente, piezômetro. Consiste na inserção de um tubo transparente na tubulação ou recipiente onde se quer medir a pressão. O líquido subirá na coluna piezométrico a uma altura h, correspondente à pressão interna. Existem basicamente 03 tipos de piezômetros: piezômetro de coluna vertical, de coluna inclinada e de tubo em U (manômetro). O piezômetro apresenta três defeitos que o tornam de uso limitado:

1) a altura h, para pressões elevadas e para líquidos de baixo peso específico, será muito alta. Exemplo: água com pressão de 1000000N/m² e cujo peso específico é 100000N/m³ formará uma coluna

h= p/y = 1000000/10000 = 10m

Logo, não sendo viável a instalação de um tubo de vidro com mais de 10m de altura, o piezômetro não pode, nesse caso, ser útil. nota-se então que esse aparelho só serve para pequenas pressões.

2) não se pode medir pressão de gases, pois eles escapam sem formar a coluna h.

3) não se pode medir pressões efetivas negativas, pois nesse caso haverá entrada de ar para o reservatório, em vez de haver a formação de coluna h.

No caso de pressões muito grandes, o piezômetro é substituído com vantagem por um tubo em U, chamado de manômetro, no qual se coloca um líquido de peso específico γ’ diferente do peso específico γ do fluido do recipiente. O líquido manométrico mais utilizado é o mercúrio. Os manômetros diferenciais são utilizados entre dois pontos de um sistema em que se escoa um

líquido. Dois piezômetros colocados lado a lado podem funcionar como manômetros diferenciais.

Referências

1.«Piezômetro». Consultado em 21 de Junho de 2016 2. Brunetti, F.,”MECANICA DOS FLUIDOS” – 2º Edição, Pearson Education

  1. «Piezômetro». Consultado em 21 de Junho de 2016