Pit stop

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

No automobilismo designa-se por pit stop uma paragem durante uma corrida na área das boxes onde se encontram as equipes e seus mecânicos, para que durante a corrida os pilotos possam trocar de pneus e fazer o reabastecimento de combustível dos seus veículos.

Pit stop e pit lane[editar | editar código-fonte]

Fazer uma paragem (pit stop) só possível devido à existência da pit lane, uma faixa de circulação separada da pista por um muro, onde as equipes e pilotos se preparam e arrumam os seus carros durante o fim de semana de competição. A pit lane é paralela à grelha de largada.

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

Na Fórmula 1 a pit lane é controlada por radares, obrigando o piloto a conduzir a uma velocidade controlada que varia de circuito para circuito, por vezes sendo de 60 km/h no Grande Prêmio de Mônaco e no Grande Prêmio da Inglaterra de F1, mas também alternando para 80 km/h, como no Grande Prêmio do Brasil. O piloto que é detetado andando acima do limite de velocidade é habitualmente punido com um drive through (passagem pela box) ou um stop and go de 5 segundos. O novo regulamento da Fórmula 1 estabelece que o piloto punido com um stop and go pode pagar a punição na sua próxima parada nas boxes: sendo assim, o carro entra, para no seu boxe, e os mecânicos não podem mexer no veículo durante 5 segundos; passando esse tempo, os mecânicos podem fazer o seu trabalho, e devolver o piloto à pista.

Os engenheiros das equipes ficam sempre em pequenas "casinhas" instaladas no muro, em frente à sua box, nessas "casinhas" eles tem computadores e monitores onde contem todas as informações que passam aos seus pilotos pelo rádio da equipe. Nesse muro também, há uma divisão móvel, que possibilita a remoção de carros que não conseguiu dá a partida na volta de apresentação e que são obrigados a largarem das boxes no momento que o ultimo carro do grid cruzar a linha de chegada.

A pit lane tem duas linhas, em paralelo à pista, que marcam a sua entrada e saída. O piloto que cruzar a linha de saída será punido. Já na linha de entrada, não há uma punição para quem a cruzar, a menos que a comissão de prova entenda que o piloto fez uma manobra arriscada para entrar nas boxes.

No muro também se encontram duas cabines, sempre da cor branca, num cabine fica o diretor de prova, que atualmente é o Charlie Whiting, onde ele comanda as luzes de largada e o carro de segurança, na outra cabine, está um fiscal de prova, que tem a sua disposição todas as bandeiras de informação, mas também é dele a responsabilidade da bandeirada final, agitando assim a bandeira quadriculada e dando fim a prova.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.