Pistoleiro sem nome

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pistoleiro sem nome
Homem sem nome
Personagem fictícia de Trilogia dos Dólares
Clint Eastwood - 1960s.JPG
Em 1964, no filme A Fistful of Dollars.
Outro(s) nome(s) Joe
Manco
Blondie
O Estranho
Origem  Estados Unidos
Morada San Miguel
Ocupação Pistoleiro
Caçador de recompensas
Especialidade(s) Revólver
Combate corpo a corpo
Criado por Sergio Leone
Primeira aparição Per un pugno di dollari
Última aparição Il buono, il brutto, il cattivo
Interpretado por Clint Eastwood

O Pistoleiro sem Nome, também chamado de Estranho ou Homem sem Nome, é um personagem de filmes Western (bangue-bangue), mais comumente associado ao papel ou papéis de cowboy do ator Clint Eastwood em filmes clássicos e de grande popularidade do gênero, principalmente a chamada "Trilogia dos Dólares", de Sergio Leone.

O "Pistoleiro sem Nome" de Eastwood pode ser definido como o arquétipo do cowboy dos filmes estadunidenses: bom de briga, independente e rápido no gatilho — mas com uma diferença em relação aos tradicionais "mocinhos" vividos por John Wayne, Alan Ladd e Randolph Scott, por exemplo. O personagem de Eastwood é cínico, luta "sujo" e possui uma moral ambígua, quase um anti-herói. Não se importa de sacar primeiro e atirar, buscando sempre vantagens (financeiras) para si próprio. Algumas vezes demonstra se importar com outras pessoas.

Na trilogia citada, Eastwood aparece à margem da lei, mercenário, caçador de recompensas e até mesmo fora-da-lei. Ele fala manso e de forma lacônica, dizendo apenas o necessário.

Quanto ao desconhecido nome do personagem, há controvérsias pois nos filmes da trilogia o pistoleiro aparece nos créditos como Joe, Manco e Blondie ('loirinho", em português). Também há dúvidas de se tratar do mesmo personagem. Muitos fãs defendem tratar-se do mesmo nos três filmes da trilogia de Leone e que o terceiro, The Good, the Bad and the Ugly (br.: Três homens em conflito) é, em ordem cronológica, o primeiro do personagem, pois na cena final o pistoleiro veste pela primeira vez seu "poncho" mexicano característico. No segundo filme, Eastwood finge ter dificuldades com uma das mãos, escondendo-a sobre o poncho, dai o apelido de "Manco". Na verdade, ele apenas reserva sua mão direita para o uso da arma, estando sempre pronto para atirar em caso de necessidade.

Os filmes da trilogia dos dólares são os seguintes:


Em julho de 2007, a editora americana Dynamite Entertainment anunciou que iriam publicar um série em quadrinhos com o personagem. Situado após os acontecimentos de The Good, the Bad and the Ugly, a série foi escrita por Christos Gage.[1] Na sétima edição, a série foi assumida por Luke Lieberman e Matt Wolpert[2]


Referências

  1. Alexandre D´Assumpção (20 de fevereiro de 2008). «Gage comenta O Homem sem Nome». HQManiacs 
  2. Nova fase de O Homem sem Nome

Ligações externas[editar | editar código-fonte]