Polarização política

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

No mundo da política, polarização pode referir-se a divergência de atitudes políticas entre extremos ideológicos. Essa divergência pode ser pública ou mesmo dentro de certos grupos.[1][2][3]

Quase todas as discussões da polarização em ciência política consideram-na no contexto dos partidos políticos e sistemas democráticos de governo. Quando a polarização ocorre em um sistema bipartidário, como os Estados Unidos, vozes moderadas muitas vezes perdem poder e influência.[1][4][5]

Referências

  1. a b DiMaggio, Paul; Evans, John; Bryson, Bethany (1 de novembro de 1996). «Have American's Social Attitudes Become More Polarized?» (PDF). American Journal of Sociology. 102 (3): 690–755. doi:10.1086/230995 
  2. Baldassarri, Delia; Gelman, Andrew (1 de setembro de 2008). «Partisans without Constraint: Political Polarization and Trends in American Public Opinion». American Journal of Sociology. 114 (2): 408–446. doi:10.1086/590649 
  3. Fiorina, Morris P.; Abrams, Samuel J. (1 de junho de 2008). «Political Polarization in the American Public» (PDF). Annual Review of Political Science. 11 (1): 563–588. doi:10.1146/annurev.polisci.11.053106.153836 
  4. Mann, Thomas E.; Ornstein, Norman J. (2012). «It's Even Worse Than It Looks: How the American constitutional system collided with the new politics of extremism». Basic Books. ISBN 978-0-465-03133-7 
  5. McCarty, Nolan; Poole,, Keith T.; Rosenthal, Howard (2006). Polarized America : the dance of ideology and unequal riches. [S.l.]: MIT Press. Cambridge, Mass. ISBN 9780262134644 


Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.