Pitty

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela banda brasileira de rock, consulte Pitty (banda); para demais casos, veja Pitty (desambiguação).
Pitty
Pitty durante uma apresentação da Turnê Setevidas no Circo Voador no Rio de Janeiro em 2014.
Nome de nascimento Priscilla Novaes Leone
Outros nomes Pitty
Também conhecido(a) por
Data de nascimento
7 de outubro de 1977 (41 anos)
Local de nascimento
Residência
Nacionalidade brasileira
Cônjuge Daniel Weksler (c. 2010)
Filho(s) Madalena Weksler
Alma mater Universidade Federal da Bahia[3]
Ocupação
Período em atividade 1997 (1997)—presente
Outras ocupações
Carreira musical
Gênero(s)
Extensão vocal Contralto
Instrumento(s)
Gravadora(s) Deckdisc
Afiliações
Influências
Fortuna Aumento R$ 6 milhões (2012)[7][8]
Página oficial www.pitty.com.br
Pitty Assinatura.png

Priscilla Novaes Leone[9] (Salvador, 7 de outubro de 1977), mais conhecida pelo nome artístico Pitty, é uma cantora, compositora, produtora, instrumentista brasileira, além de atuar regularmente como escritora e apresentadora.[10][11] Cantora desde os 17 anos de idade, Pitty iniciou sua carreira profissionalmente em 1997, atuando como baterista durante dois anos na banda de punk rock Shes, Apesar de realizarem alguns shows, a banda não chegou a gravar nenhum álbum.[12] Em 1998, integra a banda de hardcore punk Inkoma, dessa vez atuando como vocalista, onde gravou um álbum de estúdio, tornando-se bastante popular na cena underground da Bahia.[13] Em 2002, Pitty recebeu um convite do músico e produtor Rafael Ramos, que tinha como intenção produzir seu primeiro álbum solo, vindo a aceitar o convite, assinando com a gravadora Deckdisc no mesmo ano, onde lançou em 2003 o seu primeiro single, "Máscara".[14] A canção ganhou alta rotação nas rádios, em 7 de maio de 2003 lança seu primeiro álbum de estúdio solo, Admirável Chip Novo, vendendo 800 mil cópias e conquistando disco de diamante no Brasil, tornando-se o disco de estilo rock, mais vendido de 2003 no país.[15][16] O projeto ainda extraiu outras canções como "Admirável Chip Novo", "Teto de Vidro", "Equalize", "Semana que Vem" e "I Wanna Be", todos muito bem divulgados e com alta rotação nas rádios.[14] Em 21 de agosto de 2005, chegou às lojas o seu segundo álbum de estúdio, intitulado Anacrônico,[17] com o qual vendeu 800 mil cópias e extraiu os singles "Anacrônico", "Déjà Vu", "De Você", além de dois de seus maiores sucessos, "Na sua Estante" e "Memórias".[18][19]

Em 2009, Pitty lança seu terceiro álbum de estúdio, Chiaroscuro. O projeto gerou singles como "Me Adora", canção carro-chefe da obra, juntamente com as faixas "Fracasso" e "Só Agora", vendendo 300 mil cópias.[20][19] A partir de 2011, visando focar-se em outros projetos, monta ao lado de seu guitarrista Martin Mendonça, o duo de folk music Agridoce, no qual lançaram o single de sucesso "Dançando", extraído do álbum homônimo da dupla.[21] Após três anos seguidos dedicados ao projeto, Em 2014 retorna à carreira solo e lança seu quarto álbum de estúdio, SETEVIDAS, que foi precedido pelo single de mesmo nome, sendo o seu primeiro álbum de canções inéditas em cinco anos.[22][23] Em 2017, depois de uma pausa na carreira, após dar a luz a sua primeira filha Madalena Weksler, fruto de seu relacionamento com o músico Daniel Weksler,[24] Vem desde então, dedicando-se à televisão como uma das apresentadoras do programa Saia Justa no canal por assinatura GNT, e na produção de seu quinto álbum em carreira solo, ainda sem data prevista.[25][26][27]

Considerada uma das maiores representantes do rock brasileiro contemporâneo e uma grande potência do rock dominando toda a cena há mais de 10 anos.[28][29] Vendendo mais de 5 milhões de cópias na carreira, sendo o artista de rock que mais vendeu nos anos 2000.[30][31] Em sua carreira, venceu diversos prêmios importantes da música, incluindo o Melhores do Ano, Troféu Imprensa, Associação Paulista de Críticos de Arte, Prêmio Multishow de Música Brasileira e o MTV Video Music Brasil,[32][33][34][35][36][37] além de concorrer três vezes ao Grammy Latino.[38][39][40] Pitty também já se apresentou internacionalmente, tendo feito shows em países como Portugal, Estados Unidos, Argentina e Japão.[41][42][43][44] Além de já ter se apresentado em festivais de grande projeção como Rock in Rio, Lollapalooza e João Rock.[45][46][47] Pitty, foi eleita 35º vocalista de rock mais sexy do mundo em 2010 pelo site Frantik Mag.[48] A cantora possui um patrimônio líquido estimado em mais de R$ 6 milhões, sendo inclusive, considerada em 2011, como uma dos cantores mais bem pagos do ano no país.[7][8]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Priscilla Novaes Leone Nascida nasceu na capital baiana,[49] Tendo apenas um único irmão, que é mais novo, Seu pai era músico e dono de um bar, já sua mãe trabalhou como vendedora de sapatos entre outras atividades.[50] Durante a infância teve uma criação bastante liberal por parte de seus país, onde Pitty gozava da maior parte de seu tempo com brincadeiras na rua, Sua família de origem humilde morava no centro de Salvador, em um apartamento de pequeno porte.[50] Durante entrevista, anos depois, ela explicou: "A gente era uma família humilde, tudo de grana era apertado. Estudava em escola particular porque tinha bolsa. Fazia dança no Sesc, porque era barato. Mas quando era criança eu não me importava, Só queria brincar".[50] Durante o inicio de sua adolescência — sua família se mudou para a cidade de Porto Seguro, no Mesorregião do Sul Baiano — lá Pitty começou a despertar seus primeiros interesses pela música, indo cantar ao lado de seu pai em alguns em bares da cidade com um repertório que variava de artistas nacionais de diversos estilos musicais como — Raul Seixas, Geraldo Azevedo e Alceu Valença —.[50] Nesse período, Pitty se tornou uma adolescente rebelde, principalmente por não sentir-se à vontade no contexto social que a cercava na época, isso resultou em vários atritos com sua mãe, gerando uma relação conflituosa entre elas.[50][51][52]

"Para ela deve ter sido muito decepcionante, muito angustiante lidar com isso. Ela achava que eu devia estudar, fazer faculdade – e, quando eu fui fazer faculdade, fiz música. Aparecia todo dia com uma tattoo diferente e ela “ai, meu Deus, você não vai arrumar emprego em lugar nenhum”. Fui meio camicase, podia ter realmente quebrado a cara do jeito que ela imaginava."

— Pitty sobre sua adolescência e a relação com sua mãe.[52]

Em uma entrevista Pitty, revelou que nessa fase surgiu seu primeiro contato com a música rock: "Foi no começo da minha "vida mundana". De descobrir quem eu era. Já tinha escutado algumas coisas de rock, minha mãe gostava de Beatles e de Raul, mas nessa época caíram nas minhas mãos umas fitas K7 e comecei: Pink Floyd, Metallica. “O que é isso? Que vigor!” Bateu".[50] Além dos inúmeros desentendimentos com sua mãe por conta de sua personalidade forte, seus pais vieram a se separar nesse momento, O que a fez ficar mais tempo fora de casa, vindo a ter seus primeiros envolvimentos amorosos nesse período, porém relação se tornou traumática para a cantora, pois seu namorado a traia e filmava suas relações sexuais sem o seu consentimento.[50] Devido a separação de seus pais, Pitty viu-se obrigada a ajudar sua mãe nas despesas de casa, vindo a exercer diversas funções profissionais ainda aos 12 anos de idade, como recepcionista em estúdio de tatuagem, garçonete, bike girl, vendedora de sanduíches naturais e atendente em uma loja de roupas, essa última vindo a ser a menos bem sucedida de todas, pois devido Pitty sofrer de "Sincericídio", sempre dava sua verdadeira opinião a respeito das roupas escolhidas pelas clientes, o que gerava desconforto, ela relatou a experiencia dizendo "Eu queria ter uma relação honesta com o cliente e muitas vezes isso me prejudicava como vendedora. Em tese, você tem que ser honesta, mas você também tem que vender. E eu não achava isso bacana. Então, às vezes, eu tinha um ataque de sincericídio e dizia: 'Olha amiga, isso não está legal'".[53][54][55] Preocupada com o futuro e personalidade rebeldia que a garota estava tomando em Porto Seguro, sua mãe decide retornar com Pitty e seu irmão mais novo a Salvador em 1996, lá Pitty começou a se envolver mais intensamente com a música, mais especificamente com a cena do rock que era presente na cena underground baiana, estilo musical onde Pitty começava a sentir-se mais retratada nas letras.[50][56][52] Foi nessa época que a cantora ganhou o apelido dos amigos de "Pitty", mas a alcunha é, na verdade, o diminutivo de outro apelido: Pitica, forma como passou a ser chamada ainda na infância por conta da baixa estatura, mesmo tendo origem pejorativa o apelido ganhou a simpatia da cantora, passando a ser adotado como seu nome artístico.[57]

