Pilar (Alagoas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Pilar
Bandeira de Pilar
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 16 de março
Fundação 1872
Gentílico pilarense
Padroeiro(a) Nossa Senhora do Pilar
Prefeito(a) Carlos Alberto Canuto (PMDB)
Localização
Localização de Pilar
Localização de Pilar em Alagoas
Pilar está localizado em: Brasil
Pilar
Localização de Pilar no Brasil
09° 35' 50" S 35° 57' 24" O09° 35' 50" S 35° 57' 24" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Leste Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Maceió IBGE/2008[1]
Região metropolitana Maceió
Municípios limítrofes Atalaia, Rio Largo, Satuba, Santa Luzia do Norte, Marechal Deodoro, São Miguel dos Campos e Boca da Mata.
Distância até a capital 36 km
Características geográficas
Área 248,975 km² [2]
População 33 312 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 133,8 hab./km²
Altitude 13 m
Clima Tropical quente e úmido (As')
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,700 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 211 186,404 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 488,86 IBGE/2008[5]
Página oficial

O Pilar é um município brasileiro do estado de Alagoas. Pertence à Região Metropolitana de Maceió. Ocupa uma área de 248,975 km². Sua população em 2010, estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística era de 33 312 habitantes, sendo o 15° município mais populoso de Alagoas. Faz divisa com cidades como Atalaia, Rio Largo, Satuba, Santa Luzia do Norte, Marechal Deodoro, São Miguel dos Campos e Boca da Mata entre outras às quais é ligada pelas BR-101, BR-424/316 e AL-407.

História[editar | editar código-fonte]

A região onde hoje está o município do Pilar já era povoada desde os tempos das capitanias hereditárias, quando Alagoas pertencia à Capitania de Pernambuco, com a presença dos índios cariris no complexo lagunar Mundaú-Manguaba. As margens da Lagoa do Sul (Manguaba) formou-se uma pequena vila de pescadores e no século XVII, Gabriel Soares da Cunha, fundou o Engenho Velho, que denominava-se como São Gabriel, que em 1750 passou a pertencer ao português Mateus Casado de Lima, que também era proprietário de vários Engenhos, entre eles o Engenho Pilar, edificado nas terras do Engenho Velho e o Campinas, em Santa Luzia do Norte.

Foi a partir da implantação dos engenhos de açúcar que a vila chamada de Pilar começou a crescer. Esse engenho, que deu origem à cidade do Pilar ficava localizado nas proximidades da Igreja do Rosário, inaugurada em 1 de novembro de 1800, onde existia a Capela de São Mateus, que foi o primeiro padroeiro do lugar.

Em 8 de maio de 1854, através da Lei Provincial nº 250, foi criada a freguesia de Nossa Senhora do Pilar e três anos depois, em 1 de maio de 1857, através da Lei Provincial nº 321, Pilar foi elevada a àategoria de vila. Com o progresso, em 16 de março de 1872, através da Lei nº 624, Pilar obteve sua autonomia administrativa, desligando-se do município Atalaia e a Lei nº 626 da mesma data, lhe outorga o foro de cidade.

Em 1 de janeiro de 1944 passar a se chamar "Manguaba", denominação que perdura até 17 de setembro de 1949, quando voltou a se chamar Pilar pela Lei nº 1473.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Pilar localiza-se a 09º35'50" de latitude sul e 35º57'24" de longitude oeste, a uma altitude de 13 metros acima do nível do mar.

O clima é tropical atlântico, típico da zona do litoral. Os meses mais quentes vão de novembro a março, quando a temperatura chega a 36ºC. Na época mais menos quente, que geralmente vai de maio a agosto, a temperatura mínima chega raramente a 20ºC. O vento predominante é o nordeste, com rajadas frescas no verão e frias no inverno, especialmente as margens da Lagoa Manguaba e umidade relativa do ar elevada em torno de 78%.

A precipitação média anual é de 1.634,2 mm.

A vegetação é formada por capoeira e pequenas matas. O plantio da cana-de-açúcar é tradicional na região e feito em grande escala.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.