Pilar (Alagoas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Pilar
"Terra do Bagre"
Bandeira de Pilar
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 16 de março
Fundação 1872
Gentílico pilarense
Lema É para fazer e cuidar
Padroeiro(a) Nossa Senhora do Pilar
Prefeito(a) Renato Filho (PSDB)
Localização
Localização de Pilar
Localização de Pilar em Alagoas
Pilar está localizado em: Brasil
Pilar
Localização de Pilar no Brasil
09° 35' 50" S 35° 57' 24" O09° 35' 50" S 35° 57' 24" O
Unidade federativa  Alagoas
Mesorregião Leste Alagoano IBGE/2008[1]
Microrregião Maceió IBGE/2008[1]
Região metropolitana Maceió
Municípios limítrofes Atalaia, Rio Largo, Satuba, Santa Luzia do Norte, Marechal Deodoro, São Miguel dos Campos e Boca da Mata.
Distância até a capital 36 km
Características geográficas
Área 248,975 km² [2]
População 33 312 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 133,8 hab./km²
Altitude 13 m
Clima Tropical quente e úmido (As')
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,610 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 211 186,404 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 488,86 IBGE/2008[5]
Página oficial

O Pilar é um município brasileiro do estado de Alagoas. Pertence à Região Metropolitana de Maceió. Ocupa uma área de 248,975 km². Sua população em 2010, estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística era de 33 312 habitantes, sendo o 15° município mais populoso de Alagoas. Faz divisa com cidades como Atalaia, Rio Largo, Satuba, Santa Luzia do Norte, Marechal Deodoro, São Miguel dos Campos e Boca da Mata entre outras às quais é ligada pelas BR-101, BR-424/316 e AL-407.

História[editar | editar código-fonte]

A região onde hoje está o município do Pilar já era povoada desde os tempos das capitanias hereditárias, quando Alagoas pertencia à Capitania de Pernambuco, com a presença dos índios cariris no complexo lagunar Mundaú-Manguaba. As margens da Lagoa do Sul (Manguaba) formou-se uma pequena vila de pescadores e no século XVII, Gabriel Soares da Cunha, fundou o Engenho Velho, que denominava-se como São Gabriel, que em 1750 passou a pertencer ao português Mateus Casado de Lima, que também era proprietário de vários Engenhos, entre eles o Engenho Pilar, edificado nas terras do Engenho Velho e o Campinas, em Santa Luzia do Norte.

Foi a partir da implantação dos engenhos de açúcar que a vila chamada de Pilar começou a crescer. Esse engenho, que deu origem à cidade do Pilar ficava localizado nas proximidades da Igreja do Rosário, inaugurada em 1 de novembro de 1800, onde existia a Capela de São Mateus, que foi o primeiro padroeiro do lugar.

Em 8 de maio de 1854, através da Lei Provincial nº 250, foi criada a freguesia de Nossa Senhora do Pilar e três anos depois, em 1 de maio de 1857, através da Lei Provincial nº 321, Pilar foi elevada a àategoria de vila. Com o progresso, em 16 de março de 1872, através da Lei nº 624, Pilar obteve sua autonomia administrativa, desligando-se do município Atalaia e a Lei nº 626 da mesma data, lhe outorga o foro de cidade.

Em 1 de janeiro de 1944 passar a se chamar "Manguaba", denominação que perdura até 17 de setembro de 1949, quando voltou a se chamar Pilar pela Lei nº 1473.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Pilar localiza-se a 09º35'50" de latitude sul e 35º57'24" de longitude oeste, a uma altitude de 13 metros acima do nível do mar.

O clima é tropical atlântico, típico da zona do litoral. Os meses mais quentes vão de novembro a março, quando a temperatura chega a 36ºC. Na época mais menos quente, que geralmente vai de maio a agosto, a temperatura mínima chega raramente a 20ºC. O vento predominante é o nordeste, com rajadas frescas no verão e frias no inverno, especialmente as margens da Lagoa Manguaba e umidade relativa do ar elevada em torno de 78%.

A precipitação média anual é de 1.634,2 mm.

A vegetação é formada por capoeira e pequenas matas. O plantio da cana-de-açúcar é tradicional na região e feito em grande escala.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. http://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/idh0/rankings/idhm-municipios-2010.html. Consultado em 21 de dezembro de 2016  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.