pip (gerenciador de pacotes)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
pip
Captura de tela
Captura de tela do comando pip.
Plataforma Multiplataforma
Versão estável 8.0.2[1]
Escrito em Python
Gênero(s) Gerenciador de pacotes
Página oficial http://pip-installer.org

pip é um sistema de gerenciamento de pacotes padrão de facto usado para instalar e gerenciar pacotes de software escritos em Python.[2] Muitos pacotes podem ser encontrados na fonte padrão para pacotes e suas dependências - Python Package Index (PyPI).[3]

A maioria das distribuições do Python vem com o pip pré-instalado. O Python 2.7.9 e posteriores (na série python2) e o Python 3.4 e posteriores incluem o pip (pip3 para Python 3), por padrão.[4]

Introduzido pela primeira vez como pyinstall em 2008, por Ian Bicking (o criador do pacote virtualenv), como uma alternativa ao easy_install,[5][6] pip foi escolhido como o novo nome de uma das várias sugestões que o criador recebeu em seu blog.[7] Segundo o próprio Bicking, o nome é um acrônimo para "Pip Install Packages".[8] Em 2011, a Python Packaging Authority (PyPA) foi criada para assumir a manutenção do pip e do virtualenv de Bicking, liderada por Carl Meyer, Brian Rosner e Jannis Leidel.[6]

Interface de linha de comando[editar | editar código-fonte]

Uma saída do comando pip install virtualenv

Uma grande vantagem do pip é a facilidade de sua interface de linha de comando, que torna a instalação de pacotes de software Python tão fácil quanto emitir um comando:

pip install nome-de-algum-pacote

Os usuários também podem implementar facilmente a remoção subsequente do pacote:

pip uninstall nome-de-algum-pacote

Mais importante, o pip possui uma função para gerenciar listas completas de pacotes e números de versão correspondentes, possível através de um arquivo de "requisitos".[3] Isto permite a recriação eficiente de um grupo de pacotes inteiro em um ambiente separado (e.g. outro computador) ou ambiente virtual. Isto pode ser alcançado com um arquivo requirements.txt propriamente formatado e o seguinte comando:

pip install -r requirements.txt

Instale algum pacote para uma versão específica python, onde ${version} é substituído por 2, 3, 3.4, etc .:

pip${version} install nome-de-algum-pacote

Utilização de serviço de hospedagem web[editar | editar código-fonte]

Pip é usado para suportar o uso de Python em hospedagem em nuvem Web, tal como Heroku.[9]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Release Notes — pip 8.0.2 documentation». pip. Consultado em 25 de janeiro de 2016 
  2. Kollár, László. «Managing Python packages the right way». Opensource.com (em inglês). Red Hat. Consultado em 23 de junho de 2019 
  3. a b «pip documentation». The pip developers. Consultado em 5 de janeiro de 2012 
  4. «pip installation». Consultado em 24 Feb 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. Bicking, Ian (24 de setembro de 2008). «pyinstall: A New Hope». Consultado em 4 de março de 2020. Cópia arquivada em 27 de setembro de 2008 
  6. a b «Packaging History». Python Packaging Authority. Consultado em 4 de março de 2020 
  7. Bicking, Ian (1º de outubro de 2008). «pyinstall pybundles». Consultado em 4 de março de 2020 
  8. Bicking, Ian (28 de outubro de 2008). «pyinstall is dead, long live pip!». Consultado em 4 de março de 2020 
  9. «Getting Started with Python on Heroku/Cedar». Dev Center. Heroku. Consultado em 5 de janeiro de 2012