Em 1997, Pitty forma em Salvador sua primeira banda, Shes um conjunto de punk rock formado apenas por mulheres, atuando como baterista, integravam o conjunto ainda Lia B (voz e guitarra), Carol Ribeiro (guitarra), Lulu Freiras (baixo), apesar de fazerem algumas apresentações e se tornarem populares na cena underground da Bahia, a banda não chegou a gravar nem um álbum em estúdio, chegando a participar apenas de uma coletânea francesa que tinha como objetivo reunir canções gravadas por bandas femininas nacionais, intitulada Up The Girl, no ano seguinte o grupo veio a se separar para se dedicarem a objetivos pessoais.[12][58][59] Após o fim do grupo em 1998 — Pitty começou a trabalhar como recepcionista no estúdio de jingles e slogans e gravadora Studio Zero —. Até que uma colega de trabalho a comunicou que o seu irmão estava a procura uma vocalista feminina pra banda dele e o apresentou para Pedro, guitarrista do conjunto. A banda até então tocava apenas covers dos Ramones, Sex Pistols, Deep Purple — Pitty logo começou a mostrar as suas próprias composições para os músicos da banda que logo resultou em sua entrada no Inkoma, que passaria a partir daí em investir em composições próprias.[60][61] Diferente do punk rock de sua antiga banda — no Inkoma Pitty passou gravar canções voltadas para o hardcore punk. Após muito pedirem para os donos do selo Studio Zero, a banda conseguiu algumas horas na madrugada para gravar nos estúdios da gravadora, a primeira demo do grupo — Pilha Pura, que teve 15 mil cópias comercializadas.[62] Em 1999, surge a oportunidade da gravação do primeiro videoclipe da banda — "Soneto", que se tornou parte do documentário G. Constelação do Céu da Boca do Inferno de Pola Ribeiro em 2000, sobre o poeta Gregório de Matos. A música da Inkoma é baseada na letra do poema “À Cidade da Bahia”.[62] E finalmente em 2000, a banda lança o seu primeiro e único extended play: Influir, pela extinta gravadora carioca Tamborete Entertainment.[62] Um ano após o lançamento de Influir, o grupo chegou ao fim em 2001.[62] Após o fim da banda, Pitty se viu-se pressionada por sua mãe a cursar o ensino superior — então decidiu estudar música na Universidade Federal da Bahia — como uma forma de continuar ligada a arte musical após o fim do Inkoma.[52][63][30]

Casamento[editar | editar código-fonte]

No dia 22 de dezembro de 2010, a cantora casou-se com o baterista Daniel Weksler da banda NX Zero. O casamento foi de forma inusitada, Pitty estava de vermelho, e não quis carregar um buquê. Apesar da cerimônia não ter sido tradicional, seguiu preceitos da tradição judaica, já que o marido da cantora, Daniel Weskler é judeu.[64] Famosos como Lobão e Marcelo D2 estavam entre os convidados. Logo após a cerimônia, em vez de valsa, Pitty dançou o clássico "Rock and Roll All Nite", do Kiss.[65][66]

Em 1 de abril de 2016 Pitty anunciou em seu site que estava grávida, fruto da união com seu marido Daniel.[67] Madalena nasceu em agosto de 2016.[68]

Feminismo[editar | editar código-fonte]

A cantora defende a sororidade entre as mulheres e é contra músicas feministas que a mulher é empoderada, mas estimulam a competição entre elas. Pitty deixou isso claro algumas vezes em suas redes sociais. [69]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Pitty se apresentando no Rio de Janeiro.

O Rock in Rio 2011 teve alguns nomes de peso do cenário brasileiro, Pitty é uma deles, segundo informações da organizadora Roberta Medina, filha do empresário Roberto Medina, e vice-presidente do evento.[70] Pitty foi a última atração nacional a se apresentar no Palco Mundo na edição de 2011 do Rock In Rio. A cantora subiu ao palco por volta das 20h, Antes de Evanescence, System Of A Down e Guns N' Roses, Pitty teve a missão de animar um público de mais de 100 mil roqueiros que já estavam em clima de despedida da Cidade do Rock. Com uma bagagem cheia de sucessos, Pitty explorou as canções que guiaram a sua carreira nos últimos 10 anos e surpreendeu o público ao fazer um cover do Nirvana no final do show.[71] Foi a banda de rock mais premiada nos anos 2000.[72]

Pitty levou vários prêmios no MTV Video Music Brasil, da MTV Brasil. Entre eles, duas vezes Artista do Ano, ganhou o prêmio de Clipe do Ano, Show do Ano, três vezes seguidas como Vocalista da Banda do Sonhos e muitos outros. Pitty ganhou aproximadamente 51 prêmios ao longo dos seus sete anos de carreira, um recorde.[73] Em 2011 Pitty inaugurou o Orkut ao vivo (promovido pela rede social Orkut), falando sobre o lançamento do seu novo DVD. Após a entrevista, transmitiu 10 músicas do DVD "A Trupe Delirante No Circo Voador" via YouTube no dia 10/05. Em 2011, a cantora foi a única brasileira convidada para homenagear o álbum Nevermind, do Nirvana. A Reimagine Music lançou em outubro de 2011 o CD Come As You Are: A 20th Anniversary Tribute To Nirvana's Nevermind, com faixas da banda regravadas por diversos artistas do cenário musical.[74]

Em 2010, Pitty e o seu atual marido Daniel Weksler eram locutores de um programa ao vivo da rádio da rede Transamérica Pop FM, nomeado de Segunda-feira Sem Lei. O programa tinha uma hora de duração, tempo em que os apresentadores tocavam as suas músicas preferidas que serviam de inspiração e influência em seus trabalhos. O programa também era solidário e apresentava ao seu público com canções e bandas brasileiras totalmente desconhecidas que tentavam o mesmo caminho solido que Pitty carrega hoje. No mesmo ano a Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) premiou o programa Segunda-feira Sem Lei, da Transamérica Pop como Revelação de 2010 na Categoria Rádio, sendo o programa de maior sucesso da Transamérica Pop no ano de seu lançamento..[75]

Em 2011, Pitty entrou no chart Social 50 da revista americana Billboard[76] na 14ª posição, que mantem os maiores artistas do mundo, sendo esta a maior estreia de um artista nacional neste chart, na frente de nomes como 50 Cent, Amy Winehouse, Jennifer Lopez, entre outros. Já no Uncharted, da mesma revista, Pitty chegou à 3ª posição e com isso, superou todos os cantores Brasileiros que algum dia estreou na BillBoard e se tornou a brasileira mais influente na Web.[77][78]

Em 2012, a fortuna da cantora foi revelada pelo R7. Com isso, foi estimado que Pitty recebe a cada ano 6 milhões, sendo assim a 10ª mulher mais rica e bem sucedida do Brasil. Aparentemente, não se sabe o certo de quanto é a o cachê total anual, mas a estimativa é de que pode variar entre, 6 e 15 milhões por ano.[79]

Em 2013, Pitty foi convidada e participou em um single novo do rapper Brasileiro Emicida[80] ,gerando críticas e polêmicas a cantora comprovou que é uma artista aberta que não segue o parâmetro de cantar só rock, que é um gênero musical original da cantora que a deixou conhecida e consagrada na música brasileira.[81][82]

Em 2014, Pitty foi eleita no dia mundial do rock a roqueira mais influente do Twitter no Brasil. Através de um estudo realizado pelo grupo Elife, a pesquisa foi realizada com diversos perfis de artistas no Twitter no dia 13 de Julho e analisou termos referentes à data, resultando na grande influencia da cantora Pitty na rede social e de outros artistas.[83]

Em 2015, Pitty novamente chamou a atenção do Twitter na retrospectiva que lista os assuntos e artistas mais comentados do ano, sendo escalada como a quarta estrela mundial mais comentada na rede social, a frente de cantoras norte americanas como: Demi Lovato e Selena Gomez, os dados foram coletados da própria rede social que faz uma analise anual dos artistas e assuntos influentes e destacou a cantora Brasileira como a quarta mais influente de todo o twitter em 2015 no ranking dos assuntos mais comentados no mundo.[84]

