Plantão da Globo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o antigo telejornal, veja Plantão Globo.
Plantão da Globo
Informação geral
Formato telejornal
Gênero Boletim informativo
País de origem Brasil
Idioma original português
Música João Nabuco
Exibição
Emissora original Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 2 de abril de 1982 (Como Plantão JN) – Presente

Plantão da Globo é o título do noticiário extraordinário da Rede Globo, que normalmente interrompe a programação da emissora para noticiar fatos importantes de última hora, que possivelmente tenham relevância para a sociedade. De acordo com o formato original televisivo, é produzido e apresentado por jornalistas que estejam de plantão na emissora e que sejam acionados para isso.

Exibição[editar | editar código-fonte]

Foi transmitido pela primeira vez em 2 de abril de 1982, como Plantão JN, divulgando informações sobre a Guerra das Malvinas. O formato atual, com a vinheta e a música características, foi transmitido pela primeira vez em 21 de Maio de 1991, trazendo a notícia sobre um atentado a bomba na Índia, que terminou no assassinato do primeiro-ministro indiano Rajiv Gandhi. Atualmente, o Plantão conta com a colaboração técnica da Globo News, com a qual transmite em pool, sob a supervisão da Central Globo de Jornalismo.

O Plantão é transmitido ao vivo para todo país, mesmo em estados com fuso horário diferenciado e que transmitem a programação da rede em formato ajustado. No entanto, já foram registradas situações em que o boletim interrompeu um telejornal de rede, em que o próprio âncora é o apresentador do plantão.[1][2]

Impacto[editar | editar código-fonte]

Plantão do Jornal da Globo, apresentado na década de 1980.

É o extra (linguagem jornalística) mais antigo e conhecido do Brasil, tendo noticiado em rede nacional quase todos os principais acontecimentos da história nos últimos 30 anos, como guerras, mortes, fenômenos naturais, acidentes, sequestros, fatos históricos, atentados, eventos políticos, no Brasil e no mundo. Juntamente com o áudio - inspirado no da vinheta do Repórter Esso, da Rede Tupi, composto pelo então maestro arranjador da Rede Globo, João Nabuco,[3] a vinheta de abertura e encerramento, criada pelo designer Hans Donner, é característica e símbolo do noticiário, que possui certa influência sobre o jornalismo e o comportamento nacional.[4][5] Normalmente, tudo o que é noticiado no Plantão passa a ser noticiado em outros extras e nos jornais seguintes. Imagens geradas ao vivo no Brasil já foram transmitidas por grandes redes de notícias internacionais, também ao vivo, como o Breaking News da CNN na ocasião do Sequestro do ônibus 174 no Rio de Janeiro e na queda do Voo TAM 3054 em São Paulo. Dentre todos os fatos noticiados no boletim até os dias de hoje, o mais lembrado por muitos vem a ser o Atentado às Torres Gêmeas, ocorrido nos EUA em 11 de Setembro de 2001, tanto pelo impacto do fato, quanto pela atração interrompida pela divulgação do mesmo, que ainda gera muito assunto, principalmente nas redes sociais.

Com o advento das redes sociais, o Plantão da Globo passou a ser o assunto mais comentado a partir do momento em que é colocado no ar, seja pelo impacto da informação ou pelas reações da vinheta no momento em que interrompe a programação habitual.[6][7][8]

A maior quantidade de plantões exibidos num mesmo dia até hoje foi de 8 plantões, em duas situações: Em 01 de Maio de 1994, na morte do piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna, e em 07 de Abril de 2018, na prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva[9]. Os anos que registraram a menor quantidade de exibições do plantão foram 2014, em que foram exibidos somente 2 plantões em todo o ano, um em Fevereiro, e o outro, em Setembro, juntamente com 2019, ano em que também foram exibidos somente 2 plantões acompanhados da vinheta. Em 13 de Janeiro, na extradição do contraventor italiano Cesare Battisti, ocorrida na Bolívia, e em 12 de Maio, quando fora noticiada a morte do ator Lúcio Mauro. Ambos os plantões foram exibidos durante uma madrugada de domingo.

