Pilatus PC-24

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pilatus PC-24
Avião
Protótipo do PC-24 aproximando para aterrissagem, 17 de junho de 2015.
Descrição
Tipo / Missão Avião executivo, bimotor a jato, monoplano de asa-baixa
País de origem Suíça
Fabricante Pilatus Aircraft
Período de produção 2014-Presente
Quantidade produzida 15 (3 protótipos).[1]
 [2]
Custo unitário US$ 9.000.000 (projeção, 2013)
Primeiro voo em 11 de maio de 2015 (3 anos)
Introduzido em 2017 (prevista)
Tripulação 1 ou 2 (piloto e co-piloto)
Passageiros 10 passageiro(s)
Especificações (Modelo: PC-24)
Dimensões
Comprimento 16,8 m (55,1 ft)
Envergadura 17,0 m (55,8 ft)
Altura 5,3 m (17,4 ft)
Área das asas 30,9  (333 ft²)
Alongamento 9.4
Peso(s)
Peso vazio 4,967 kg (11,0 lb)
Peso máx. de decolagem 8,006 kg (17,6 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 × turbofans Williams FJ44-4A
Força de empuxo (por motor) 1,542 kgf (15,1 N)
Performance
Velocidade de cruzeiro 787 km/h (425 kn)
Alcance (MTOW) 3,610 km (2,24 mi)
Teto máximo 13,716 m (45,0 ft)
Razão de subida 20.70 m/s

O Pilatus PC-24 é um avião executivo bimotor a jato, monoplano e de asa-baixa, em fase de desenvolvimento pela empresa suíça Pilatus Aircraft. A aeronave foi apresentada ao público em 21 de Maio de 2013, tendo realizado seu primeiro voo e 11 de Maio de 2015. O PC-24 está previsto para entrar em serviço em meados de 2017.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Durante os anos 1990, a Pilatus tinha apresentado o Pilatus PC-12, um monomotor turboélice executivo. Como o PC-12 rapidamente provou ser um sucesso comercial, a Pilatus procurou acompanhar com uma aeronave complementar e começou a coletar feedback de clientes do tipo. Em resposta a essa solicitação, vários clientes expressaram o desejo de uma aeronave que possuísse uma maior velocidade e alcance do que o PC-12, mantendo a robustez geral e a capacidade de utilizar pistas muito curtas.[3] Com base nesse feedback, a Pilatus cogitou o desenvolvimento de tal aeronave. Em 2007, a Pilatus iniciou o trabalho no programa.[4] O desenvolvimento da aeronave foi realizado utilizando os fundos existentes da empresa.[5]

Designado como PC-24, a Pilatus decidiu que o novo design usaria motores a jato, escolhendo um par de turbofans Williams FJ44, sendo o PC-24 a primeira aeronave a jato da empresa.[6][3][7][8] Para além da escolha de propulsão, várias outras características únicas foram desenvolvidos para o PC-24: a Pilatus e Honeywell cooperativamente projetaram o cockpit avançado para a aeronave. Isto destina-se a reduzir a carga de trabalho e permite que o PC-24 seja operado com um único piloto. Vários aviões comerciais concorrentes foram identificados no início, incluindo Embraer Phenom 300 e o Cessna Citation CJ4.[3][9]

Em 21 de maio de 2013, o PC-24 foi apresentado ao público na conferência European Business Aviation Association (EBACE), em Genebra. Na época, o presidente da Pilatus, Oscar Schwenk, alegou que o PC-24 não se encaixava em nenhuma das categorias de jatos executivos existentes e afirmou que a aeronave era única e que combinava a versatilidade de um turboélice, com o tamanho de cabine e o desempenho de um jato leve.[7][10]

Em 01 de Agosto de 2014, o P01 (HB-VXA), o primeiro dos três protótipos do PC-24, foi finalizado.[11] Cada um destes três protótipos possuem diferentes funções no programa de desenvolvimento: o P01 destina-se a explorar o envelope de voo, o P02 é principalmente para testar a integração de aviônicas e piloto automático, realizando testes nos Estados Unidos, enquanto P03 será representativo de aeronaves de produção e incorporará melhorias feitas com base no trabalho de desenvolvimento realizado com os outros dois protótipos.[4]

O primeiro voo do protótipo P01 tinha sido inicialmente previsto para ocorrer no final de 2014, mas foi adiado, realizando o mesmo em 11 de Maio de 2015, no Aeroporto de Buochs, na Suíça, em um total de 55 minutos.[7][12] A ocasião marcou o início de voos de teste para a campanha de certificação de dois anos da aeronave.[13][14] Na data em que P01 fez seu primeiro voo, a certificação do PC-24 e subsequentes entregas iniciais de aeronaves foram antecipados para ocorrer em 2017.[15][16]