A cantora lança, em setembro de 2014, nas livrarias "Pitty - Cronografia: Uma Trajetória em Fotos",[85][86] resultado de trabalho de alguns anos de Pitty e colegas fotógrafos, o livro de fotos conta a história da carreira da cantora, do comecinho até hoje. Uma biografia através de fotos, montada cronologicamente, e que propõe e oferece um passeio por todas as fases da cantora baiana. Além dos registros fotográficos. A Cronografia também conta com textos da própria Pitty, relembrando histórias e momentos marcantes de sua vida. O livro começa na infância, com fotos pessoais da pequena Priscila[87][88] se divertindo junto com a família nas praias de Salvador. Depois mostra o início da sua vida na música, ainda adolescente fazendo punk rock/hardcore nas bandas "Inkoma" (como vocalista) e "Shes" (como baterista). Então a Cronografia segue para os anos 2000, mostrando a consagração na carreira solo. O seu projeto Agridoce também ganha um segmento no livro, que ainda tem capítulos dedicados aos registros fotográficos dos videoclipes, dos shows e dos bastidores. Em 160 páginas, o livro traz fotos de nomes como Caroline Bittencourt, Otavio Sousa, Rui Mendes, Sora Maia e Jorge Bispo. É através das lentes e do olhar desses (e de outros) fotógrafos que Pitty conta sua história. Registros visuais que contam uma história musical.[89]

Em 2015, uma das mais importantes desenvolvedoras de games do mundo, a Warner Bros. Interactive Entertainment[90][91][92] convidou a cantora Pitty para dublar um dos personagens do jogo Mortal Kombat X em português, sendo o grande início de dublagem na versão brasileira do jogo no Brasil. Pitty usou a sua voz para dar vida a Cassie Cage, a nova personagem que a Warner aposta ser a nova protagonista do jogo, filha do personagem Johnny Cage e Sonya Blade. Muitos fãs e analistas da franquia criticou[93] a dublagem da cantora que se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais com diversas resenhas, sarcasmo e humor.[94][95] Pitty é fã do jogo desde adolescente e em respostas as criticas ela deu uma entrevista ao Uol:

Houve ainda o lançamento oficial[97] em uma das lojas físicas da Livraria Saraiva no Shopping Center Norte, localizado em São Paulo. A apresentação em especial da cantora Pitty para finalizar o lançamento do jogo no Brasil, limitado apenas para os 150 primeiros compradores do jogo.[98] O jogo já vendeu mais de 35 milhões de copias em todo o mundo e com a estreia da dublagem da cantora Pitty, Mortal Kombat X obteve um dos lançamentos com maiores repercussão no Brasil.[99]

Em 2016[100], foi anunciado na coletiva de imprensa que a cantora, juntamente ao cantor Nando Reis, a cantora Paula Toller e a banda Os Paralamas do Sucesso, participarão de uma turnê promovida pelo projeto Nivea Viva![101], que ocorre anualmente desde 2012 e leva artistas para turnês pelo Brasil. A série de sete shows homenageará o rock brasileiro e os artistas irão celebrar diversos clássicos e hits do rock que marcaram toda a cena do gênero no Brasil[102][103]

2002—04: Admirável Chip Novo e sucesso nacional[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Admirável Chip Novo
Pitty durante uma de suas apresentações em 2004.

Em 2002, enquanto cursava a faculdade de música em Salvador, Pitty continuava a compor novas canções, porém sem pretensão de vim a gravá-las naquele momento, até que o produtor musical e diretor artístico Rafael Ramos da gravadora Deckdisc, demonstrou interesse em conhecer as composições da cantora, vindo e seguida a convida-la para gravar uma demo nos estúdios da gravadora.[50] Rafael já havia conhecido o trabalho de Pitty no Inkoma, e após ouvir e aprovar a demo, a convidou para ir ao Rio de Janeiro gravar o que seria o primeiro álbum de estúdio em carreira solo.[104][105][50] Em 2002, Pitty começou as primeiras gravações do álbum — nesse período a cantora veio a morar só em um apartamento alugado pela gravadora na cidade.[50] Apesar do pedido da de sua gravadora para que o álbum contasse apenas com a participação de músicos cariocas, Pitty quis prezar pela participação de instrumentistas baianos na obra — já conhecidos pela cantora por fazerem parte da cena underground bahiana, entre eles — Joe no baixo, Peu Sousa na guitarra e Duda Machado (seu namorado na época) na bateria —.[106] Apesar de ter sido cogitado dar um nome diferente para a banda — A gravadora insistiu que o disco viesse com o nome artístico da cantora —.[50] Em 20 de abril de 2003, Pitty lança o seu primeiro single, "Máscara", que apesar da objeção da gravadora em lançá-la como single de estreia da obra por achá-la pouco comercial, a canção foi enviada para todas as rádio de São Paulo e do Rio de Janeiro, além de ter seu videoclipe estreado na emissora de televisão musical MTV.[106] Apesar das controvérsias, geradas por alguns veículos de mídia que questionavam o fato de Pitty ser uma cantora rock da Bahia, e destoar das demais cantoras baianas que historicamente que optavam pela axé music, Pitty conseguiu comprovar com a qualidade de sua música e a sua personalidade que na Bahia também é lugar de Rock and roll.[106][105][107] Em 7 de maio, chega às lojas seu primeiro disco Admirável Chip Novo pela Deckdisc, o lançamento da obra veio acompanhado com o lançamento do single de mesmo nome.[108] O título do álbum foi inspirado seguindo a linha de pensamento do livro Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley. A obra narra um hipotético futuro em que as pessoas são pré-condicionadas biologicamente e condicionadas psicologicamente, a viverem em harmonia com as leis e regras sociais, dentro de uma sociedade organizada por castas.[109] Considerada pelos críticos o oposto das cantoras brasileiras da ocasião que optavam pela música pop, a exemplo de Kelly Key, Sandy, Wanessa Camargo e Luka — Nesse trabalho, Pitty apostava em um disco de hard rock repleto de letras com criticas sociais.[104][107] A faixa de abertura "Teto de Vidro" trata da sociedade capitalista e da curiosidade que algumas pessoas têm sobre a vida alheia. "Admirável Chip Novo" retrata a alienação social, "Máscara" sobre autoestima e a autoaceitação, "Emboscada", "I Wanna Be" e "Só de Passagem" são sobre comportamentos falsos, consumistas e superficiais. "O Lobo" retorna à pré-história para criticar a guerra e o ódio entre a humanidade. As demais composições lidam com amor, vida e ações e decisões comuns.[107][110] Em março de 2003, lança oficialmente sua primeira turnê, a Admirável Turnê Nova, passando por casas de espetáculo e arenas, chegando a realizar cerca de 20 shows mensais.[104][111] No final de 2003, seu álbum de estreia Admirável Chip Novo, encerrou o ano como o álbum de rock mais vendido no Brasil em 2003.[112] Para encerrar o ano, Pitty concorreu na nona edição do MTV Video Music Brasil, nas categorias "Banda ou Artista Revelação" e "Escolha da Audiência" todas por seu single "Máscara", apesar de não ter vencido nenhuma das categorias, a cantora performou a faixa durante a realização da premiação.[113]

No inicio de 2004, Pitty lança "Teto de Vidro" seu terceiro single, que se tornou tema da décima primeira temporada da série de televisão brasileira Malhação, no mesmo ano outras canções do seu álbum de estreia se torna tema de novela da Rede Globo, sendo a faixa "Temporal" inclusa na trilha sonora nacional de Da Cor do Pecado e "Máscara" uma das canções que integram a trilha sonora de Senhora do Destino.[114][115][116] Em 24 e 25 de março de 2004, participa da gravação do álbum Acústico MTV da banda Ira!, interpretando a faixa "Eu Quero Sempre Mais" — que ganhou alta rotação nas rádios.[117] Em 17 de abril, é lançado o terceiro single, "Equalize", sendo a primeira balada romântica de sua carreira, que teve a participação do baixista Liminha — ex integrante da banda Os Mutantes — no baixo (nas outras faixas, o instrumento foi tocado pelo onipresente Dunga), segundo a cantora apesar do apelo romântico o mais forte na música é o erótico, expresso em delicadas metáforas, “Não fiz essa música sobre amor, mas sobre sexo” diz Pitty.[118] Com a alta popularidade que vinha obtendo naquele ano e alta demanda de shows, estreia em 17 de maio o Família MTV, programa que tinha como objetivo cobrir em seis capítulos no total, o dia a dia da cantora e sua intensa rotina de shows pelo Brasil, através dos bastidores.[119] Em agosto de 2004, foi convidada a participar do Domingão do Faustão, onde cantou os sucesso de seu primeiro trabalho e foi entrevistada pelo apresentador Fausto Silva,[120] No dia 26 do mesmo mês, participa ainda da gravação do álbum ao vivo da cantora Rita Lee intitulado MTV Ao Vivo, interpretando a canção "Esse Tal de Roque Enrow", um dos clássicos da carreira da cantora.[121] No mesmo ano é premiada com disco de platina no Brasil[122] pelas mais de 100 mil cópias vendidas naquele ano do Admirável Chip Novo[123] sendo posteriormente certificado como disco de diamante, por vender mais de 800 mil cópias.[15][16] Com a boa aceitação dos singles e a boa divulgação do álbum, a gravadora Deckdisc, decide lançar em 2 de outubro, o primeiro álbum de vídeo da carreira de Pitty — intitulado Admirável Vídeo Novo — que contava com imagens de bastidores, shows e gravações inéditas em estúdio que se transformaram em um documentário, que narra também o processo de gravação do Admirável Chip Novo.[124][123][125] No mesmo ano é indicada a categoria "Revelação Solo" do Prêmio Multishow de Música Brasileira, onde saiu vencedora,[33] sendo indicada pela segunda vez ao MTV Video Music Brasil nas categorias "Melhor Videoclipe do Ano", "Melhor Direção de Arte em Videoclipe", "Melhor Fotografia em Videoclipe", porém saindo vencedora apenas nas categorias "Melhor Videoclipe de Rock" e "Escolha da Audiência".[126][127] Admirável Chip Novo também rendeu a Pitty, sua primeira indicação ao Grammy Latino na categoria: "Melhor Álbum de Rock em Língua Portuguesa", porém não obteve a vitoria.[38] Para encerrar os trabalhos de divulgação do primeiro álbum, em novembro é lançado o último single do projeto "Semana que Vem", cujo seu videoclipe ganhou alta rotação na MTV Brasil.[128]

