Política da Finlândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Coat of arms of Finland.svg
Parte da série sobre
Política da Finlândia
Portal da Finlândia

A Finlândia é uma república parlamentar. O chefe de Estado é o Presidente da República, eleito por um período de seis anos e podendo ser eleito por dois mandatos consecutivos. O poder executivo reside no governo, chefiado por um primeiro-ministro escolhido pelo parlamento de 200 membros, e composto por ministros distribuídos por vários cargos, e por um membro ex-ofício, o Chanceler de Justiça.

O atual Presidente da República, Sr. Sauli Niinistö, foi eleito, em fevereiro de 2012. Como presidente é responsável pela política externa e é ainda o comandante-em-chefe das forças armadas.[1]

Eleições[editar | editar código-fonte]

Eleições presidenciais[editar | editar código-fonte]

De acordo com a Constituição finlandesa de 1919, o presidente é eleito pelo voto popular para um período de 6 anos, com possibilidade de releição. As eleições para Presidente são feitas por voto secreto com um sufrágio universal e igual. Se nenhum dos candidatos obtiver maioria absoluta no primeiro turno da votação, um segundo turno entre os dois candidatos é organizado agora com mais votos no primeiro. A próxima eleição presidencial esta programada para acontecer em 2018. O novo presidente eleito, assumirá o cargo até 2024.

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Os 200 membros do Parlamento são eleitos por sufrágio universal a cada quatro anos, sendo que todos os cidadãos finlandeses com mais de 18 anos têm direito de voto num dos 13 distritos eleitorais existentes. Tradicionalmente, a Finlândia tem uma percentagem de abstenção superior aos outros países nórdicos.[2]

Eleições municipais[editar | editar código-fonte]

Prefeitura de Helsinki.

Nas eleições municipais finlandesas, são eleitos deputados municipais/vereadores para as 336 assembleias municipais/câmaras municipais do país. Estas eleições têm lugar de quatro em quatro anos.[3]

Partidos políticos[editar | editar código-fonte]

Partido Ideologia
Partido do Centro
Suomen Keskusta
Centern i Finland
Centrismo
Liberalismo
Agrarianismo
Partido da Coligação Nacional
Kansallinen Kokoomus
Samlingspartiet
Conservadorismo
Partido dos Finlandeses
Perussuomalaiset
Sannfinländarna
Nacionalismo
Conservadorismo liberal
Partido Social-Democrata
Suomen Sosialidemokraattinen Puolue
Finlands Socialdemokratiska Parti
Socialismo democrático
Aliança dos Verdes
Vihreä liitto
Gröna förbundet
Ecologismo
Aliança de Esquerda
Vasemmistoliitto
Vänsterförbundet
Socialismo democrático
Ecossocialismo
Partido Popular Sueco da Finlândia
Svenska folkpartiet
Ruotsalainen kansanpuolue
Liberalismo
Minoria sueca
Partido Democrata-Cristão
Kristillisdemokraatit
Kristdemokraterna
Democracia cristã

Poder judiciário[editar | editar código-fonte]

O poder judiciário é baseado na lei sueca, com o judiciário exercendo poderes limitados, o sistema possui três níveis: cortes locais, cortes regionais de apelação e a Suprema Corte.

Referências

  1. Mäkelä, Essi (2010). «Statsskick». Finland: Republiken Finland (em sueco). Kuopio: Unipress. p. 14. 32 páginas. ISBN 9789515793171 
  2. TT-FNB-AFP. «Ny regering i Finland» (em sueco). Göteborgs-Posten. Consultado em 20 de abril de 2015 
  3. «Elections website» (em inglês). Ministério da Justiça da Finlândia. Consultado em 28 de outubro de 2012 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Bandeira da Finlândia Finlândia
Bandeira • Brasão • Hino • Culinária • Cultura • Demografia • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens