Placa Australiana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Placa Australiana

Placa Australiana é uma grande placa tectônica que abrange os hemisférios sul e oriental. Originalmente uma parte do antigo continente da Gondwana, a placa Australiana permaneceu conectada à Indiana e Antártica até cerca de 100 milhões de anos atrás, quando a Índia se separou e começou a se mover para o norte. A Australiana e Antártica começaram a se separar há 85 milhões de anos e completaram o processo cerca de 45 milhões de anos atrás.[1] A placa Australiana depois fundiu-se com a placa Indiana adjacente sob o Oceano Índico para formar a placa Indo-Australiana. No entanto, estudos recentes sugerem que as duas placas se separaram novamente há cerca de 3 milhões de anos.[2] A placa australiana inclui o continente da Austrália, incluindo a ilha da Tasmânia, assim como porções da Nova Guiné, Nova Zelândia e da bacia do Oceano Índico.

Referências

  1. Oskin, Becky (5 jul. 2013). Gathering Gondwana: New Look at an Ancient Puzzle. Live Science. Nova Iorque: Future US. Consultado em 15 de abril de 2020.
  2. Stein, Seth; Sella, Giovanni F.; Okal, Emile A. (1 jan. 2002). The January 26, 2001 Bhuj Earthquake and the Diffuse Western Boundary of the Indian Plate. In: Stein, Seth; Freymueller, Jeffrey T. (eds.) Plate Boundary Zones. Washington: American Geophysical Union. 30: 243–254. Consultado em 15 de abril de 2020.