Plataforma como serviço

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

PaaSPlatform as a Service — em computação, consiste no serviço propriamente dito, de hospedagem e implementação de hardware e software, que é usado para prover aplicações (software como serviço) por meio da Internet. Oferece a possibilidade de substituir o paradigma de aplicações tradicional, no qual programas de computador são instalados na máquina do usuário e ficam assim muito mais restritos às configurações de hardware e software disponíveis nela, principalmente ao sistema operacional.

Plataforma como serviço é uma das  principais formas de contratar a Computação em Nuvem. Considerada um meio termo entre a IaaS - infraestrutura como serviço e SaaS [1] - software como serviço, a plataforma como serviço oferece as licenças de software, infraestrutura, manutenção, sistemas de comunicação e tudo o mais que for necessário para a publicação de um aplicativo/site. A liberdade de configuração e utilização vai depender do fornecedor de PaaS - se for mais ou menos flexível no quanto o usuário pode configurar da plataforma.

Vantagens[editar | editar código-fonte]

O modelo de PaaS é considerado benéfico para desenvolvedores, já que “é uma boa maneira de o profissional dedicar-se, de fato, ao trabalho de construção de aplicativos, deixando o restante com o fornecedor, como gerenciamento, licenças de uso, atualização e manutenção da infraestrutura, entre outras agruras, com a vantagem da redução de custos da operação”[2]. Para projetos em que a equipe é reduzida, o uso de PaaS é apontado como uma boa solução, pois permite o foco em desenvolvimento, sem a necessidade de gerenciar, fazer a manutenção e garantir a segurança do servidor, optando por uma plataforma pronta. Como é característica de soluções Cloud Computing, nas soluções de PaaS é possível ajustar o consumo de recursos de acordo com a demanda, assim como a cobrança também é feita por demanda.

Implementação[editar | editar código-fonte]

PaaS facilita a implementação, pois reduz o custo, a complexidade de instalação e de gerenciamento de requisitos de hardware e software (do desenvolvedor da aplicação e também de cada usuário final).[3][4]

O fornecedor da plataforma de computação em nuvem, com o objetivo de diminuir custo e complexidade para os desenvolvedores de aplicações, normalmente incluem em seu produto que é vendido como serviço:

  • sistema operacional
  • ambiente de execução de ferramentas de programação
  • sistemas gerenciadores de base de dados
  • software servidor web
  • processo de implantação de aplicações facilitado e documentado

Algumas dessas plataformas permitem o escalonamento automático dos recursos computacionais, ou da capacidade de armazenamento, de forma a atender aos requisitos técnicos da aplicação que é implantada pelo cliente desenvolvedor de software.

Exemplos de Soluções PaaS [5][editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «O que é SaaS, IaaS e PaaS em Cloud Computing? (Conceitos básicos)». AntonioRicardo.org. 28 de março de 2013. Consultado em 3 de março de 2017 
  2. «PaaS beneficia desenvolvedores». COMPUTERWORLD. 1 de outubro de 2012 
  3. «Google angles for business users with 'platform as a service'» (em inglês). The Guardian. Consultado em 15 de Janeiro de 2016 
  4. «Fast and easy continuous deployment» (em inglês). Tsuru. Consultado em 15 de Janeiro de 2016 
  5. «PaaS (Platform as a Service): the top five cloud players». Cloud Academy Blog (em inglês). 14 de maio de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]