Pinedjem II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Pinedjem II
Nascimento século XI a.C.
Morte 969 a.C.
Sepultamento Deir Elbari
Cidadania Antigo Egito
Progenitores
Cônjuge Isetemkheb D, Neskhons
Filho(s) Psusenés II, Nesytanebetisherou
Irmão(s) Gautseshen
Ocupação sacerdote
Título faraó

Pinedjem II ou Pinudjem II foi Sumo Sacerdote de Amon na cidade de Tebas de 990 a.C. a 969 a.C. após a morte do seu irmão Esmendes II.[1] A sua origem era proveniente de uma linhagem do sul. Reinou no Terceiro Período Intermédio de 1 070 a.C. a.C. a 656 a.C. a.C.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Quando Pinedjem II morreu, a sua múmia, junto com a das suas esposas e pelo menos a múmia de uma das suas filhas foi colocada no tumulo de Deir Elbari de Deir, no templo mortuário de Hatexepsute.

Foi durante o seu reinado que as múmias de outros faraós de origem na cidade de Tebas, seus antecessores, incluindo os da XVIII dinastia egípcia e da IX dinastia egípcia, mais recentes como Amósis I, Amenófis I, Tutemés I, Tutemés II, Tutemés III, Ramessés I, Seti I, Ramessés II, e Ramessés IX, e também Psusenes I, foram recolhidas e colocados também neste túmulo, que foi descoberto em 1881. Foi procedido por Esmendes II e sucedido por Psusenes III. Foi pai de Psusenes II, que igualmente foi Sumo Sacerdote de Amon em Tebas e filho de Menkheperre de Tebas e de Istemkheb.

Referências

  • Battiscombe Gunn, The Decree of Amonrasonther for Neskhons, JEA 41 (1955), 83-95
  • J.-M. Kruchten, Le grand texte oraculaire de Djéhoutymose, intendant du domaine d’Amon sous le pontificat de Pinedjem II, MRE 5, 1986.
  • Andrzej Niwiński, The Wives of Pinudjem II -a topic for discussion, JEA 74 (1988), 226-230
  • Crónicas dos Faraós, Verbo 2004.
  • Os Faraós, Gama Editora, 2001.