PlayerUnknown’s Battlegrounds

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
PlayerUnknown's Battlegrounds
Capa do jogo.
Desenvolvedora(s) PUBG Corporation
Publicadora(s) PUBG Corporation (Windows)
Microsoft Studios (Xbox One)
Tencent Games (Mobile)
Diretor(es) Brendan Greene
Produtor(es) Chang-han Kim
Projetista(s) Brendan Greene
Motor Unreal Engine 4
Plataforma(s) Microsoft Windows
PlayStation 4
Xbox One
Android
iOS
Data(s) de lançamento Microsoft Windows: 20 de dezembro de 2016; (acesso antecipado em março de 2016);
Xbox One: 12 de dezembro de 2017;
Android/iOS: 9 de fevereiro de 2018 (apenas para China e 19 de março de 2018 mundialmente).
Gênero(s) Ação-aventura, Battle Royale
Modos de jogo Multijogador
Página oficial

PlayerUnknown's Battlegrounds (PUBG) (estilizado como PLAYERUNKNOWN'S BATTLEGROUNDS), ou somente Battlegrounds, é um jogo eletrônico multiplayer desenvolvido pela PUBG Corp., subsidiária da produtora coreana Bluehole, utilizando o motor de jogo Unreal Engine 4.[1] O jogo foi desenvolvido sob a liderança criativa de Brendan "PlayerUnknown" Greene, que havia previamente desenvolvido diversos mods para outros jogos eletrônicos inspirados no filme Battle Royale, de 2000.[2][3]

O jogo consiste de até cem jogadores que caem de paraquedas em uma ilha em busca de armas e equipamento a fim de matar os outros jogadores, enquanto tentam sobreviver ao mesmo tempo. A área de jogo diminui progressivamente, confinando os sobreviventes a um espaço cada vez menor e forçando encontros. Ganha o último jogador ou time sobrevivente.[4] O jogo permite tanto as perspectivas de primeira pessoa como em terceira pessoa.[5]

O jogo foi lançado em março de 2017 para Microsoft Windows na plataforma de acesso antecipado da Steam, vendendo mais de 18 milhões de cópias nos primeiros oito meses,[6][7] e atingindo um pico de mais de 2 milhões de jogadores simultâneos no final de 2017, sendo o jogo mais jogado da plataforma até então.[8] A PUBG Corp. lançou a versão 1.0 do jogo no dia 20 de dezembro de 2017, e a versão para Xbox foi lançada no dia 12 de dezembro através do programa de testes Xbox Game Preview.[9]

O jogo foi, de forma geral, bem recebido pela crítica,[10] sendo nomeado para "jogo do ano" enquanto ainda estava em lançamento antecipado,[11][12] mas recebendo comentários a respeito de bugs ainda presentes após a saída do acesso antecipado.[13][14][15] Segundo os desenvolvedores, o jogo seria eventualmente voltado para eSports,[16] mas, até o início de 2018, Greene considerava que o jogo "ainda não estava lá".[17]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Windows[editar | editar código-fonte]

O jogo foi inicialmente lançado em versões alfa e beta para um público restrito de 80 mil jogadores, incluindo streamers do site Twitch,[18][19] e pouco antes de liberar o acesso antecipado na Steam a Bluehole abriu alguns servidores para outros streamers.[20] O acesso antecipado foi lançado em 23 de março para Microsoft Windows.[21] Inicialmente essa fase deveria durar até setembro de 2017,[21][22] mas em julho de 2017, Greene anunciou que esse prazo seria estendido para que o jogo estivesse mais bem desenvolvido em seu lançamento oficial.[23] Inicialmente, a Bluehole pensou que o jogo apenas ganharia grande popularidade apenas em seu lançamento, tento planejado o acesso antecipado para avaliar como o jogo se comportaria com um número moderado de jogadores. A explosão em popularidade ainda no acesso antecipado serviu para trazer a tona problemas de conectividade no jogo para os quais Bluehole se voltaria.[19] Durante o mês de agosto, foram lançados patches semanais para correção de problemas.[24][25][26] Nos meses seguintes, a quantidade de patches foi reduzida, pois os patches muito frequentes estavam causando problemas de estabilidade no jogo.[27][28]