2005—08: Anacrônico e {Des}Concerto ao Vivo[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Anacrônico e {Des}Concerto ao Vivo

Em 2005, a banda Pitty lança o disco Anacrônico[129][130] com apenas 13 faixas o álbum gerou grandes hits, com uma sonoridade mais pesada, resultando em um grande sucesso imediato em todo o Brasil, o álbum recebeu criticas bem positivas da mídia em geral,tornando-se um dos álbuns mais esperados do ano desde que a banda anunciou o lançamento. Sendo certificado com nove discos diamante no Brasil, esse álbum vendeu mais de 700 mil cópias e foi o álbum de rock mais vendido do país em 2005.[131] Todas as 13 músicas de Anacrônico foram compostas por Pitty, poucas por seus instrumentistas. A cantora concorda que o CD tem um caráter autobiográfico.[132]

Em uma entrevista ao Terra, Pitty, fala sobre sua inspiração para o álbum Anacrônico[133]:

Em 2006, a banda Pitty foi convidada pra se apresentar no "Rock in Rio-Lisboa", foi a primeira apresentação da Banda nesse festival,com um público estimado de 40 mil pessoas, que pulavam sob o calor de 33ºC a banda apresentou no festival as faixas do seu primeiro álbum Admirável Chip Novo, lançado em 2003.[134]

Em 2007, após o fim da Turnê Anacrônica, a banda Pitty lança o seu primeiro DVD ao vivo,[135] o {Des}Concerto ao Vivo. Além de ser lançado nos formatos CD, DVD e DualDisc, O CD inclui ainda duas composições inéditas: "Malditos Cromossomos", que revela influências do grupo norte-americano Mars Volta, e "Pulsos", cujo clipe foi um sucesso em emissoras musicais em todo o brasil.[136] o registro do show da banda foi também lançado em um modelo de aparelho celular, resultado de uma parceria com a Nokia. Com isso, Pitty recebeu o prêmio "Celular de Platina" pela vendagem de 450 mil aparelhos contendo seu álbum.[137]

2009—11: Chiaroscuro e A Trupe Delirante No Circo Voador[editar | editar código-fonte]

Cantora Pitty se apresentando

Em 2009, a banda lançou seu terceiro álbum de estúdio, Chiaroscuro.[138] No repertório, predominantemente autoral, a cantora quis mostrar influências dos arranjos vocais da Motown, Stax, Ronettes e Beach Boys.[139] No disco ainda teve uma parceria com Fabio Magalhães, na música “Sob o Sol”, um rock com uma levada puxada para o bolero e letra que traz impressões particulares dos dois músicos baianos sobre Salvador.[140] O primeiro single do álbum, "Me Adora", logo atingiu os primeiros lugares nas principais rádios brasileiras. Chiaroscuro, ganhou um jogo de celular que é baseado em suas músicas, algo inédito no país, chamado Chiaroscuro: O Jogo[141] . Seu segundo single, Fracasso chegou ao topo das paradas brasileiras de rock e o top 10 da Brasil Hot 100 Airplay. O terceiro single, Só Agora, chegou ao to 40 da Brasil Hot 100 Airplay.

Em 2009, Pitty lançou o DVD Chiaroscope. O material reúne três canções inéditas: "Pra onde ir", "Sob o sol" e "Just now" - e as 11 músicas do álbum de estúdio Chiaroscuro, o DVD foi filmado, dirigido, editado e com roteiro de Ricardo Spencer, tem vídeos realizado durante as sessões no estúdio Madeira, local de ensaio da banda na casa do baterista Duda que foi equipado para as gravações do disco. O DVD foi inspirado, segundo a cantora, em vídeos experimentais típicos dos anos 60.[142] Todas as faixas do disco ganham imagens vindas das gravações, aparentando uma banda extremamente entrosada que busca levar sua música além das fronteiras dos recentes trabalhos. O DVD não esmiúça o processo criativo que levou a cantora e banda ao melhor trabalho até então. O áudios parece ser o mesmo do CD, há poucos diálogos e nenhum momento de grande reflexão sobre músicas, letras, produção. O teor documental se restringe às imagens.[143]

Em 2010, a Revista Época pôs Pitty entre os 100 brasileiros mais influentes do ano. Na publicação, um texto escrito por Carlinhos Brown, ressaltava que Pitty levou o rock da Bahia para o resto do país.[144] Ainda em 2010, foi eleita a vocalista de rock mais sexy da América Latina e a 35º do mundo.[145][146]

Pitty apresentando-se em Sergipe.

Em 2011, Pitty lançou seu segundo álbum ao vivo, gravado no Circo Voador, A Trupe Delirante No Circo Voador.[147][148] O show foi registrado no Rio de Janeiro em dezembro, durante uma performance que contou com convidados especiais, além de sua banda oficial (o guitarrista Martin, o baixista Joe e o baterista Duda). O show ao vivo contou com musicas típicas e com alguns de seus hits durante a carreira, marcada por grandes sucessos.[149]

A Trupe Delirante No Circo Voador foi indicado ao Grammy Latino na categoria: Melhor Álbum de Rock Brasileiro.[40][150][151]

Em dezembro de 2011, a banda encerrou a A Trupe Delirante em Turne. Em referência ao seu trabalho, Pitty obteve grandes conquistas nessa turnê como, por exemplo, os shows realizados nos EUA, que foram notados por um dos maiores jornais de mídia impressa do mundo, o The New York Times. O jornal comparou a banda com bandas renomadas como Guns n' Roses e com a Joan Jett.[152] Pitty também foi o grande destaque da revista Billboard Americana que mantem os artistas de maiores sucessos do mundo. Houve também o lançamento da turnê com as plataformas Orkut ao Vivo e YouTube.[153]

2011—13: Agridoce[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Agridoce
Cantora Pitty se apresentando em São Paulo

Em 2011, Pitty e Martin desenvolveram um projeto paralelo chamado, Agridoce.[154][155] O projeto contém 12 faixas com um ritmo folk, diferente do rock da banda Pitty. O projeto já é um sucesso em todo o país, e a primeira faixa lançada, Dançando, já toca em todas as rádios brasileiras. A cantora deixou bem claro que esse projeto não tem nada de semelhante a sua banda, e que são ritmos bem distintos.[156]

Em 2012, Pitty e Martin levaram o Agridoce para participar de um dos mais importantes e conceituados festivais de folk do mundo: o South By Southwest (SXSW),[157][158] um conjunto de apresentações de cinema e música que acontece todas as primaveras em Austin, no Texas (EUA).[159] No mesmo ano, Agridoce teve 5 indicações no VMB: Artista do Ano, Melhor Banda, Hit do Ano, Melhor Disco e Melhor Capa.[160]

Em uma entrevista ao G1, Pitty falou sobre o Agridoce:

Em 2012, Pitty lançou o DVD Agridoce – 20 Passos (Multishow Registro). O DVD mostra todos os detalhes, que vão da criação e composição até o registro final de 17 músicas, além do duo executando faixas inéditas e criando versões para clássicos que, de certa forma, influenciaram este projeto. O DVD ainda traz cenas do dia a dia deles, momentos descontraídos, videoclipes e músicas que não entraram no álbum. São elas: “La Javanaise”, de Serge Gainsbourg; “Alvorada”, “Bday” e “Beethoven Blues”, compostas por Pitty e seu guitarrista Martin Mendonça.[162]

Em 2013, Pitty confirmou o fim do projeto paralelo e anunciou planos para um novo CD em 2013.[163] No mesmo ano, a cantora foi convidada para apresentar seus singles em um dos maiores festivais de Rock do Brasil, o Lollapalooza,[164] além de suas músicas tradicionais já apresentadas normalmente pelo projeto paralelo, foi incluído também clássicos como o “Across the universe”, dos Beatles[165] dando destaque ao projeto e sendo o grande cover da apresentação; mas Pitty também lembrou de outro, o 3 Na Massa, projeto que conta com membros da Nação Zumbi e do Instituto, e cantou “Lágrimas pretas”, uma composição de Lirinha.[166]

2014—16: SETEVIDAS, gravidez & Turnê SETEVIDAS: Ao Vivo[editar | editar código-fonte]

Apresentação da Cantora Pitty durante a turnê Setevidas
Ver artigo principal: Setevidas

