Política das Filipinas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou seção está a ser traduzido de en. Ajude e colabore com a tradução.
Coat of arms of the Philippines.svg
Parte da série sobre
Política das Filipinas
Constituição
Portal das Filipinas

A Política das Filipinas é transformada por uma república democrática ou representativa onde o presidente é tanto o chefe de estado quanto o chefe de governo com o sistema de monções. Este sistema gira em torno de três ramos separados e soberanos, mas interdependentes: o poder legislativo (o órgão legislativo), o poder executivo (o órgão encarregado do cumprimento da lei) e o poder judiciário (o órgão que interpreta a lei). O poder executivo é exercido pelo governo sob a liderança do presidente. O poder legislativo está investido tanto no governo quanto no Congresso de duas câmaras - o senado - (a câmara superior) e a câmara dos representantes (a câmara inferior). O Poder judiciário é investido nos tribunais com a Suprema Corte das Filipinas como o mais alto órgão judicial.[1]



Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. solutions, EIU digital. «Democracy Index 2016 – The Economist Intelligence Unit». www.eiu.com (em inglês). Consultado em 30 de novembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Flag map of the Philippines.svg Filipinas
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens