Planetshakers

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Planetshakers
Planetshakers em concerto ao vivo
Informação geral
Origem Adelaide

Melbourne

País  Austrália
Gênero(s) Pop, rock, rock alternativo, dança, dubstep, cristão e evangelho, louvor e adoração, música cristã contemporânea
Instrumento(s) Voz, batería, guitarra, teclados
Período em atividade 2000 – presente
Gravadora(s) Word Entertainment
Kingsway Worship
Word Australia
Planetshakers Ministries International
Integrity Music
Grupo Canzion
Influência(s) Hillsong United, Hillsong Young & Free, Capital Kings, Newsboys, Hillsong Worship, Israel Houghton, Darlene Zschech, Bethel Music, Soulfire Revolution, Jesus Culture, Passion Conferences, Gateway Worship, Elevation Worship, Desperation Band, Michael W. Smith, Chris Tomlin, Martin Smith
Integrantes Joth Hunt
Samantha Evans
Bj Pridham
Rudy Nikkerud
Chelsi Nikkerud
Steven Sowden
Natasha Tripodi
Aimee Evans
Natalie Ruiz
Joe Vatucicila
Liz Webber
Matt Garner
Aimee Evans
Uli Flores
Andy Harrison
Josh Ham
Joshua Brown
Zach Kellock
Mitch Wong
Phil Hervela
Will Broome
Marc Peric
Scott Lim
Ex-integrantes Guy Sebastian
Michael Guglielmucci
Amanda Guglielmucci
Kris Guglielmucci
Henry Seeley
Alex Seeley
Kevin Curiel
Jessica Curiel
Jono Elliot
Nicole Monteduro
Mike Webber
Liz Webber
Página oficial http://www.planetshakers.com/

Planetshakers é uma mega igreja evangélica pentecostal de adultos e jovens em Melbourne, na Austrália. É também o nome da banda da igreja com um número significativo de lançamentos de discos. A banda e a igreja têm sido muito bem sucedidas por terem sido indicados por vários GMA Dove Awards. Planetshakers também consiste em outros campi da igreja ao redor do mundo, incluindo Austin, Texas, Cidade do Cabo, África do Sul, Cingapura e Genebra, na Suíça.

História[editar | editar código-fonte]

A Igreja Planetshakers (antiga Igreja da Cidade de Melbourne) é uma igreja cristã pentecostal afiliada às Igrejas Cristãs Australianas, as Assembleias de Deus na Austrália.

Planetshakers começou como um movimento evangélico de jovens cristãos que surgiu em uma conferência em 1997. Em sua história, desenvolveu várias dessas conferências anuais e se tornou uma igreja chamada Melbourne City Church. A primeira conferência veio da Paradise Community Church em Adelaide, no sul da Austrália, e foi liderada pelo pastor Russell Evans.

A Igreja da Cidade de Melbourne mudou seu nome para Planetshakers Church em 2004, quando a banda e o ministério Planetshakers se mudaram para Melbourne. A igreja é afiliada a outras igrejas cristãs australianas nas Assembléias de Deus da Austrália. Os pastores gerais da igreja Planetshakers são Russell Evans e Samantha Evans e têm mais de 10.000 membros.

Planetshakers tem quatro campi em Melbourne, "City", "Nordeste", "East" e "Geelong" e dois campi internacionais: um em Cidade do Cabo (África do Sul) e um em Los Angeles (EUA). Seu fundador, Pastor Russell Evans disse que seus objetivos: "Eu acho que a igreja de Deus deve ser a maior festa do planeta ... Estamos aqui não só para ser uma igreja local, estamos aqui para ser uma igreja global, e podemos ter a capacidade de influenciar o planeta inteiro".

Música[editar | editar código-fonte]

Uma parte central do ministério Planetshakers é a música de louvor e adoração da banda Planetshakers. O grupo de louvor Planetshakers, conhecido internacionalmente por sua música cristã contemporânea, incorpora elementos: pop, rock, rock alternativo, dance, christian & gospel, louvor e adoração e, posteriormente, é classificado dentro do gênero dubstep. A banda Planetshakers tem sua própria gravadora chamada “Planetshakers Ministries International”.

Em 2002, o cantor australiano Guy Sebastian, vencedor do Australian Idol e ex-membro da banda Planetshakers participou como chumbo e de fundo vocais em álbuns e conferências em 2002 e 2003. Muitos dos membros vêm de Juventude Viva South Australia. Algumas composições musicais foram escritas pela banda membros apareceram nos álbuns "Phenomena" (2001), "Pick It Up" (2006) (a Youth Alive Austrália Ocidental), que apareceu em jogos posteriores Planetshakers.