Após quatro anos sem nenhuma música inédita,[167] a cantora Pitty publicou um texto em seu site desenvolvido em meio a temática da música nova. No texto, poético e sensacionalmente instigante, ela nos rodeia do número sete em todos seus significados, dando a pista para a música nova, chamada: "Setevidas". A cantora divulgou também o lançamento do novo álbum também nomeado de Setevidas, que foi lançado no dia 3 de junho de 2014. Foi realizada uma contagem regressiva, especial de 24 horas aos fãs em seu site oficial,[168] com um texto misterioso e fotos escondidas dentro do site. A imagem ilustrada no site indica que a banda tem lidado bem com essa nova forma de consumo musical, agora totalmente associado a internet, além de soar também como uma das estratégias de divulgação mais sensacionais que surgiu no Brasil. Em suas publicações, Pitty usou o misticismo e fez referências bíblicas envolvendo o número sete, alusão ao nome do novo CD, antes de lançar o novo clipe nas redes sociais.[169] Pitty possui claramente uma carga emotiva bem forte, desde a primeira canção, Pouco (… sigo tentando sair do fundo, nado, não quero morrer…) e passando por todas as outras nove emblemáticas músicas de Sete Vidas. Esta atmosfera mais soturna do álbum também é consequência do processo de gravação do mesmo, já que o álbum foi gravado ao vivo, com os quatro músicos (Pitty, Duda, Martim e o novato Guilherme) em estúdio, tocando simultaneamente, proporcionando uma vibe bem mais crua que o normal, as composições de Sete Vidas, todas de autoria da cantora, também refletem essa atmosfera que apresenta sem pudores alguém que passou por momentos bem difíceis no ano de 2013 e que teve que lidar com a ideia de perda de uma forma bem dramática. E estas perdas foram várias, nas suas diversas nuances: Pitty perdeu seu grande amigo Peu Sousa, falecido em 2013, perdeu também sua querida bichana, a gatinha que inclusive está ao seu lado nas fotos promocionais do álbum, e que morreu pouco depois da sessão de fotos, e também perdeu seu antigo baixista, Joe, em um processo judicial.[170]

Em 2014, um dos principais festivais de música do Brasil, o Lollapalooza, anunciou as atrações já confirmadas para março de 2015. Sendo assim a cantora Pitty foi confirmada pela emissora Rede Globo durante o programa Fantástico,[171] sendo uma das principais atrações do festival, que em sua última edição de 2013 reuniu mais de 150 mil pessoas com capacidade máxima lotando todo o Autódromo de Interlagos em São Paulo.[172]

Em 2014, na semana de lançamento do disco Setevidas a cantora Pitty foi destaque com o novo CD e entrou no top 200 de mais de 12 países sendo: México, EUA, Espanha, Paraguai, Chile, Argentina, Brasil e entre outros. Sendo o álbum com a maior recepção positiva da critica em 2014 pela mídia brasileira e da carreira da cantora Pitty.[173] O segundo single "Serpente" liderou os topos das principais rádios brasileiras e atualmente é considerado o single com maior sucesso do álbum que ganhou um clipe lançado oficialmente no programa da Rede Globo Altas Horas e no YouTube.[174]

Em 2016, Pitty, Os Paralamas do Sucesso, Nando Reis e Paula Toller foram convidados pela Nivea a interpretar os maiores hits do rock brasileiro em sete shows gratuitos por diversas capitais de estaduais do Brasil.[102] No evento de apresentação da turnê de homenagem ao rock nacional, que começou por Porto Alegre, a organização anunciou que a cantora Pitty não participaria do show no "Anfiteatro Pôr do Sol". "Ela está grávida, e teve de ser internada". Depois do anúncio no evento, a própria cantora divulgou nota em sua página oficial contando a novidade: "Tô aqui, gravidinha e muito feliz com a expectativa dessa nova aventura", escreveu Pitty. "É por isso que, com o coração apertado, comunico a vocês que não vou poder participar do primeiro show gratuito do projeto Nívea Viva Rock Brasil".[175] O mesmo aconteceu no segundo show da turnê, no Rio de Janeiro, Pitty não pôde comparecer por indicação médica. A cantora e atriz, Marjorie Estiano, foi convidada pela diretora do projeto, Monique Gardenberg, e de Liminha, integrante da banda, para cantar algumas músicas no lugar de Pitty.[176][177]

Em junho de 2016, a cantora compartilhou um curto vídeo em suas redes sociais, de uma edição que estaria aprovando de um dos show da "Turnê SETEVIDAS". Dias depois, Turnê Setevidas – Ao Vivo foi anunciado como o terceiro material ao vivo da cantora; registro este que capta uma apresentação da cantora baiana, durante a excursão nacional com o quarto disco dela, SETEVIDAS, lançado em 2014.[178] Assinado pelo selo Deckdisc, o novo DVD ao vivo de Pitty foi gravado em um show no "Audio Club", em São Paulo. Além do show ao vivo, há, também, um documentário de 50 minutos com cenas de bastidores da Turnê SETEVIDAS e de apresentações em outras cidades. "Dê um Rolê", lançada em 8 de julho de 2016, foi o primeiro single do DVD.

2017–presente: Saia Justa, Do Ventre à Volta & Turnê MATRIZ[editar | editar código-fonte]

Com uma naturalidade incrível, “Teto de Vidro” e “Temporal” vieram de forma arrebatadora e emocionante em MATRIZ

Em 10 de fevereiro de 2017, a cantora é anunciada pelo GNT como nova integrante do programa Saia Justa.[179] Em 2014, durante o processo de criação de Setevidas, Pitty escreveu a letra de ''Na Pele'', mas sentiu que ela não se encaixava no contexto do disco. Algum tempo depois, percebeu que a canção ficaria perfeita na voz de Elza Soares. Para a cantora, Elza simboliza a luta, a resiliência e a fortaleza da mulher negra; e sua vida e obra condiziam com a mensagem a ser passada. Após a proposta, Elza aceitou não apenas gravar a música, como também o fez em conjunto com a compositora. Logo, dia 04 de Agosto de 2017 a música era lançada. A canção recebeu 6 indicações ao Pop Video Awards 2018. O videoclipe "Na Pele" foi o único vídeo brasileiro na categoria "Video do Ano" da premiação do qual tem artistas como Lady Gaga, St. Vincent e Lorde. Também uma indicação no Women's Music Event Awards na categoria Videoclipe e votação popular do site Redbull sobre a melhor música nacional do ano.

Em 19 de Março de 2018, lançou o documentário ''Do Ventre à Volta'' [180] no Youtube onde aborda o tempo que ficou afastada do palco em função do nascimento da filha Madalena e também os preparativos do primeiro show que realizou após essa pausa, no festival João Rock, em 2017. Após dois anos longe da estrada, fazendo apresentações ocasionais e participações, Pitty anunciou a estreia da sua nova turnê, denominada Matriz[181].

A turnê atual da cantora é organizada de forma diferente, com os shows acontecendo simultaneamente ao lançamento de novas músicas, que deverão estar no novo disco, previsto para esse ano. Na apresentação, Pitty inclui seus mais recentes lançamentos, "Contramão" e "Te Conecta". Visualmente, o destaque é para o cenário, que ao contrário de SETEVIDAS (2014) que era super tecnológico, cheio de movimentos e interatividade, agora aparece com uma simplicidade mais intimista, com os belíssimos traços da artista gráfica Eva Uviedo. Musicalmente, a maior mudança é a inclusão de versões acústicas no setlist. Um enorme presente aos fãs, que funcionou perfeitamente dentro da proposta de Matriz. Pitty comanda a plateia com maestria, ao lado de Martin Mendonça (guitarra), Gui Almeida (baixo), Paulo Kishimoto (teclados) e de seu marido Daniel Weksler (bateria), que é a novidade dessa formação atual.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Pitty

Turnês[editar | editar código-fonte]

  • 2003-05: Admirável Turnê Nova[182]
  • 2005-07: Turnê Anacrônica
  • 2007-09: Turnê {Des}Concerto[183]
  • 2009-11: Turnê Chiaroscuro[184]
  • 2011: A Trupe Delirante em Turnê[185]
  • 2014-16: Turnê SETEVIDAS[186]
  • 2018-19: Turnê Matriz

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Função Nota Ref.
2004 Família MTV Ela mesma Apresentadora Documentário
2008 Charles Manson Dançarina Participação especial Curta-metragem [187]
2009 É Proibido Fumar Mikaela Longa-metragem [188]
2013 My MTV
Ela mesma
Apresentadora
Documentário
2015 Mortal Kombat X Cassie Cage (voz) Dublagem Jogo eletrônico [189]
Música.Doc
Ela mesma
Apresentadora
Documentário [190]
Pitty Apresenta TOP 10 Videoclipe [191]
2016 Dê Um Rolê Cantora Documentário
2017 Saia Justa Apresentadora Talk show [179]
Popstar Técnica Talent show
2018 Do Ventre à Volta Cantora Documentário

Livro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Editora Páginas
2014
Pitty - Cronografia: Uma Trajetória em Fotos
Edições Ideal
160

Premiações[editar | editar código-fonte]

A cantora Pitty já ganhou os prêmios MTV Video Music Brasil, Prêmio Multi Show e muitos outros resultando em mais de 70 prêmios vencidos durante a sua carreira, tornando-se uma das cantoras mais premiadas no Brasil.[192]

Participação no carnaval[editar | editar código-fonte]

Em 2010, Pitty participou do Carnaval de Salvador, cantando no trio Carnivalha, acompanhada de sua banda, da também cantora Nancy Viégas e do conjunto musical Radiola.