Xbox One[editar | editar código-fonte]

Um port para video-games já era antecipado pela Bluehole, incluindo um para Xbox One após o lançamento para Windows, ao final de 2017.[29][30][31][19] Apesar de inicialmente terem anunciado o port como um trabalho independente, mais tarde a Bluehole anunciou que teve ajuda da Microsoft.[32][33][34] Também foi mencionado uma versão que permitiria o jogo entre jogadores de Xbox e Windows, mas não foi anunciada data para tal funcionalidade.[19] O acesso antecipado ao jogo no Xbox One foi lançado em 12 de dezembro de 2017, tanto na forma de download digital como em mídia física.[35][9][36] Em um evento promocional na Austrália, a Microsoft espalhou caixas como as do jogo pelo país, contendo o jogo e merchandising.[37][38] Em 2018, atingiu a marca de 3 milhões de jogadores na plataforma.[39]

Na China[editar | editar código-fonte]

Tencent, uma empresa de video-games chinesa, se ofereceu para publicar o jogo na China em troca de uma participação na Bluehole,[40] mas a Associação Chinesa de Publicação Digital de Áudio e Vídeo anunciou em outubro de 2017 que jogos do tipo eram desencorajados, afirmando que eram violentos demais para os valores socialistas chineses, considerando o jogo como danoso aos jovens.[41][42] Todavia, no mês seguinte, o governo chinês e as empresas envolvidas entraram em um acordo pela publicação do jogo no país,[43] com mudanças sendo feitas ao jogo para este ser alinhado aos valores morais e socialistas chineses.[44]

Outras plataformas[editar | editar código-fonte]

Uma versão para PlayStation 4 estaria planejado, mas devido à assistência prestada pela Microsoft o jogo seria, por hora, exclusivo ao Xbox One.[45][46] Até o final de 2017, não havia confirmação sobre planos futuros para o Playstation 4,[47] mas haviam discussões com a Sony para o port.[40] Segundo o CEO da empresa, o objetivo desta seria lançar o jogo em "todas plataformas possíveis", se "lhes fosse dado a oportunidade".[48]

Um port para plataformas mobile foi anunciado para a versão chinesa do jogo.[49][50][51]

Recepção[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
MetaCritic 85/100[10]


Enquanto ainda estava em acesso antecipado, Battlegrounds ganhou o prêmio de "melhor multiplayer" no The Game Awards de 2017, sendo também nomeado para "jogo do ano",[12] o que gerou certo debate por ser o primeiro jogo em acesso antecipado a ser nomeado para tal prêmio.[11][52] O jogo foi também premiado no Golden Joystick Awards,[53] e em uma premiação da revista PC Gamer.[54] Já a Entertainment Weekly avaliou o jogo como sétimo em sua lista dos melhores de 2017.[55]

Após seu lançamento oficial, o jogo recebeu prêmios do site IGN, incluindo "melhor jogo para PC",[56] bem como prêmios em outras publicações.[57] Já a Eurogamer avaliou PUBG em quarto lugar dentre os cinquenta melhores jogos de 2017.[58]

Competição profissional[editar | editar código-fonte]

Além de um torneio de caridade realizado pela fabricante do jogo,[59][60] esta realizou ainda, em agosto de 2017, um torneio com $350 mil em prêmios.[61][62][63] Greene disse que sempre imaginou o jogo como feito para eSports, mas que seria um processo lento e que eles apenas perseguiriam tal objetivo de forma ativa quando o jogo estivesse mais maduro.[16] Em Novembro de 2017, um torneio patrocinado pela Intel em Oakland distribuiu $200 mil em prêmios.[64][65]