O álbum Open Up the Gates em 2002 foi indicado para melhor álbum "Louvor e Adoração" por GMA Dove Awards (Prêmios para a música cristã entregues nos Estados Unidos).

Sua música contemporânea de louvor e adoração australiano incorpora elementos pop, rock, rock alternativo, dança e dubstep, uma vez que os jovens estão relacionados com música. A banda Planetshakers é central para os eventos e conferências do Ministério Planetshakers.

Foi relatado em 2008 que Michael Guglielmucci, um ex-membro da banda Planetshakers, alegou fraudulentamente que ele estava morrendo de câncer. Durante este tempo Guglielmucci recebeu dinheiro de seguidores, que acreditavam que a doença era real. Guglielmucci também escreveu a canção "Healer" (Healer) para o álbum Saviour of the World (2007), uma canção de encorajamento para os crentes que sofrem de câncer. Guglielmucci explicou suas ações como resultado de um vício a longo prazo na pornografia.

O álbum Endless Praise: Live, que foi lançado em março de 2014, alcançou a #4 posição no iTunes, na parada Top Heatseekers Albums na Billboard, número #3 lugar e no chart Top Christian Albums também na Billboard foi posicionado em o número #16 lugar, o número #3 sendo a posição mais alta em toda a história da banda. O vídeo da música "Endless Praise" foi indicado ao GMA Dove Awards na categoria "Vídeo Musical em Longa-Metragem" do ano de 2014.

O álbum Nada es imposible, seu primeiro álbum em espanhol que foi lançado em 1 de julho de 2014, alcançou o #17 lugar na parada "Latin Pop Albums" na Billboard e foi indicado para várias categorias pelo Arpa Awards, incluindo: Melhor Álbum do Grupo Musical Cristão, Melhor Álbum de Rock Cristão e também foi nomeado o principal vocalista da banda Joth Hunt como Melhor Produtor Musical do Ano em espanhol.

O vídeo da música "This is Our Time" foi indicado ao GMA Dove Awards na categoria "Vídeo Musical em Longa-Metragem" do ano de 2014.

O vídeo da música "Letsgo" foi indicado ao GMA Dove Awards na categoria "Vídeo Musical em Longa-metragem" do ano de 2015.

O EP Momentum: (Live in Manila) que foi lançado em março de 2016 ficou em #4 lugar no iTunes na Austrália, igual ao álbum Endless Praise (2014), que também conseguiu se posicionar em #4 no iTunes.

O vídeo Overflow: Live foi indicado ao GMA Dove Awards na categoria "Vídeo Musical em Longa-Metragem" do ano de 2016.

Planetshakers foi nomeado para o GMA Dove Awards na categoria: "Álbum de língua espanhola do ano" "Sé quién eres tu feat. Su Presencia" do ano de 2016.[1]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • When the Planet Rocked (janeiro de 2000) Ao Vivo na Conferência.
  • So Amazing (janeiro de 2001) Ao Vivo na Conferência.
  • Phenomena (álbum) (janeiro de 2001) Compilação. (Lançamento Internacional - Ao Vivo)
  • Reflector (janeiro de 2002) Ao Vivo na Conferência.
  • Open Up the Gates (abril de 2002) Estúdio Álbum.
  • (My King) Praise & Worship (janeiro de 2003) Ao Vivo na Conferência.
  • Rain Down (agosto de 2003) Estúdio Álbum.
  • Evermore (janeiro de 2005) Ao Vivo na Conferência.
  • Always and Forever (janeiro de2005) Álbum de Estúdio.
  • Decade: Lift Up Your Eyes (janeiro de 2005) Ao Vivo na Conferência.
  • Pick It Up (janeiro de 2006) Ao Vivo na Conferência
  • Arise (janeiro de 2006) Estúdio Álbum.
  • Praise Him (maio de 2006) Compilação.
  • Worship Him: 25 of Planetshakers' Greatest Worship Anthems (maio de 2006)
  • All That I Want: Live Praise and Worship (agosto de 2006) Ao Vivo na Conferência.
  • Never Stop (janeiro de 2007) Estúdio Álbum.
  • Saviour of the World (junh de 2007) Ao Vivo na Conferência.
  • Free (janeiro de 2008) Ao Vivo na Planetshakers City Church.
  • Beautiful Saviour (janeiro de 2008) Gravado ao vivo na Planetshakers City Church.
  • All For Love (janeiro de 2008) Ao Vivo na Conferência.
  • One (junho de 2009) Gravado ao vivo na conferência.
  • Deeper (Live Worship from Planetshakers City Church) (outubro de 2009)
  • Even Greater (março de 2010) Ao Vivo na Conferência.
  • Nothing Is Impossible (junho de 2010) Studio Album - DVD Recorded Live at Planetshakers Conference de 2010
  • Heal Our Land (abril de 2012) Recorded live at conference.
  • Limitless (janeiro de 2013)  Recorded Live at Planetshakers Conference de 2012
  • Endless Praise: Live (março de 2014) Gravado ao vivo na conferência de 2013. (also a deluxe edition)
  • Nada es Imposible (em espanhol, julho de 2014) Studio Album
  • This Is Our Time: Live (outubro de 2014) Gravado ao vivo na conferência de 2014
  • Outback Worship Sessions (maio de 2015) Studio Album
  • #LETSGO (setembro de 2015) Gravado ao vivo na conferência de 2015
  • Overflow: Live (setembro de 2016) Gravado ao vivo na conferência de 2016
  • Sé quién eres tú (em espanhol novembro de 2016) Studio Album
  • Legacy (en vivo, setembro de 2017) Gravado ao vivo em Melbourne, Manila, Kuala Lumpur. Edição especial do 20° aniversário da igreja Planetshakers. (also a deluxe edition)
  • Legado (em espanhol, novembro de 2017) Studio Album

