Piripá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Piripá
"Lagoa da tabua"
Montagem Piripá.png

Bandeira de Piripá
Brasão de Piripá
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 31 de julho de 1962
Gentílico piripaense
Prefeito(a) Flávio Oliveira Rocha (2017-2020) (PTB)
Localização
Localização de Piripá
Localização de Piripá na Bahia
Piripá está localizado em: Brasil
Piripá
Localização de Piripá no Brasil
14° 56' 24" S 41° 43' 12" O14° 56' 24" S 41° 43' 12" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Centro-Sul Baiano IBGE/2008[1]
Microrregião Brumado IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Presidente Jânio Quadros, Tremedal, Cordeiros e Ninheira - MG
Distância até a capital 652 km
Características geográficas
Área 511,755 km² [2]
População 12 238 hab. IBGE/2016[3]
Densidade 23,91 hab./km²
Altitude 650 m
Clima Semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,575 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 33 952,578 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 497,06 IBGE/2008[5]
Página oficial

Piripá é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2006 era de 20.294 habitantes.

O topônimo é um vocábulo indígena tupi guarani piri-ypá: piri = Lagoa, ypá = Tabua daí o nome lagoa da tabua.

História[editar | editar código-fonte]

A região era habitada primitivamente pelos índios botocudos. Por volta do ano de 1917, o fazendeiro José Marinho da Rocha, atraído pela fertilidade das terras e pela existência do córrego Canabrava, aí se fixou com o plantio da cana-de-açúcar, logo seguido por outros. A intensa produção de cana-de-açúcar determinou o surgimento de vários engenhos e em poucos anos já existia até um povoado denominado Lagoa da Tábua.

O distrito foi criado em 4 de agosto de 1926, pela lei estadual nº 1901, e o município, em 31 de julho de 1962, pela lei estadual nº 1769, desmembrado de Condeúba.

Administrações[editar | editar código-fonte]

No mesmo ano de 1962, data de emancipação política, aconteceu  uma eleição para prefeito. O eleito foi  Benjamim da Rocha Castro que ficou 1962 a 1966. O Prefeito Benjamim da Rocha Castro trouxe para Piripá vários benefícios: o prédio da prefeitura; 25 escolas na Zona Rural e Sede, a cadeia e outros, terminou o mandato no ano de  1966.

Em 1967 o prefeito eleito foi Osvaldo  Dias da  Rocha, Vice-Prefeito – José de Almeida (Zezinho de Lia). Terminou o mandato no ano de  1970

Em 1970 a 1972 – Foi eleito Silvio Ribeiro de Castro.

Em 1973 a 1977  - Foi eleita a prefeita Aldanice Ribeiro de  Novais, trouxe vários benefícios: Centro de Saúde ,Correio, terminou  construção das casas populares, A Praça Joaquim José Ribeiro, que foi construída em homenagem a  “Joaquim Piloto”, a Creche Tia Deninha, O Centro de  Abastecimento de Piripá(CEAP), a garagem municipal etc.

Em 1977 – Osvaldo Dias da  Rocha foi eleito novamente. Terminou o mandato no ano de 1983.

1983 a 1987 – Eguimar  Ribeiro da Silva. Trouxe benefícios como: Guardas municipais, várias escolas na  Zona Rural,telefone fixo,canal de televisão , pagou as mensalidades do  Colégio Estadual de  Piripá etc. 

1987 a 1991 – Aldanice Ribeiro de Novais novamente eleita. Vice – Prefeito Ataíde Vieira do Carmo.

1992 a 1996 – Eguimar Ribeiro da Silva novamente eleito.

1996 a 2004 – Luciano Ribeiro Rocha.

2004 a 2008 – Jeová Barbosa Gonçalves

2008 a 2012 – Anfrísio Barbosa Rocha.

2013 a 2016 – Sueli Bispo

2017 a 2020 – Flavio Oliveira Rocha[6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Piripá está localizado na zona econômica da Serra Geral no centro sul baiano, sua área territorial é 511,755 km², suas terras fazem limites com os  municípios de Presidente  Jânio Quadros ao Norte, São João do Paraíso (Minas Gerais) ao Sul, Tremedal a Leste e Cordeiros a Oeste. A sede de Piripá está situada a uma altitude de  618 m, acima do nível do mar. Possui relevo montanhoso e baixo.Hidrograficamente a cidade é atravessada pelos rios Gavião, Cana-Brava; pelas lagoas do Barreiro, da Santana e Ressaca.O clima é quente e semi-árido, solo arenoso e de massapé. A vegetação que predomina é a caatinga. A fauna constituí-se de animais de pequeno porte. Quase inexistente a prática da caça e da pesca.[7][8]

Municípios limítrofes:

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Piripá
Região econômica da Serra Geral

A cidade de Piripá é uma das cidades da região que tem a maior feira livre realizada na segunda-feira, recebendo assim comerciantes e camelôs de diversas localidades,  comerciando os mais variados produtos. São cultivados banana, cana-de-açúcar, feijão, manga, mamona, mandioca e milho, destacando a cultura da cana-de-açúcar com 3.600 toneladas produzidas.

Há também o investimento em pecuária com a criação de asininos, bovinos, caprinos, equinos, galinhas, muares, ovinos e suínos, com destaque para galos, frangas, frangos e pintos.A área industrial é representada por mais de cinquenta fábricas de cachaça. (engenhos elétricos e ou maiores a diesel), situados na  Zona Rural, pequenas fábricas de farinha, móveis e algumas olarias.[9]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativa dos Municípios 2014» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 24 de outubro de 2016 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 16 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Estado, Economia e Sociedade de Piripá: Política». Estado, Economia e Sociedade de Piripá. Consultado em 25 de outubro de 2016 
  7. «IBGE | Cidades | Bahia | Piripá». www.cidades.ibge.gov.br. Consultado em 25 de outubro de 2016 
  8. «|| Regiões Econômicas ||». www.sei.ba.gov.br. Consultado em 25 de outubro de 2016 
  9. «Estado, Economia e Sociedade de Piripá: Economia». Estado, Economia e Sociedade de Piripá. Consultado em 25 de outubro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.