Exemplos de coberturas[editar | editar código-fonte]

1991[editar | editar código-fonte]
1992[editar | editar código-fonte]
  • 29 de janeiro - O Fundo Monetário Internacional (FMI) aceita a carta de intenções do Governo Collor, facilitando a obtenção de um empréstimo de 2 bilhões de dólares (mais de 2 trilhões de Cruzeiros) até o final de 1993. O plantão interrompeu a novela Pedra sobre Pedra e foi apresentado por Fátima Bernardes em off com a logotipo do plantão na tela.[15]
  • 18 de março - Um deslizamento de terra, causado por um desprendimento de um aterro em construção, atingiu várias casas e barracos na comunidade Vila Barraginha em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte, matando 37 pessoas e ferindo 80. Plantões foram exibidos durante o dia, todos apresentados por Sérgio Chapelin.[16] [17]
  • 17 de setembro - A mãe do então presidente Collor, Leda Collor de Melo, é internada após sofrer três paradas cardíacas no Rio de Janeiro. Na clínica, onde foi internada, o presidente e o seu irmão a visitaram em meio a vários protestos motivados pelos últimos escândalos que envolviam seu nome. Este plantão foi apresentado por William Bonner.[18]
  • 12 de outubro - Acidente de helicóptero no largo de Angra dos Reis-RJ mata o deputado Ulysses Guimarães (1916-1992), sua esposa D. Mora, o ex-senador Severo Gomes, sua esposa, D. Henriqueta e o piloto. O plantão foi exibido no intervalo do filme Annie, A Loirinha Cobiçada (1975) na Sessão Comédia e foi apresentado por uma plantonista da emissora na madrugada em off.[19]
  • 26 de dezembro - Foi adiada para o dia 28 daquele mês, a decisão sobre o mandado de segurança feito pelos advogados de defesa de Collor sobre os dois pedidos feitos ao Ministro do STF na época, que eram a apresentação do novo advogado de defesa e o adiamento do Julgamento do Impeachment. O Plantão interrompeu o filme Reds (1981) no Supercine e foi apresentado por William Bonner no estúdio do Jornal Nacional.[20]
  • 29 de dezembro - Prisão do ator Guilherme de Pádua pelo assassinato da atriz Daniella Perez no Rio de Janeiro e renúncia do presidente afastado Fernando Collor de Mello. Apresentado por Leilane Neubarth, do estúdio do RJTV, e por Carlos Nascimento, dos estúdios da Globo em Brasília[21].
1993[editar | editar código-fonte]
  • 21 de maio - A juíza Denise Frossard anunciou a sentença que condenou os 14 maiores bicheiros do Rio de Janeiro a 6 anos de prisão por formação de quadrilha e bando armado. Quando o Plantão foi ao ar, já tinha sido anunciada a sentença de 2 dos 14, Castor de Andrade e Anísio Abraão David. Foi apresentado por Carlos Nascimento em off com o logotipo do plantão na tela, interrompendo a novela O Mapa da Mina.[22]
  • 27 de novembro - O detetive Lindauro da Silva confessa que foi um dos responsáveis pelo assassinato de Ana Elizabeth Lofrano Alves dos Santos, ocorrido um ano antes em Brasília. Segundo Lindauro, ele tinha recebido dinheiro de José Carlos Alves dos Santos para simular um sequestro e matar Ana. O plantão interrompeu o Corujão que exibia o filme Crianças de Valor (1979) e foi apresentado por uma plantonista da madrugada em off, com a logotipo do plantão na tela.[23]
1994[editar | editar código-fonte]
  • 01 de maio - Morte do piloto brasileiro tricampeão da Fórmula 1, Ayrton Senna (1960-1994), depois de ter sofrido um grave acidente durante o Grande Prêmio de San Marino em Ímola, na Itália. Foram oito plantões ao longo da manhã e da tarde, todos ancorados por Léo Batista direto dos estúdios da Globo no Rio de Janeiro. No sétimo plantão, Roberto Cabrini entra ao vivo por telefone para confirmar a morte de Ayrton Senna. Destaca-se frase de Cabrini que até hoje é muito lembrada: "Morreu Ayrton Senna da Silva, uma notícia que a gente nunca gostaria de dar!". Logo após a entrada de Cabrini, imagens do acidente foram reexibidas novamente.[24]