Em 2012, o jornal Diário de S. Paulo publicou que a cantora Pitty teria sido convidada para ser rainha de bateria da escola carioca Mocidade Independente de Padre Miguel, mas Pitty usou sua página oficial no Twitter para fazer um desabafo. Em vários posts seguidos na rede social, ela explicou para os fãs, seguidores e a imprensa afirmando, que essa notícia divulgada pelo jornal Diário de São Paulo, sobre o convite para participar do Carnaval do Rio de Janeiro, não era verdadeira.[193]

Em 2013, Pitty foi convidada para ser madrinha da bateria do bloco Acadêmicos do Baixo Augusta,[194][195] o bloco é realizado na rua Augusta localizado em São Paulo e conta sempre com foliões que se concentraram no cruzamento da rua Augusta e sempre tem a participação de grandes artistas e celebridades como Alessandra Negrini, Wilson Simoninha e Marcelo Rubens Paiva e Leandra Leal. Em 2014, Pitty fez uma participação simples no bloco não sendo madrinha, sendo assim deixando a oportunidade para Tulipa Ruiz.[196]

Em 2018, Pitty subiu novamente em um trio elétrico em Salvador ao lado de Larissa Luz e Karina Buhr, no bloco Respeita As Minas[197]. O trio desfilou no circuito Campo Grande na segunda-feira de Carnaval.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Confira a lista com cinco musas do rock nacional». Consultado em 11 de maio de 2014. 
  2. «Pitty - Entrevista RS». Rolling Stone. 7 de março de 2018. Consultado em 20 de maio de 2018. 
  3. «Veja lista com dez curiosidades sobre a cantora Pitty». Vix. Consultado em 20 de maio de 2018. 
  4. «Pitty fala sobre influências no Estúdio Showlivre 2007». Consultado em 27 de março de 2016. 
  5. «Pitty mostra confiança para viver nova fase». Consultado em 27 de março de 2016. 
  6. «Pitty - o que que a baiana tem? Rock And Roll». Consultado em 27 de março de 2016. 
  7. a b «Em 2012, a cantora ficou em 9º lugar entre as 10 mulheres mais ricas do Brasil em uma pequisa realizada no país». Purepeople. Consultado em 11 de junho de 2018. 
  8. a b «Cinco baianas estão entre as dez famosas mais ricas do país». Consultado em 13 de Janeiro de 2012. 
  9. Uol (7 de outubro de 2012). «Entrevista especial com a aniversariante do dia, a cantora Pitty». Uol. Consultado em 7 de outubro de 2012. 
  10. Catraca Livre. «Pitty realiza show gratuito no Parque da Juventude». Catraca Livre. Consultado em 9 de fevereiro de 2015. 
  11. Gnt. «Saia Justa traz Pitty, além de Taís Araújo, para o sofá». Gnt. Consultado em 10 de fevereiro de 2017. 
  12. a b «Shes». Undergroundrockgirl. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  13. Uol (7 de outubro de 2012). «Primeiro CD da banda Inkoma». Whiplash.net. Consultado em 7 de outubro de 2012. 
  14. a b Eventim (7 de outubro de 2012). «Biografia». Uol 
  15. a b «Agenda de Shows de Pitty 2017 e Músicas». Consultado em 11 de abril de 2017. 
  16. a b «Pitty completa 37 anos! Relembre os maiores sucessos da cantora». Consultado em 11 de abril de 2017. 
  17. «Pitty lança Anacrônico». Gazeta Digital. Consultado em 11 de Setembro de 2005. 
  18. «"Anacrônico" alcançou 700 mil cópias». Consultado em 14 de outubro de 2016. 
  19. a b «Pitty: Reinstalando o Sistema». Consultado em 14 de outubro de 2016. 
  20. «"Pitty Chiaroscuro" é Platina no Brasil». Consultado em 11 de abril de 2017. 
  21. http://www.cifraclubnews.com.br/noticias/27819-pitty-lanca-primeiro-clipe-do-projeto-paralelo-agridoce-confira.html
  22. «Pitty anuncia oficialmente novo disco e lança primeira música em quatro anos». Rolling Stone Brasil. Consultado em 23 de dezembro de 2014. 
  23. «Pitty fala sobre a gravação de seu 4º álbum de estúdio, Setevidas». Consultado em 26 de maio de 2014. 
  24. «Pitty da à luz sua primeira filha, Madalena». Ego. Consultado em 17 de agosto de 2016. 
  25. «Pitty é confirmada como apresentadora do "Saia Justa"». Ego. Consultado em 23 de dezembro de 2014. 
  26. «Pitty é confirmada como apresentadora do "Saia Justa"». Ego. Consultado em 23 de dezembro de 2014. 
  27. «Pitty inicia turnê nacional e prepara novas músicas». Revista O grito. Consultado em 23 de dezembro de 2014. 
  28. G1 (17 de julho de 2015). «Sucesso de Pitty e independência das bandas fazem a cena do século XXI». G1. Consultado em 28 de julho de 2015. 
  29. Trip TV (27 de fevereiro de 2015). «Pitty é a convidada da Trip FM». Band. Consultado em 27 de fevereiro de 2015. 
  30. a b «Biografia de Pitty». eBiografia. Consultado em 13 de outubro de 2018. 
  31. «Pitty». DECKDISC. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  32. «Melhores do Ano». Wikipédia. Consultado em 17 de julho de 2008. 
  33. a b «Multishow pulveriza prêmios e homenageia Vianna». O Estado de S. Paulo. 2 de Junho de 2004. Consultado em 16 de julho de 2008. 
  34. «Vencedores PMMB 2005». Multishow. 6 de Julho de 2005. Consultado em 16 de julho de 2008. 
  35. «PITTY RECEBE PRÊMIO POR SEU PROGRAMA DE RÁDIO». Terra. 23 de dezembro de 2010. Consultado em 13 de setembro de 2014. 
  36. «Pitty se torna a maior vencedora do VMB». Correio. Consultado em 17 de setembro de 2010. 
  37. «Prêmios Pitty». Deckdisc. Consultado em 16 de julho de 2008. 
  38. a b «Veja a lista de indicados ao Grammy Latino 2004». Cifra Club. 19 de julho de 2004. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  39. «Brasileiros indicados ao Grammy Latino». Rolling Stone Brasil. Consultado em 5 de maio de 2018. 
  40. a b Uol Musica (14 de setembro de 2011). «Veja lista de indicados brasileiros ao Grammy Latino». Uol 
  41. Ofuxico (14 de maio de 2006). «Pitty faz shows pela primeira vez nos Estados Unidos». Consultado em 15 de julho de 2011. 
  42. «Pitty toca na Argentina pela primeira vez». Área VIP. 8 de dezembro de 2012. Consultado em 6 de setembro de 2007. 
  43. «PITTY FAZ SEU PRIMEIRO SHOW INTERNACIONAL!». Jovem Pan.com. 9 de maio de 2006 
  44. «Pitty edita CD e se apresenta no Japão». Portal Oba Oba. 14 de setembro de 2014. Consultado em 22 de setembro de 2013. 
  45. G1. «Com ingressos esgotados, Pitty se apresenta no festival João Rock». Consultado em 20 de janeiro de 2018. 
  46. G1. «Pitty faz show para poucos, mas emociona e é 'adorada' no Lolla». Consultado em 20 de janeiro de 2018. 
  47. Capricho. «Com ingressos esgotados, Pitty se apresenta no festival João Rock». Consultado em 20 de janeiro de 2018. 
  48. «Pitty é única brasileira em lista de 50 mulheres sexy do rock». Globo FM. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  49. «Tudo Sobre a Carreira de Pitty». Consultado em 8 de julho de 2014. 
  50. a b c d e f g h i j k l «PITTY». TPM. Trip. Consultado em 13 de outubro de 2018. 
  51. Fernanda Figueiredo. «Pitty revela que teve adolescência conturbada com a mãe». Bahia Notícias. Consultado em 13 de outubro de 2018. 
  52. a b c d JONAS FURTADO. «Minha mãe era minha maior inimiga». Terra. Consultado em 13 de outubro de 2018. 
  53. «Ex-vendedora de loja, Pitty perdia cliente por ser sincera demais». Uol. Consultado em 13 de outubro de 2018. 
  54. «Os bicos dos músicos antes da fama: Pitty conta como era trabalhar de vendedora e garçonete». Multishow. Consultado em 8 de julho de 2014. 
  55. «Pitty relembra profissão antes da fama em entrevista com Angélica». iBahia. Consultado em 8 de julho de 2014. 
  56. «"Rock é identificação, estilo de vida", diz Pitty». Gauchazh. Consultado em 8 de julho de 2014. 
  57. «Mãe, feminista e dona de uma carreira de sucesso: 10 fatos sobre Pitty». Bol. Consultado em 13 de outubro de 2018. 
  58. «Shes». Fotolog. Consultado em 8 de julho de 2014. 
  59. «Shes». WikiBandas. Consultado em 8 de julho de 2014. 
  60. «Shes». Fotolog. Consultado em 8 de julho de 2014. 
  61. «Shes». WikiBandas. Consultado em 8 de julho de 2014. 
  62. a b c d «História Do Rock Baiano – Inkoma». Bahia Rock. Consultado em 13 de outubro de 2018. 
