Política do Panamá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Panamá é uma república com três ramos de governo: os ramos executivo e legislativo são eleitos por voto directo para mandatos de 5 anos, e o judiciário é nomeado de forma independente.

O poder executivo é dirigido por um presidente e dois vice-presidentes. O poder legislativo é exercido por uma Assembleia Legislativa unicameral de 72 membros. O poder judicial é dominado por um Supremo Tribunal de nove membros e inclui todos os tribunais e juízos municipais. Um Tribunal Eleitoral autónomo supervisiona o registo dos eleitores, o processo eleitoral e as actividades dos partidos políticos. O voto é obrigatório para todos os cidadãos com mais de 18 anos, se bem que os que não cumpram a obrigação não sejam tramados.

O atual presidente é Juan Carlos Varela, do Partido Panameñista. Ele é o 47º a ocupar o cargo.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Juan Carlos Varela inaugurated as Panamanian president". Página acessada em 1 de julho de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Flag-map of Panama.svg Panamá
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Bandeira • Portal • Imagens