  • 20 de julho - Chegada de parte da Seleção Tetracampeã a São Paulo, onde é aclamada pela torcida paulista, mesmo estando de madrugada. O plantão, com a vinheta especial Copa 94, interrompeu o filme Maratona da Morte (1976), exibido na sessão Campeões de Bilheteria e foi apresentado por Mauro Naves em um link direto do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.[25]
1995[editar | editar código-fonte]
  • 30 de abril - O piloto e sócio de PC Farias, Jorge Bandeira de Melo, é preso na Argentina após estar foragido desde 1993. O plantão interrompeu o programa Os Trapalhões, e foi apresentado por André Luiz Azevedo em off com o logotipo do plantão na tela.[26]
  • 07 de novembro - Assalto com reféns no bairro do Morumbi em São Paulo termina com feridos. O plantão foi apresentado pela repórter Maria Cândida em passagem gravada no local do assalto.[27]
  • 30 de novembro - Libertado de um sequestro na madrugada deste dia, Eduardo Gouveia Vieira, filho do então presidente do Sistema FIRJAN. O plantão foi apresentado em off, com a logotipo do plantão na tela.[28]
1996[editar | editar código-fonte]
  • 24 de Fevereiro: Três aviões civis americanos são derrubados por jatos da força aérea cubana. Foi exibido no intervalo do programa A Comédia da Vida Privada que exibia o episódio "Mãe é Mãe", e foi apresentado por William Bonner no estúdio do Jornal Nacional com a participação por telefone do correspondente Paulo Henrique Amorim, direto de Nova York.[29]
  • 03 de março: Um avião do tipo Learjet que levava a banda Mamonas Assassinas chocou-se contra a Serra da Cantareira por volta das 23h30 do dia 2. O acidente ocorreu enquanto o avião se aproximava do Aeroporto de Cumbica em Guarulhos-SP. Todas as 9 pessoas, incluindo os 5 integrantes da banda morreram na batida. Na ocasião, a banda estava no auge do sucesso, aparecia com frequência nos programas de TV e já possuía inúmeros fãs por todo o Brasil. Plantões foram exibidos com a participação do repórter Rodrigo Vianna, a bordo do Globocop, sobrevoando o local para acompanhar a busca dos corpos. [30][31]
2018[editar | editar código-fonte]
2020[editar | editar código-fonte]
  • 16 de abril: Anúncio da demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Interrompendo, a exibição do filme O Bicho Vai Pegar 4, na Sessão da Tarde.[33]
  • 22 de maio: Quebra do sigilo judicial da gravação da reunião presidencial do dia 22 de abril[34] e a exibição de um trecho desta gravação.[35] Foi a primeira vez em 2020 que dois plantões interrompem a programação no mesmo dia.
  • 5 de junho: Atualização dos números da pandemia de COVID-19 no Brasil. O plantão dessa vez foi motivado[36] pela divulgação dos dados posterior ao final do Jornal Nacional, que até então atualizava diariamente os números durante as edições. Porém, com a decisão do Governo Federal em divulgar os dados por volta das 22h, o telejornal não conseguiria atualizar os dados a tempo da divulgação. Com isso, a Rede Globo entrou[37] com o plantão durante a exibição da novela Fina Estampa, para informar os últimos números e a justificativa, segundo palavras do jornalista William Bonner, foi a seguinte: "Nós dissemos que você teria esses números assim que fossem anunciados. Estamos aqui cumprindo o que nós dissemos".[38]
  • 6 de junho: Atualização dos números da pandemia de COVID-19 no Brasil. Novamente a Rede Globo se utiliza do plantão e interrompe[39] a exibição da novela Fina Estampa para divulgar os últimos números da pandemia do Coronavirus.
  • 18 de junho: Prisão do ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz e Anúncio da demissão[40] do ex-Ministro da Educação, Abraham Weintraub. Desta vez a Rede Globo interrompe o filme Um Menino de Ouro (Um Presente Especial) em exibição na Sessão da Tarde.