No início de 2018, Greene afirmou que o jogo ainda não estava pronto para eSports.[17] No final do ano anterior, Rich Edmonds escrevendo para a Windows Central avaliou o jogo como "ainda não pronto para eSports", mencionando os bugs ainda presentes no mesmo, visão suportada por Eric Abent, escrevendo para a Slash Gear.[13][14]

Em 2018 a PUBG Corp anunciou seu primeiro torneio oficial, com um prêmio total de dois milhões de dólares. A seleção dos participantes ocorre através de torneios classificatórios regionais. Segundo a empresa, o torneio seria uma demonstração do potencial do jogo para eSports.[66]

Referências

  1. Smith, Graham (5 de julho de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds interview: New modes, modding plans, and his meteoric rise». Rock Paper Shotgun. Consultado em 5 de julho de 2017 
  2. Greene, Brendan (15 de fevereiro de 2017). «INVEN Game Conference Talk». PlayerUnknown's Battlegrounds. Consultado em 8 de junho de 2017 
  3. McCarthy, Caty (9 de agosto de 2017). «Meeting PlayerUnknown, and the Fiction that Inspired the Year's Biggest Surprise Hit». US Gamer. Consultado em 9 de agosto de 2017 
  4. Christopher Livingston; Michael Johnson. «Christopher Livingston, Michael Johnson» (em inglês). PC Gamer. Consultado em 6 de Novembro de 2017 
  5. Scott-Jones, Richard (13 de julho de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds gets first-person-only servers next month». PCGamesN. Consultado em 13 de julho de 2017 
  6. Minotti, Mike (29 de setembro de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds is getting its own subsidiary from Bluehole». Venture Beat. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  7. Wood, Austin (31 de outubro de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds Has Sold 18 Million Copies». IGN. Consultado em 31 de outubro de 2017 
  8. Pereira, Chris (11 de outubro de 2017). «PUBG Passes Another Major Milestone On Steam». GameSpot. Consultado em 11 de outubro de 2017 
  9. a b Fenlon, Wes; Wilde, Tyler. «PlayerUnknown's Battlegrounds is leaving Early Access in December». PC Gamer. Consultado em 31 de outubro de 2017 
  10. a b «PlayerUnknown's Battlegrounds for PC Reviews». Metacritic. Consultado em 9 de janeiro de 2018 
  11. a b Bailey, Kat (14 de novembro de 2017). «Opinion: Nominating PlayerUnknown's Battlegrounds for Game of the Year is a Terrible Idea». US Gamer. Consultado em 15 de novembro de 2017 
  12. a b Alexander, Julia (8 de dezembro de 2017). «The Game Awards forgot to give PUBG its only award last night». Polygon. Consultado em 8 de dezembro de 2017 
  13. a b «PlayerUnknown's Battlegrounds review: Broken, but beautiful» (em inglês). SlashGear. 27 de Dezembro de 2017 
  14. a b «PlayerUnknown's Battlegrounds (PUBG) PC review: Not perfect but still the best Battle Royale». Windows Central. 20 de Dezembro de 2017 
  15. «PUBG vs. Fortnite: Which Battle Royale Shooter Is For You?» (em inglês). Tom's Guide. 27 de Janeiro de 2018 
  16. a b Handranah, Matthew (31 de agosto de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds is taking "baby steps" into esports». GamesIndustry.biz. Consultado em 31 de agosto de 2017 
  17. a b «PUBG 'not eSports-ready' yet - but 'will be one day'» (em inglês). BBC. 12 de Janeiro de 2018 
  18. Forward, Jordan (19 de maio de 2017). «Getting to know PlayerUnknown». PCGamesN. Consultado em 19 de maio de 2017 
  19. a b c d Donaldson, Alex (27 de junho de 2017). «How PlayerUnknown's Battlegrounds went from scrappy mod to one of the games of 2017». VG247. Consultado em 27 de junho de 2017 
  20. Hall, Charlie (4 de dezembro de 2017). «PUBG has dominated 2017, here's how it happened». Polygon. Consultado em 4 de dezembro de 2017 
