Plasmaron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em física, um Plasmaron é uma quasipartícula proveniente de um sistema que tem como fontes interações plasmon-elétron. É uma quasipartícula formada através de interações quasipartícula-quasipartícula, já que ambos os plasmons e elétrons são modos coletivos de tipos diferentes. Plasmarons tem sido observados recentemente em grafeno e bismuto.[1][2]

Referências

  1. Bostwick; Speck, F.; Seyller, T.; Horn, K.; Polini, M.; Asgari, R.; MacDonald, A. H.; Rotenberg, E.; et al. (21 de maio de 2010). «Observation of Plasmarons in Quasi-Freestanding Doped Graphene». Science. 328 (5981): 999–1002. Bibcode:2010Sci...328..999B. PMID 20489018. doi:10.1126/science.1186489. Consultado em 25 de maio de 2010 
  2. Riccardo Tediosi, N. P. Armitage, E. Giannini, and D. van der Marel (13 de setembro de 1971). «Charge Carrier Interaction with a Purely Electronic Collective Mode: Plasmarons and the Infrared Response of Elemental Bismuth». Phys. Rev. Lett. 27 (11): 711–714. Bibcode:2007PhRvL..99a6406T. arXiv:cond-mat/0701447Acessível livremente. doi:10.1103/PhysRevLett.99.016406. Consultado em 17 de junho de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.