EPs[editar | editar código-fonte]

  • Momentum (Live in Manila) (EP) (Ao Vivo em Manila, março de 2016)
  • Legacy, Part. 1: Alive Again (Ao Vivo, março de 2017)
  • Legacy, Part. 2: Passion (Ao Vivo, julio de 2017)
  • “Christmas Vol. 1” (dezembro de 2017)
  • Heaven On Earth, Part. 1 (abril de 2018)
  • Heaven On Earth, Part. 2 (julio de 2018)

Audio Performance Trax - EPs[editar | editar código-fonte]

  • The Anthem (abril de 2005)
  • Nothing Is Impossible (agosto de 2012)
  • Father (agosto de 2012)
  • Unto God (março de 2015)

Com mais de 30 álbuns vendidos internacionalmente, a banda originalmente de Adelaide percorreu os EUA, Reino Unido, Europa, África do Sul, Sudeste Asiático, Austrália, Nova Zelândia, América Latina e América Central e, desde então, a banda cresceu consideravelmente com duas equipes para viajar pelo mundo.

Membros da Banda[editar | editar código-fonte]

Atuais
  • Joth Hunt (Vocalista Principal)
  • Samantha Evans (Vocalista Principal)
  • Bj Pridham (Vocalista Principal)
  • Rudy Nikkerud (Vocalista Principal)
  • Chelsi Nikkerud (Coros)
  • Steven Sowden (Coros)
  • Natalie Ruiz (Coros)
  • Natasha Tripodi (Vocalista)
  • Uli Flores (Vocalista)
  • Aimee Evans (Vocalista)
  • Joe Vatucicila (Vocalista)
  • Matt Garner (Vocalista)
  • Andy Harrison (Batería)
  • Josh Ham (Bajo eléctrico o Guitarrista)
  • Joshua Brown (Tecladista y Vocalista)
  • Zach Kellock (Guitarrista eléctrico)
  • Mitch Wong (Tecladista)
  • Phil Hervela (Guitarrista)
  • Will Broome (Guitarrista)
  • Marc Peric (Guitarrista)
  • Scott Lim (Tecladista)

O grupo musical Planetshakers está sob a direção dos pastores: Russell Evans e Samantha Evans. A banda está atualmente sob a liderança de Joth Hunt e Sam Evans.

Ex Membros
  • Guy Sebastian
  • Michael Guglielmucci
  • Amanda Guglielmucci
  • Kris Guglielmucci
  • Henry Seeley
  • Alex Seeley
  • Kevin Curiel
  • Jessica Curiel
  • Jono Elliot
  • Nicole Monteduro
  • Mike Webber
  • Liz Webber

Planetshakers Kids[editar | editar código-fonte]

Em 2013, eles também apresentam a sua primeira produção de música infantil chamada Planetshakers Kids, bem como seu primeiro álbum de crianças chamado "Nothing Is Impossible". O álbum contém 16 músicas selecionadas da banda musical Planetshakers para estimular as crianças em louvor e adoração. O álbum Nothing Is Impossible foi nomeado pelo GMA Dove Awards como "Melhor Álbum do Ano pela Música Infantil".

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of Australia.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical da Austrália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.