  21. a b Livingston, Christopher (23 de março de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds is now available on Steam Early Access». PC Gamer. Future US. Consultado em 29 de junho de 2017 
  22. Livingston, Christopher (9 de março de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds will hit Early Access on March 23, and here's the official trailer». PC Gamer. Future US. Consultado em 29 de junho de 2017 
  23. Hood, Vic (7 de julho de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds full launch delayed to end of 2017». Eurogamer. Consultado em 7 de julho de 2017 
  24. Nunneley, Stephany (1 de abril de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds receives first patch with more coming on a regular basis». VG247. Consultado em 12 de abril de 2017 
  25. Marks, Tom (21 de janeiro de 2015). «Battle Royale modder Brendan Greene on his official H1Z1 mode». PC Gamer. Future US. Consultado em 29 de junho de 2017 
  26. Higton, Ian (10 de abril de 2017). «Battlegrounds' PlayerUnknown and the future of Battle Royale». Eurogamer. Consultado em 12 de abril de 2017 
  27. Hood, Vic (16 de agosto de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds patches to be released less often». Eurogamer. Consultado em 16 de agosto de 2017 
  28. Villas-Boas, Antonio. «The biggest game of 2017 is finally finished, and it will launch on December 20». Business Insider. Consultado em 15 de dezembro de 2017 
  29. Gilbert, Ben (4 de maio de 2017). «The crazy new game that pits 100 people against each other on a deserted island will come to consoles». Business Insider. Consultado em 5 de maio de 2017 
  30. Grubb, Jeff (11 de junho de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds comes to Xbox One X». Venture Beat. Consultado em 11 de junho de 2017 
  31. Lemon, Marshall (11 de junho de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds' console launch will be Xbox One exclusive». VG247. Consultado em 12 de junho de 2017 
  32. Hollister, Sean (28 de julho de 2017). «PlayerUnknown: A chat with the man behind 2017's viral PC game». CNet. Consultado em 31 de julho de 2017 
  33. Statt, Nick (20 de agosto de 2017). «Microsoft will be the publisher of PlayerUnknown's Battlegrounds when it comes to Xbox». The Verge. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  34. Handrahan, Matthew (6 de setembro de 2017). «PUBG: "When you ask about growth on PC, I just look at League of Legends"». GamesIndustry.biz. Consultado em 6 de setembro de 2017 
  35. Fallen, Patrick (24 de outubro de 2017). «PUBG Physical Release Confirmed For Xbox One». GameSpot. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  36. Knezevic, Kevin (31 de outubro de 2017). «PUBG Xbox One Release Date Confirmed». GameSpot. Consultado em 31 de outubro de 2017 
  37. Saed, Sharif (7 de dezembro de 2017). «Microsoft is dropping supply crates in Australia to celebrate PUBG launch on Xbox One». VG247. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  38. Billcliffe, James (7 de dezembro de 2017). «You can buy Xbox exclusive PUBG cosmetics before the game's even out». VG247. Consultado em 7 de dezembro de 2017 
  39. «Despite Bugs And Issues, PUBG Hits 3 Million Players On Xbox One» (em inglês). Gamespot. 11 de Janeiro de 2018 
  40. a b Nakamura, Yuji; Kim, Sam (27 de setembro de 2017). «One Man's Journey From Welfare to World's Hottest Video Game». Bloomberg Businessweek. Consultado em 27 de setembro de 2017 
  41. Chen, Lulu Yilun (29 de outubro de 2017). «World's Hottest PC Game Could Get Locked Out of China». Bloomberg Businessweek. Consultado em 31 de outubro de 2017 
  42. Jones, Ali (30 de outubro de 2017). «The Chinese government is discouraging the development of battle royale games». PCGamesN. Consultado em 30 de outubro de 2017 
