Plínio José Luz da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dom Plínio José Luz da Silva
Bispo da Igreja Católica
Bispo de Picos
Hierarquia
Papa Francisco
Arcebispo metropolita Jacinto Furtado de Brito Sobrinho
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Picos
Nomeação 26 de novembro de 2003
Predecessor Dom Augusto Alves da Rocha
Mandato 2003 -
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 16 de dezembro de 1984
Nomeação episcopal 13 de junho de 2001
Ordenação episcopal 24 de agosto de 2001
por Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques
Lema episcopal “Euntes praedicate Evangelium”
“Ide, Proclamai o Evangelho” (Mac 16,15)
Brasão episcopal
BishopCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Pacoti,  Ceará
18 de outubro de 1955 (62 anos)
Nacionalidade brasileiro
Funções exercidas Bispo-auxiliar de Fortaleza (2001-2003)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Plínio José Luz da Silva (Pacoti, 18 de outubro de 1955), é um bispo católico brasileiro, bispo de Picos, Piauí. Dom Plínio nasceu em 18 de outubro de 1955 na cidade de Pacoti-CE.  É o segundo de sete filhos do casal Luis Carneiro da Silva (in memorian) e Maria de Jesus Luz. [1]

Ordenou-se diácono no dia 15 de janeiro de 1984 na quadra do Instituto Maria Imaculada - Pacoti - CE, sua ordenação Presbiteral aconteceu no dia 16 de dezembro de 1984, neste mesmo local. 

Realizou seus estudos no Grupo Escolar Menezes Pimentel e Instituto Maria Imaculada (Pacoti - CE); no Colégio Castelo, como vocacionado dos Padres Salvatorianos (Fortaleza - CE).  Completou a Filosofia e Teologia no ICRE - Instituto de Ciências Religiosas da Arquidiocese de Fortaleza, no Seminário da Prainha (Fortaleza - CE). Seguiu um curso de Espiritualidade e Animação Missionária no Centro Internacional de Animação Missionária da congregação para a Evangelização dos Povos, em Roma - Itália. 

Antes do episcopado foi pároco da Paróquia Nossa Senhora das Graças - Ideal (Aracoiba) - CE, da Paróquia São Francisco de Assis - Fortaleza - CE,   da Paróquia Nossa Senhora da Conceição - Redenção - CE, da Paróquia São João Batista - Acarape - CE, da Paróquia Nossa Senhora da Palma - Baturité - CE,  Vigário Episcopal Região Episcopal da Serra, Membro do Conselho Presbiteral e Membro do Conselho Econômico  Arquidiocesano- Fortaleza - CE[2].

Episcopado[editar | editar código-fonte]

Missa da Sexta-feira de Passos na catedral de Picos, presidida por Dom Plínio José.

Em 13 de junho de 2001 o Papa João Paulo II nomeou Bispo titular de Marazane e auxiliar de Fortaleza - CE. Foi ordenado Bispo em 24 de agosto de 2001[3], na Catedral de Fortaleza - CE, tendo como Bispos ordenantes Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, Dom Aldo di Cillo Pagotto e Dom José Doth. No Ceará, foi Bispo Auxiliar de Fortaleza-CE (2001-2003); Coordenador do Secretariado Arquidiocesano de Pastoral – Fortaleza; Bispo Responsável pela Comunicação e Dimensão Missionária no Regional Nordeste I – Estado do Ceará[2].

Em 26 de novembro de 2003, o Papa João Paulo II o nomeou Bispo da Diocese de Picos - PI. Veio a tomar posse em 31 de Janeiro de 2004 como segundo Bispo de Picos[4]. Já em Picos, foi Bispo referencial da Pastoral da Comunicação e Pastoral da Pessoa Idosa no Regional NE IV da CNBB[2].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «JORNALISTA 292». www.jornalista292.com.br. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  2. a b c «Dom Plínio José Luz da Silva – Diocese de Picos». dp15.com. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  3. «11 – Dom Plínio José Luz da Silva – 2001 a 2003». Arquidiocese de Fortaleza. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  4. «Diocese de Picos - CNBB Regional Nordeste 4». cnbbne4.org.br. Consultado em 7 de dezembro de 2017