  63. «Pitty abre sua intimidade no livro 'Cronografia: uma trajetória em fotos'». Extra. Consultado em 8 de julho de 2014. 
  64. «O casamento de Pitty». Consultado em 31 de janeiro de 2013. 
  65. «Pitty se casa em segredo com baterista do NX Zero». Consultado em 24 de dezembro de 2010. 
  66. «Após casar de vermelho, Pitty comenta aversão ao branco: 'Tenho problema'». Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  67. «Cantora Pitty anuncia que está grávida do primeiro filho - Últimas Notícias - UOL TV e Famosos». Consultado em 18 de julho de 2016. 
  68. «Pitty dá a luz primeira filha e quer discrição». Folha de S.Paulo - Coluna de Mônica Bergamo 
  69. http://www.papelpop.com/2017/12/pitty-critica-musica-feminista-de-cantora/
  70. G1 (17 de agosto de 2011). «Brasileiros Confirmados Rock in Rio». g1. Consultado em 18 de novembro de 2011. 
  71. Pop (2 de outubro de 2011). «Rock In Rio: Pitty faz show recheado de hits e domina 100% o Trending Topics Brasil no Twitter». Pop. Consultado em 2 de outubro de 2011. 
  72. Portal Vírgula (13 de Julho de 2011). «Especial Rock Brasil: Os anos 2000». Portal Vírgula. Consultado em 13 de julho de 2011. 
  73. VMB (1º de agosto de 2011). «Veja quem são os maiores vencedores do VMB». MTV. Consultado em 1º de agosto de 2011. 
  74. «Pitty faz cover do Nirvana, em homenagem aos 20 anos de Nervermind». Consultado em 31 de janeiro de 2013. 
  75. «Pitty é premiada por seu programa de rádio». Consultado em 22 de dezembro de 2010. 
  76. «Pitty é novidade na lista semanal da Billboard norte-americana». Consultado em 13 de junho de 2011. 
  77. «Pitty aparece na revista americana 'Billboard' na parada de novidades». Consultado em 6 de junho de 2011. 
  78. «PITTY ESTREIA NA BILLBOARD NORTE-AMERICANA». Consultado em 13 de junho de 2011. 
  79. «Cachê de Pitty é estimado, entre 6 e 15 milhões por ano». Consultado em 31 de janeiro de 2013. 
  80. «Emicida lança parceria com Pitty; ouça "Hoje Cedo"». Consultado em 30 de julho de 2013. 
  81. «Emicida lança música em parceria com Pitty». Consultado em 31 de julho de 2013. 
  82. «Emicida lança música em parceria com Pitty; ouça 'Hoje Cedo'». Consultado em 30 de julho de 2013. 
  83. «NO DIA MUNDIAL DO ROCK, PITTY É A ARTISTA MAIS INFLUENTE DO BRASIL NO TWITTER». Consultado em 15 de julho de 2014. 
  84. «Retrospectiva Twitter: hashtags, emojis e os momentos de 2015». Consultado em 7 de dezembro de 2015. 
  85. «Pitty lança biografia em fotos marcantes da carreira dela; veja a capa». Consultado em 19 de agosto de 2014. 
  86. «Cantora Pitty lança biografia em fotos». Consultado em 19 de agosto de 2014. 
  87. «Pitty lança primeiro livro com relatos da infância e carreira musical». Consultado em 19 de agosto de 2014. 
  88. «Pitty lança livro com fotos do começo da carreira até hoje». Consultado em 19 de agosto de 2014. 
  89. «Pitty lançará Cronografia nas livrarias». Consultado em 20 de agosto de 2014. 
  90. «Mortal Kombat X: Cassie Cage será dublada por cantora de rock nacional». Consultado em 9 de fevereiro de 2015. 
  91. «Cassie Cage ganhará dublagem de Pitty em Mortal Kombat X». Consultado em 9 de fevereiro de 2015. 
  92. «Cantora Pitty irá dublar personagem de 'Mortal Kombat X'». Consultado em 9 de fevereiro de 2015. 
  93. «'É fácil achar que sou a responsável', diz Pitty sobre críticas a dublagem». Consultado em 16 de março de 2015. 
  94. «Fãs de games reclamam de dublagem de Pitty em 'Mortal Kombat X'». Consultado em 13 de março de 2015. 
  95. «Pitty em 'Mortal Kombat X' vira piada e sobra até para Compadre Washington;assista». Consultado em 18 de março de 2015. 
  96. «"Fiz o melhor possível", diz Pitty sobre dublagem de "Mortal Kombat X"». Consultado em 16 de março de 2015. 
  97. «Com show de Pitty, "Mortal Kombat X" terá lançamento amanhã (16) em SP». Consultado em 15 de março de 2015. 
  98. «Pitty fará show de lançamento do game 'Mortal Kombat X'». Consultado em 14 de março de 2015. 
  99. «Pitty faz show de lançamento do game Mortal Kombat X e rebate críticas: "Gosto não se discute"». Consultado em 14 de maio de 2015. 
  100. «Pitty, Paula Toller, Nando Reis e Paralamas homenageiam o rock em show gratuito». Consultado em 25 de fevereiro de 2016. 
  101. «Pitty, Paula Toller, Nando Reis e Paralamas vão homenagear rock brasileiro». Consultado em 25 de fevereiro de 2016. 
  102. a b «Nando Reis, Paula Toller, Paralamas do Sucesso e Pitty anunciam turnê». G1. Grupo Globo. 23 de fevereiro de 2016. Consultado em 25 de fevereiro de 2016. 
  103. «Nando Reis, Paralamas, Paula Toller e Pitty fazem show gratuito de rock». Consultado em 25 de fevereiro de 2016. 
  104. a b c «A anti-Sandy». Época. 19 de julho de 2004. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  105. a b «Tudo Sobre a Carreira de Pitty». Musica.culturamix.com. 19 de julho de 2004. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  106. a b c «A salada roqueira de PITTY». Folha de S.Paulo. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  107. a b c «Pane no sistema: há 15 anos, Pitty lançava o icônico "Admirável Chip Novo"». Tenho Mais Discos que Amigos. 19 de julho de 2004. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  108. «Ibope das FMs e AMs de São Paulo». Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  109. «HÁ 15 ANOS, PITTY LANÇAVA O CLÁSSICO "ADMIRÁVEL CHIP NOVO"». Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  110. «Admirável chip novo: o rock de Pitty e a crítica à sociedade de controle». Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  111. «Resenha - Pitty (Ballroom, Rio de Janeiro, 19/03/2004)». Whiplash. Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  112. «Biografia de Pitty». Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  113. «Conheça os indicados ao VMB 2003, premiação de clipes da MTV Brasil». Universo Online. 23 de junho de 2003. Consultado em 16 de julho de 2008. 
  114. «Malhação 2004 trilha nacional». Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  115. «Da Cor do Pecado trilha nacional». Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  116. «Senhora do Destino trilha nacional». Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  117. «Acústico MTV - Ira!». Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  118. «Pitty». Whiplash. Consultado em 28 de maio de 2011. 
  119. «"Família MTV" com Pitty estréia na segunda». Folha de S.Paulo. Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  120. «"Baiana arretada": relembre a primeira participação de Pitty no Domingão do Faustão». Consultado em 28 de maio de 2011. 
  121. «Zélia Duncan e Pitty gravam DVD com Rita Lee em São Paulo». Cifra Club. Consultado em 28 de maio de 2011. 
  122. «Admirável Chip Novo». Deckdisc. Consultado em 18 de dezembro de 2010. 
  123. a b «Admirável Vídeo Novo». Terra networks. Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  124. «Pitty lança o DVD "Admirável Vídeo Novo"». Terra networks. Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  125. «Pitty Lança DVD». Consultado em 17 de setembro de 2004. 
  126. «Indicados VMB 2004». IG. 5 de outubro de 2004. Consultado em 16 de julho de 2008. 
  127. «Clipe de Pitty é o melhor na escolha da audiência». O Estado de S. Paulo. 6 de Outubro de 2004. Consultado em 16 de julho de 2008. 
  128. «Biografia da pitty». Consultado em 15 de novembro de 2003. 
  129. «Cantora Pitty lança o CD "Anacrônico" em São Paulo». Consultado em 29 de agosto de 2005. 
  130. «Pitty lança Anacrônico». Gazeta Digital =11 de setembro de 2005 
  131. «"Anacrônico" alcançou 700 mil cópias». Consultado em 14 de outubro de 2016. 
  132. «Pitty "incendeia" Rock In Rio-Lisboa». Consultado em 10 de agosto de 2005. 
  133. «Pitty lança "Anacrônico" no Canecão». Consultado em 6 de outubro de 2005. 