  43. Handrahan, Matthew (22 de novembro de 2017). «Tencent to publish PlayerUnknown's Battlegrounds in China». GamesIndustry.biz. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  44. Lemon, Marshall (22 de novembro de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds has been approved in China, with a few changes». VG247. Consultado em 22 de novembro de 2017 
  45. Ashcroft, Brian (30 de março de 2017). «Battlegrounds producer Chang-han Kim reportedly told Inven. Kotaku. Consultado em 18 de junho de 2017 
  46. Grubb, Jeff (6 de julho de 2017). «Bluehole built PlayerUnknown's Battlegrounds' for livestream viewers». Venture Beat. Consultado em 7 de julho de 2017 
  47. Hood, Vic (25 de agosto de 2017). «Microsoft and PlayerUnknown dance around the thorny issue of Battlegrounds console exclusivity». Eurogamer. Consultado em 25 de agosto de 2017 
  48. Saed, Sharif (2 de janeiro de 2018). «PUBG CEO wants the game on every platform, says Sony is "very strict" about quality». VG247. Consultado em 2 de janeiro de 2018 
  49. McAloon, Alissa (27 de novembro de 2017). «Tencent working to bring Battlegrounds to mobile in China». Gamasutra. Consultado em 27 de novembro de 2017 
  50. Brightman, James (27 de novembro de 2017). «PUBG going mobile with Tencent's help». GamesIndustry.biz. Consultado em 28 de novembro de 2017 
  51. Wong, Alistair (1 de dezembro de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds Gets Two Mobile Versions In China». Siliconera. Consultado em 1 de dezembro de 2017 
  52. Grubb, Jeff (14 de novembro de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds and GOTY: It's about art vs. product». Venture Beat. Consultado em 15 de novembro de 2017 
  53. Weber, Rachel (17 de novembro de 2017). «The Legend of Zelda: Breath of the Wild scores big at the 35th Golden Joystick Awards presented with OMEN by HP». GamesRadar. Consultado em 25 de dezembro de 2017 
  54. PC Gamer staff (18 de dezembro de 2017). «Breakout Game 2017: PlayerUnknown's Battlegrounds». PC Gamer. Consultado em 31 de dezembro de 2017 
  55. Morales, Aaron; Abrams, Natalie (29 de dezembro de 2017). «The Year's Best Games». Entertainment Weekly (1496-97). pp. 92–94. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  56. Prêmios da IGN
  57. Outros prêmios
  58. Eurogamer staff (30 de dezembro de 2017). «Eurogamer's Top 50 Games of 2017: 10-1». Eurogamer. Consultado em 30 de dezembro de 2017 
  59. Williams, Mike (2 de maio de 2017). «PlayerUnknown's Battlegrounds Celebrates 2 Million Sold With Charity Tournament». USGamer. Consultado em 2 de maio de 2017 
  60. «Playerunknown's Battlegrounds' 2017 Charity Invitation raises over $220,000 for Gamers Outreach». Esports-Pro.com. 5 de maio de 2017 
  61. O'Conner, Alice (25 de julho de 2017). «Playerunknown's Battlegrounds getting Battle Royale-ier». Rock Paper Shotgun. Consultado em 25 de julho de 2017 
  62. Grubb, Jeff (23 de agosto de 2017). «Gamescom PUBG Invitational winners get a golden frying pan trophy». Venture Beat. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  63. Nunneley, Stephany (25 de julho de 2017). «First PUBG Invitational will take place at gamescom in August, sales from vanity crates will go toward prizes». VG247. Consultado em 23 de agosto de 2017 
  64. ESL. «PUBG | Intel Extreme Masters». en.intelextrememasters.com (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2017 
  65. «Home | IEM Oakland 2017 PUBG Invitational qualifiers». pubg.iemoakland.com (em inglês). Consultado em 16 de novembro de 2017 
  66. Andy Chalk (23 de Abril de 2018). «The PUBG Global Invitational 2018 will see 20 teams do battle for $2 million in prizes» (em inglês). PC Gamer