Referências

  1. Mauricio Stycer (23 de maio de 2017). «Zileide Silva é interrompida por ela mesma em plantão da Globo no Acre». UOL. Consultado em 24 de dezembro de 2018 
  2. «Dony de Nuccio é interrompido por ele mesmo em "Plantão da Globo"». Veja São Paulo. 25 de outubro de 2017. Consultado em 24 de dezembro de 2018 
  3. «Vinheta do plantão da Globo está há 14 anos no ar». Gazeta Digital. 13 de junho de 2004. Consultado em 27 de maio de 2013 
  4. O Segredo das Marcas Desejadas, pág. 45. Patrick Hanlon. Editora Gente Liv e Edit Ltd. ISBN 9788573125573 (2007)
  5. "Marcas amadas geram experiência com consumidor". Gilberto Strunck, citado no site Mundo do Marketing, 26 de junho de 2008
  6. «Plantão da Globo deixa telespectadores assustados durante a madrugada». Portal do Holanda. 4 de março de 2018. Consultado em 24 de dezembro de 2018 
  7. «"Plantão da Globo" decepciona internautas e comentários inundam redes sociais». iG. 24 de maio de 2016. Consultado em 24 de dezembro de 2018 
  8. «Quantidade exagerada de 'Plantão da Globo' vira piada na internet». Catraca Livre. 13 de julho de 2017. Consultado em 24 de dezembro de 2018 
  9. Félix, Luiz (8 de Abril de 2020). «Na prisão de Lula, Globo usa temida vinheta de Plantão em quantidade histórica». Portal Na Telinha. Consultado em 22 de Março de 2020 
  10. YouTube - Vídeo Plantão da Globo: Assassinato de Rajiv Ghandi (21/05/1991)
  11. YouTube - Vídeo Intervalo: Tela Quente - Globo/SP (19/08/1991) [2]
  12. YouTube - Vídeo Intervalo: Tela Quente - Globo/SP (19/08/1991) [3]
  13. YouTube - Vídeo Intervalo Globo em Agosto de 1991 (Plantão da Globo: Crise na URSS)
  14. YouTube - Vídeo Rede Globo - PLANTÃO sobre o fim da União Soviética
  15. YouTube - Vídeo Plantão da Globo: Acordo do FMI com o Brasil (29/01/1992)
  16. YouTube - Vídeo Plantão da Globo Deslizamento de terra em Contagem/MG em 1992: Rede Globo (1992
  17. YouTube - Vídeo Plantão da Globo: Deslizamento de Terra (18/03/1992)
  18. YouTube - Vídeo Plantão Rede Globo - Saúde da mãe de Fernando Collor - 17/09/1992
  19. YouTube - Vídeo Plantão: desaparecimento de Ulysses Guimarães - 12/10/1992
  20. YouTube - Vídeo Plantão Globo - 26/12/1992
  21. YouTube - Vídeo Plantão Globo - Assassinato Daniela Perez - 1992
  22. YouTube - Vídeo Plantão da Globo: Condenação dos Bicheiros (21/05/1993)
  23. YouTube - Vídeo Plantão da Globo: Assassino Confessa Crime (27/11/1993)
  24. YouTube - Vídeo Plantões da Globo: Morte de Ayrton Senna (01/05/1994)
  25. YouTube - Vídeo Plantão Especial: Chegada da Seleção a São Paulo (20/07/1994)
  26. YouTube - Vídeo Plantão Globo - Prisão do Sócio de PC Farias - 1995
  27. YouTube - Vídeo Plantão da Globo: Assalto com Reféns (07/11/1995)
  28. YouTube - Vídeo Plantão da Globo: (1995-Raridade)
  29. YouTube - Vídeo Plantão da Globo: Aviões dos EUA Derrubados (24/02/1996)
  30. YouTube - Vídeo Primeiro Plantão da Globo - Resgate dos corpos do Mamonas Assassinas (03/03/1996)
  31. YouTube - Vídeo Segundo Plantão da Globo - Resgate dos corpos do Mamonas Assassinas (03/03/96)
  32. «Desembargador de plantão do TRF-4 volta a ordenar cumprimento imediato da soltura de Lula». Portal G1 RS. 8 de julho de 2018. Consultado em 28 de março de 2020 
  33. Jornal Nacional | Luiz Henrique Mandetta anuncia sua saída do cargo de ministro da Saúde em rede social | Globoplay, consultado em 22 de maio de 2020 
  34. Jornal Nacional | Plantão: Celso de Mello libera praticamente na íntegra vídeo de reunião ministerial | Globoplay, consultado em 23 de maio de 2020 
  35. Jornal Nacional | Plantão: veja trecho do vídeo de reunião ministerial liberado pelo ministro Celso de Mello | Globoplay, consultado em 23 de maio de 2020 
  36. «"Acabou matéria no JN", diz Bolsonaro sobre horário de dados da covid-19». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 6 de junho de 2020 
  37. Jornal Nacional | Plantão: número de mortos por Covid-19 no Brasil chegou a 35.026, diz Ministério da Saúde | Globoplay, consultado em 6 de junho de 2020 
  38. «Globo interrompe novela, faz plantão e divulga números de coronavírus». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 6 de junho de 2020 
  39. Jornal Nacional | Plantão: Brasil tem 904 mortes por Covid em 24 h, segundo ministério | Globoplay, consultado em 7 de junho de 2020 
  40. Jornal Nacional | Plantão: Abraham Weintraub não é mais ministro da Educação | Globoplay, consultado em 18 de junho de 2020