  134. «Pitty "incendeia" Rock In Rio-Lisboa». Consultado em 28 de maio de 2006. 
  135. «Pitty lança DVD ao vivo para "encerrar ciclo" e entrar de férias». Consultado em 20 de setembro de 2007. 
  136. «Cantora lança novo CD». Consultado em 2 de outubro de 2007. 
  137. «Pitty Recebe Celular de Platina». Consultado em 18 de julho de 2008. 
  138. Terra (8 de agosto de 2009). «Em 'Chiaroscuro', Pitty faz álbum de contrastes». Terra. Consultado em 8 de agosto de 2009. 
  139. «Novo álbum de Pitty terá influências de artistas da Motown e de Beach Boys». Consultado em 16 de junho de 2009. 
  140. «Pitty - Influências». Consultado em 16 de dezembro de 2009. 
  141. «Pitty - Chiaroscuro: O Jogo». Consultado em 31 de janeiro de 2013. 
  142. «Pitty lança DVD Chiaroscope em outubro, com três músicas inéditas e bastidores de sua banda». Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  143. «Pitty lança o DVD 'Chiaroscope'». Consultado em 1 de setembro de 2014. 
  144. Redação Época (11 de dezembro de 2010). «Os 100 brasileiros mais influentes de 2010». Época. Consultado em 13 de dezembro de 2010. 
  145. «Pitty é um dos '100 brasileiros mais influentes de 2010′». Consultado em 12 de dezembro de 2010. 
  146. «Revista põe Ivete Sangalo e Pitty entre os 100 brasileiros mais influentes em 2010». Consultado em 13 de dezembro de 2010. 
  147. «Pitty lança DVD 'A Trupe Delirante no Circo Voador'». Consultado em 27 de maio de 2011. 
  148. «Pitty lança o DVD Trupe Delirante no Circo Voador». Consultado em 8 de junho de 2011. 
  149. «Pitty lança em maio 'A trupe delirante no circo voador', seu novo DVD». Consultado em 3 de março de 2011. 
  150. Pure People (7 de outubro de 2011). «A Trupe Delirante No Circo Voador', seu segundo álbum ao vivo, foi indicado ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Rock Brasileiro». Uol 
  151. «É um reconhecimento bacana' diz Pitty sobre Grammy». Consultado em 16 de outubro de 2011. 
  152. The New York Times (25 de julho de 2011). «Paying Tribute to New York, by Way of Brazil». The New York Times 
  153. «Pitty fará lançamento do novo DVD via YouTube e Orkut». Consultado em 5 de março de 2011. 
  154. Jovem IG (18 de outubro de 2011). «Pitty lança projeto paralelo Agridoce». Jovem IG. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  155. Música UOL (28 de setembro de 2011). «Projeto paralelo de Pitty, Agridoce lança compacto em vinil com remix no Rock In Rio». Música UOL. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  156. G1 (23 de novembro de 2011). «Pitty cria projeto Agridoce». G1. Consultado em 23 de novembro de 2011. 
  157. «AGRIDOCE VAI PARA O TEXAS E SE APRESENTA NO SOUTH BY SOUTHWEST». Nação da Música. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  158. «South By Southwest abre espaço para a música brasileira». Folha de S.Paulo. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  159. «Pitty - EUA». Consultado em 31 de janeiro de 2013. 
  160. «Vanguart lidera indicações ao VMB 2012 - Música - iG». Último Segundo 
  161. «Pitty, falando sobre o projeto.». Consultado em 2 de fevereiro de 2013. 
  162. «Agridoce lança DVD com bastidores do álbum de estreia». Território da Música. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  163. «Pitty confirma fim do 'Agridoce'». Consultado em 12 de janeiro de 2013. 
  164. «Agridoce prepara show do Lollapalooza em clima de despedida e fala sobre novo álbum de Pitty». Música Uol. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  165. «Lollapalooza 2013: Agridoce faz show contemplativo no festival». RollingStone. Consultado em 16 de setembro de 2014. 
  166. «Pitty mostra faceta mais delicada em show do Agridoce no Lollapalooza». g1. Consultado em 29 de março de 2013. 
  167. «Pitty lança novo clipe de sua carreira, Sete Vidas, e anuncia disco para junho». Consultado em 7 de maio de 2014. 
  168. «Sete Vidas: Pitty lança melhor álbum da carreira». Consultado em 3 de junho de 2014. 
  169. «Pitty lança primeira música inédita em quatro anos; veja novo clipe». Consultado em 7 de maio de 2014. 
  170. «Pitty lança melhor álbum da carreira». Consultado em 3 de junho de 2014. 
  171. «Fantástico anuncia em primeira mão atrações do Lollapalooza». Consultado em 16 de novembro de 2014. 
  172. «Lollapalooza 2015 anuncia programação de shows por dia; veja a lista». Consultado em 27 de novembro de 2014. 
  173. «PITTY – SETEVIDAS». Consultado em 5 de dezembro de 2014. 
  174. «Pitty lança o clipe de 'Serpente' no programa Altas Horas. Assista!». Consultado em 8 de novembro de 2014. 
  175. «G1 - Nando Reis, Herbert Vianna e Paula Toller iniciam a turnê sem Pitty». Consultado em 3 de abril de 2016. 
  176. «O Globo - Marjorie Estiano canta no lugar de Pitty no RJ». Consultado em 10 de abril de 2016. 
  177. «Rock nacional homenageado em show gratuito de Nando Reis, Herbert Vianna, Paula Toller e Marjorie Estiano (sem Pitty)». Consultado em 23 de fevereiro de 2016. 
  178. Rolling Stone Brasil (15 de junho de 2016). «Pitty inicia divulgação de novo material ao vivo». Redação RSB. Consultado em 16 de junho de 2016. 
  179. a b Da Redação (11 de fevereiro de 2017). «Saia Justa traz Pitty, além de Taís Araújo, para o sofá». GNT. Consultado em 11 de fevereiro de 2017. 
  180. Ribeiro, Laís (20 de março de 2018). «"Do Ventre à Volta": Pitty lança documentário sobre maternidade e seu retorno aos palcos – assista». Consultado em 10 de outubro de 2018. 
  181. Ferraz, Marcelo (5 de julho de 2018). «Pitty anuncia turnê pelo Brasil com novo formato de show e inéditas». Tenho Mais Discos Que Amigo. Consultado em 10 de outubro de 2018. 
  182. «Pitty toca o rebu no Canecão». Consultado em 10 de abril de 2004. 
  183. «PITTY FAZ SHOW EM SÃO PAULO DO DVD DESCONCERTO». Consultado em 8 de março de 2008. 
  184. «Pitty estreia nesta quinta-feira turnê de "Chiaroscuro" em São Paulo». Consultado em 15 de outubro de 2009. 
  185. «Pitty estreia da turnê "A Trupe Delirante"». Consultado em 12 de maio de 2011. 
  186. «A turnê foi disponibilizada no site da cantora e seu início para Maio de 2014». Consultado em 9 de maio de 2014. 
  187. Depois de atuar em curta de André Moraes, Pitty faz sua primeira participação em um longa-metragem, 'É proibido fumar' Leia mais: http://extra.globo.com/tv-e-lazer/depois-de-atuar-em-curta-de-andre-moraes-pitty-faz-sua-primeira-participacao-em-um-longa-metragem-proibido-fumar-544398.html#ixzz3EHLDe5dK!
  188. Depois de atuar em curta de André Moraes, Pitty faz sua primeira participação em um ... Read more: http://oglobo.globo.com/cultura/depois-de-atuar-em-curta-de-andre-moraes-pitty-faz-sua-primeira-participacao-em-um-3608775#ixzz3EHJuWrIB!
  189. Pitty responde crítica sobre dublagem em jogo http://g1.globo.com/tecnologia/games/noticia/2015/04/fas-reclamam-de-dublagem-de-pitty-em-mortal-kombat-x.html
  190. Pitty apresenta sua rotina e os bastidores da "Turnê SETEVIDAS"
  191. Pitty apresenta sua playlist na MTV
  192. «Pitty se torna a maior vencedora do VMB». Consultado em 19 de setembro de 2010. 
  193. R7. Pitty desmente boatos sobre Carnaval: “É um delírio”. Publicado no R7, em 02/08/2012. Acessado em 04/04/2014
  194. Terra. SP: com Negrini e Pitty, bloco arrasta foliões na Rua Augusta. Publicado no Terra, em 03/02/2013. Acessado em 04/04/2014
  195. Yahoo Celebridades: Cantora Pitty será madrinha de bloco de rua no Carnaval. Publicado no Yahoo, em 17/01/2013. Acessado em 24/09/2014
  196. Uol. Tulipa Ruiz será madrinha do bloco Acadêmicos do Baixo Augusta. Publicado no UOL, em 13/02/2014. Acessado em 23/02/2014
  197. «É muito simbólico para mim subir no trio, afirma Pitty - Band.com.br». BandFolia. Consultado em 3 de maio de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons