Piolin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Piolim)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo futebolista que defendeu o São Paulo, veja Laurindo Furlani.

Abelardo Pinto, mundialmente conhecido por seu nome artístico "Piolin" (Ribeirão Preto, 27 de março de 1897[1]São Paulo, 4 de setembro de 1973), foi um palhaço brasileiro. É considerado um grande representante do meio circense, onde destacava-se pela grande criatividade cômica, além da habilidade como ginasta e equilibrista.[2] Pai da atriz Ana Ariel falecida em 2004.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Abelardo Pinto "Piolin" nasceu num circo armado na rua Barão do Amazonas, em Ribeirão Preto. Iniciou sua carreira no Circo Americano ainda criança, envolvendo-se em diferentes atividades. Filho de artistas circenses, conquistou o reconhecimento dos intelectuais da Semana da Arte Moderna, movimento artístico e literário realizado no Brasil em fevereiro de 1922, como exemplo de artista genuinamente brasileiro e popular. Seu apelido, que se refere a um tipo de barbante, é devido à sua estrutura física: magro e de pernas compridas.[3]

Foi considerado "o maior palhaço do mundo".[3] Washington Luis, presidente da república deposto pela Revolução de 1930, era um dos seus admiradores e costumava assisti-lo.[3]

O dia de seu nascimento foi escolhido para a data comemorativa do Dia do Circo no Brasil.[2]

Foi um palhaço brasileiro de reconhecimento mundial, considerado um grande representante do meio circense, onde destacava-se pela grande criatividade cômica, além da habilidade como ginasta e equilibrista.

Abelardo Pinto Piolin morreu em 4 de setembro de 1973, de insuficiência cardíaca. Uma multidão se aglomerou nas alamedas do Cemitério da Quarta Parada para acompanhar o seu enterro.[4]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Filme Papel
1952 Tico-tico no Fubá Palhaço Piolin

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]