Policarpo Paz García

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Policarpo Paz García
46.º Presidente de Honduras
Período 8 de agosto de 1978[1]
a 27 de janeiro de 1982
Antecessor Junta militar de Honduras (1978-1980)
Sucessor Roberto Suazo Córdova
Chefe das Forças Armadas de Honduras
Período 1978
a 1980
Antecessor Juan Alberto Melgar Castro
Sucessor Gustavo Álvarez Martínez
Dados pessoais
Nascimento 7 de dezembro de 1932
Honduras Goascorán, Honduras
Morte 16 de abril de 2000 (67 anos)
Honduras Tegucigalpa, Honduras
Cônjuge Carlota Márquez de Paz García
Religião Católico
Profissão Médico, político

Policarpo Juan Paz García (nascido em Goascorán em 7 de dezembro de 1932 – falecido em Tegucigalpa em 16 de abril de 2000) foi um líder militar e autocrata Honduras que atuou como presidente de Honduras de 7 de agosto de 1978 até 27 de janeiro de 1982.

Paz assumiu o poder em 1978 pelo "golpe da cocaína", financiado pelo Cartel de Medellín vinculado ao traficante Juan Matta-Ballesteros. [2] A CIA teve "um interesse estreito e amigável" no golpe de Estado de Paz; diferentemente de seu antecessor, Juan Alberto Melgar Castro, foi um fervoroso defensor de Anastasio Somoza Debayle da Nicarágua. Sob Paz, o exército hondurenho e os serviços de inteligência receberam um corte dos lucros em troca da proteção a Matta-Ballesteros, visto que Honduras tornou-se uma importante rota de transporte de cocaína e maconha da Colômbia.[3] Quando o Drug Enforcement Administration dos Estados Unidos criou sua primeira agência em Tegucigalpa em 1981, pelo respectivo agente residente "rapidamente chegou-se à conclusão precisa de que todo o governo hondurenho estava profundamente envolvido no tráfico de drogas".

Seu mandato também é conhecido pela corrupção e pelo elevado nível de repressão militar, incluindo um salto surpreendente da atividade atribuída ao Batalhão 316, um Esquadrão da Morte paramilitar de direita treinado pela CIA. Os serviços do Batalhão 316 foram convocados durante a administração de Ronald Reagan e a atividade militar estadunidense na América Central para apoiar os Contras.

Os militares tinham governado Honduras quase continuamente desde 1963, e Paz foi o último dos generais a governar o país. As eleições gerais hondurenhas de 1981 viram Roberto Suazo eleito presidente, e Paz entregou o poder em janeiro de 1982.

Referências

  1. NOTA1:Leva em consideração o período desde chefe das Forças Armadas de Honduras - 1978-1980
  2. Alexander Cockburn and Jeffrey St. Clair (1998), Whiteout: The CIA, Drugs and the Press. ISBN 1-85984-258-5. p281
  3. Alexander Cockburn and Jeffrey St. Clair (1998), Whiteout: The CIA, Drugs and the Press. ISBN 1-85984-258-5. p283
Cargos políticos
Precedido por
Juan Alberto Melgar
deposto pela Junta militar de Honduras (1978-1980)
Presidente de Honduras
1978–1982
Sucedido por
Roberto Suazo