Em 16 de novembro de 2015, o P02 (HB-VXB), o segundo protótipo, realizou seu voo inaugural, com duração de 82 minutos. Até essa data, o P01 já tinha acumulado um total de 150 horas de voo e realizou mais de 100 voos.[17][18] Em maio de 2016, o P01 deu um breve intervalo no programa de teste para aparecer na exposição estática na EBACE; Por este ponto, P01 e P02 tinham acumulado mais de 500 horas de voo entre eles.[19] Durante a EBACE 2016, foi comentado que o programa estava no caminho certo e que os testes estavam decorrendo sem problemas, e durante uma travessia transatlântica para os EUA, o P02 tinha alcançado uma velocidade de cruzeiro de mais de 800 km/h, que foi melhor do que o esperado.[16]

Especificações (PC-24):[editar | editar código-fonte]

Características gerais:[editar | editar código-fonte]

  • Tripulação: 1 ou 2 (piloto e co-piloto)
  • Capacidade: 10 passageiros
  • Comprimento: 16,8 m
  • Envergadura: 17,0 m
  • Altura: 5,3 m
  • Peso vazio: 4.967 kg
  • Máx. peso de decolagem: 8,006 kg
  • Motorização: 2 × turbofans Williams FJ44-4A, 1,542 kgf (15,1 N) cada

Atuação:[editar | editar código-fonte]

  • Velocidade de cruzeiro: 787 km/h
  • Velocidade de estol: 150 km/h
  • Alcance operacional: 3,610 km)
  • Teto de serviço: 13,716 m
  • Taxa de subida: 20,70 m/s
  • Carga de asa: 259 kg/m2

Veja também[editar | editar código-fonte]

Aeronaves com funções, configurações e características comparáveis:

Referências

  1. Luftfahrzeugregister PC-24
  2. avia news 24heures Le troisième Pilatus PC-24 aux essais !
  3. a b c «Pilatus Introduces PC-24 TwinJet - AVweb flash Article». www.avweb.com. Consultado em 2 de fevereiro de 2017. 
  4. a b «PC-24 Gets Off to a Flying Start». Aviation International News (em inglês) 
  5. «Pilatus Introduces PC-24 TwinJet - AVweb flash Article». www.avweb.com. Consultado em 2 de fevereiro de 2017. 
  6. «OPINION: Why Pilatus, Antonov gambles have different stakes». Flightglobal.com (em inglês). 18 de maio de 2015 
  7. a b c «EBACE: Pilatus joins the Jet Set with PC-24». Flightglobal.com (em inglês). 21 de maio de 2013 
  8. «Pilatus to Reveal PC-24 Jet at EBACE». Flying Magazine (em inglês) 
  9. «Aircraft Comparison: Pilatus PC-24 vs Cessna Citation CJ4 vs Embraer Phenom 300 | Corporate Jet Investor». www.corporatejetinvestor.com (em inglês). Consultado em 2 de fevereiro de 2017. 
  10. «Aircraft Comparison: Pilatus PC-24 vs Cessna Citation CJ4 vs Embraer Phenom 300 | Corporate Jet Investor». www.corporatejetinvestor.com (em inglês). Consultado em 2 de fevereiro de 2017. 
  11. «PICTURES: Pilatus PC-24 is rolled out at Stans ceremony». Flightglobal.com (em inglês). 2 de agosto de 2014 
  12. «PICTURES: Pilatus begins engine ground runs on PC-24». Flightglobal.com (em inglês). 19 de fevereiro de 2015 
  13. «Pilatus Jets into the Future with PC-24 First Flight». Aviation International News (em inglês) 
  14. «VIDEO: Pilatus PC-24 'super versatile jet' takes to the skies». Flightglobal.com (em inglês). 11 de maio de 2015 
  15. «Pilatus Opens Order Book On Jet - AVweb flash Article». www.avweb.com. Consultado em 2 de fevereiro de 2017. 
  16. a b «PC-24 Prototypes Are Keeping Busy». aviationweek.com (em inglês). Consultado em 2 de fevereiro de 2017. 
  17. «Second Pilatus PC-24 Flies». Aviation International News (em inglês) 
  18. «NBAA: Pilatus marks flight of second PC-24 and upgrades PC-12NG». Flightglobal.com (em inglês). 16 de novembro de 2015 
  19. «Certification-chasing PC-24 Does EBACE Touch and Go». Aviation International News (em inglês) 
Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.